• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Valente, o filme

    
    Desde os tempos ancestrais, histórias de batalhas épicas e lendas míticas passaram de geração para geração nas montanhosas e misteriosas Terras Altas da Escócia. Merida é uma habilidosa arqueira e a impetuosa filha do Rei Fergus e da Rainha Elinor. Determinada a trilhar o seu próprio destino, Merida desafia um costume ancestral, sagrado para os poderosos senhores da terra quando uma competição é organizada contra a sua vontade, para escolher seu futuro marido. As ações de Merida lançam inadvertidamente o caos e a fúria no reino, e quando ela recorre a uma velha e excêntrica Bruxa, a quem pede que sua mãe mude, mas a ajuda vem em forma de maldição. O perigo iminente força Merida a descobrir o significado da verdadeira coragem para que possa desfazer a terrível maldição antes que seja tarde demais. Agora caberá à jovem ajudar a sua mãe e impedir que o reino entre em guerra com os povos vizinhos.
    Brave foi anunciado para a mídia pela primeira vez em abril de 2008, naquela época, o título do filme era The Bear and the Bow. Brave é o primeiro conto de fadas produzido pela Pixar, e foi considerada pelos críticos, uma das películas mais sombrias e maduras, quando comparado às outras produções do estúdio.
    Os créditos finais do filme incluem uma homenagem especial ao co-fundador da Pixar, Steve Jobs, que morreu em 2011.

    A jovem princesa Merida se identifica com o espírito selvagem do pai, com quem tem maior afinidade. Já a mãe acredita na etiqueta como obrigação social, além do casamento como finalidade para uma mulher. Como muitas adolescentes, Merida não aceita que sua mãe decida como ela deve se comportar ou se vestir. Não aceita, acima de tudo, que ela trace seu destino. Este conflito se agrava quando, pela tradição, os primogênitos dos reinos aliados devem disputar a mão de Merida em um torneio. Transtornada com os acontecimentos, a jovem tem uma séria discussão com sua mãe, foge sem direção e retorna com o que acha ser a solução de seus problemas. Logo após chamá-la de monstro, Merida encontra uma bruxa que transforma sua mãe justamente nisso: em um monstro ou, no caso, em um urso selvagem.
    Aí começa todo o conflito do filme. Não só a mãe tenta civilizar sua nova natureza animal – a maioria do humor nasce deste urso comendo com talheres, limpando a boca com guardanapos -, mas também a filha precisa esconder a nova transformação materna do próprio pai, que detesta ursos. Merida deve impedir que seus pais se matem, mas acima de tudo ela deve impedir que o confronto entre a liberdade, representada pelo pai, e a tradição, representada pela mãe, destrua a noção de família.
    Ao invés da mensagem tradicional dos filmes da Disney, Valente adota um lema mais contemporâneo, que á a moral americana do "faça você mesmo", "você pode ser o que quiser, contanto que se esforce". Talvez por isso o filme tenha sido chamado de pró-feminista, apoiando a independência da mulher, o que você percebe logo no trailer quando Merida disputa a sua própria mão em casamento.
    Acredito que o grande mérito de Valente é falar da família sem endeusá-la, e sem usar o príncipe encantado ou o amor romântico como solução para todos os problemas das mocinhas desamparadas. Imaginem as crianças que não tem suas famílias dentro deste modelo onírico de família perfeita como se sentiam antes? Valente consegue ser feliz com suas conquistas individuais: sem bem-vinda a modernidade aos filmes infantis.




    2 comentários :

    1. Achei essa princesa tão linda com os cabelos ruivos, e apenas o trailer me faz rir sem parar. Ainda não assisti, mas está na lista de pretensões. =)
      O que chama atenção é a independência da Merida, ela é corajosa e busca mesmo o que quer. Só não tinha ideia que a mãe se transformava num urso. hahaha.
      Adorei!!!

      ResponderExcluir
    2. Uma das minhas animações preferidas! Merida é tão linda com seus cachos e cabelos ruivos, também amei o tema "família" que torna o filme ainda mais bonitinho! :)

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!