• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Resenha da Ju: Anna e o beijo francês, Stephanie C. Perkins - Novo Conceito


    Autor: Stephanie C. Perkins

    Editora: Novo Conceito

    Categoria: Literatura Estrangeira/ Romance

    SBN: 9788563219329

    Número de páginas: 288


    Sinopse: Anna Oliphant tem grandes planos para seu último ano em Atlanta: sair com sua melhor amiga, Bridgette, e flertar com seus colegas no Midtown Royal 14 multiplex. Então ela não fica muito feliz quando o pai a envia para um internato em Paris. No entanto, as coisas começam a melhorar quando ela conhece Étienne St. Clair, um lindo garoto -que tem namorada. Ele e Anna a se tornam amigos mais próximos e as coisas ficam infinitamente mais complicadas. Anna vai conseguir um beijo francês? Ou algumas coisas não estão destinadas a acontecer?

    Que livro fofinho, gente!! O livro é contado do ponto de vista da Anna, o que nos deixa íntimas dela. No começo foi difícil me identificar com o fato de que ela estava chateada em se mudar para Paris (como assim, produção?!), mas conforme fui lendo, foi se tornando mais fácil me colocar no lugar da personagem, uma menina quieta, que quer ser crítica de cinema e que deixou a melhor amiga e o mais próximo que ela tinha de um namorado do outro lado do oceano. Étiéne também é carismático, é alguém por quem qualquer uma poderia facilmente se apaixonar. Não posso dizer que a história e os personagens são isentos de clichê, mas a história e os personagens habitam o mundo do possível. E as descrições de Paris são bem bacanas, dá vontade de ver com os próprios olhos o que a Anna está descrevendo.

    Adoro o fato do pai da Anna ser o Nicholas Sparks disfarçado. Ri com as descrições dos livros dele.

    Posso citar a parte mais linda do livro pra mim? É essa:

    “Sinto falta de Paris, mas lá não é minha casa. É mais algo do tipo sentir falta… disso. Desse calor pelo telefone. É possível que lar seja uma pessoa e não um lugar? Bridge costumava ser meu lar. Talvez St. Clair seja meu novo lar.

    Eu reflito sobre isso à medida que nossas vozes vão cansando e paramos de conversar. Nós só ficamos na companhia um do outro. Minha respiração. Sua respiração. Minha respiração. Sua respiração.

    Eu não poderei nunca dizer a ele, mas é verdade.

    Isto é estar em casa. Nós dois.”
    Por Juliana Bastos

    1 comentários :

    1. Taí sua resenha me deixou curiosa... e olha que já tinha lido uma negativa que me desanimou...
      Meio que um filme disney... XD

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!