• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Resenha da Drica: O Milagre, Nicholas Sparks - Agir

    Título: O Milagre

    ISBN: 9788520924822

    Páginas: 238

    Editora: Agir

    Ano: 2010

    Assunto: Literatura 

    Brasileira/Romances


    Sinopse 

    Vestido de preto da cabeça aos pés e com a aparência de alguém sempre pronto para ir a um velório, Jeremy Marsh reflete em seu estilo uma forte vocação para encarar a vida de uma forma racional. Badalado pela mídia, respeitado pela comunidade científica, aos 37 anos o jornalista assina uma coluna na prestigiosa revista Scientific American - sem, contudo, emplacar um relacionamento feliz. A saída que Jeremy encontra para exorcizar o fantasma de um casamento desfeito é negar a existência de outros tipos de fantasmas: aqueles que arrastam correntes e aparecem sob lençóis.

    Seu trabalho como freelancer já o fez viajar pelo mundo à cata de lendas urbanas como a do monstro de Losh Ness. Por isso, não se surpreende ao receber a carta de Dori McClellan, uma senhora com poderes divinatórios que o convida a investigar as misteriosas luzes de Cedar Creek, um antigo cemitério de escravos que teria sido alvo de uma maldição.

    Acionando seu agente e um cameraman tatuado e beberrão, Jeremy deixa Nova Iorque e parte em direção ao sul dos Estados Unidos. Essa é a terra da sofrida Lexie Darnell - alguém que longe de ser uma mocinha ingênua do interior, se mostra vacinada contra os avanços de qualquer conquistador da cidade grande. Mas será que um forte sentimento pode ultrapassar as fronteiras que separam a fé da descrença?


    O livro nos apresenta a história de Jeremy Marsh, um renomado e cético jornalista de 37 anos que desvenda lendas urbanas e mistérios sobrenaturais. Jeremy não tem fortes laços familiares nem de amizade, muito menos uma vida amorosa, vive apenas para o seu trabalho e sua carreira.
    A trama começa a partir da carta que ele recebe de Doris McClellan, ela o convida a ir a Boone Creeck, cidadezinha pacata ao sul dos Estados Unidos, para investigar as luzes misteriosas do cemitério da cidade. Lá ele será auxiliado pela bibliotecária, neta de Doris e coração-partido, Lexie. 

    Tudo dado, não é? Lexie e Jeremy começam a se conhecer e ficam muito próximos. Afinal, os dois já sofreram grandes decepções amorosas e estão sozinhos há um bom tempo. Acredito que os corações sofridos se atraem. 

    De repente ele se vê diante da decisão de voltar a Nova York, continuar sozinho e ser um jornalista famoso ou abrir mão da badalação da cidade grande e de outras possibilidades profissionais para viver um grande amor. 

    Adoro romances, mas tenho minhas ressalvas em relação ao Nicholas Sparks: acredito que, na maioria das vezes, ele é mais doce do que o necessário. Fato que mais agrada aos seus milhões de fãs.

    Comecei a ler O Milagre porque acreditei que Sparks tinha um ótimo gancho para desenvolver a sua história de amor. Toda a coisa sobre o cemitério e suas luzes sobrenaturais, a vidência de Doris, a incredulidade de Jeremy diante de todo o que a ciência não pode provar já seriam o suficiente para garantir uma boa história. E garante, pelo menos até um determinado momento... A partir da solução instantânea, quase imperceptível, do mistério das luzes, passamos todo o resto da história falando sobre Jeremy e Lexie, suas dúvidas e decisões. O autor esquece todos os outros bons personagens que construiu e foca apenas no casal. 

    Me apaixonei por Doris, a avó conselheira que criou a neta de maneira madura, sensitiva e simpática, viúva, dona de um restaurante, batalhadora, e quem realmente vai resolver esse impasse entre o casal. 

    Ah, e você só vai descobrir porque o nome do livro é O Milagre quase que na última página do livro. 

    O Milagre é um livro leve, divertido e sem dramas, para se ler sem grandes pretensões, como um filme de sessão da tarde.


    7 comentários :

    1. Eu gostei bastante do livro, agora pretendo ler a continuação.
      Beijos...

      ResponderExcluir
    2. Oi Drica,
      Creia, não li nada do sparks ainda, pq tenho medo, o pessoal diz que ele adora incluir um drama como obstáculo, fico receosa.
      Mas este achei interessante, pela questão do mistério e tal. O que seriam as tais luzes?
      E você agora me deixou curiosa do pq o título é este.
      Bj

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Dani, na verdade tenho uma certa resistência sim, com o Sparks, acho q ele é muito 'água com açúcar', mas o mistério salvou um pouco esse livro.

        Excluir
      2. eu acho, sim, que os livros do nicholas sparks sao meio chichês, mas não à ponto de vc não os ler. Acho que vc deveria ler o milagre, eu realmente gostei! e ora, quanto as luzes, leia e descubra! ;)

        Excluir
    3. Ainda não li nenhum dos livros deste autor, mas porque ainda não tive oportunidade. O enredo deste é bem interessante. Inicialmente, tinha ficado curiosa quanto aos mistérios sobrenaturais e achei ruim ser tudo resolvido imperceptivelmente para o foco da estória ser somente o casal. Mas acho que faz parte, visto que é um romance. De qualquer forma, fiquei curiosa para saber qual será a decisão do personagem em relação ao trabalho e ao amor. Outra coisa que me deixou curiosa é o título, pois adoro descobrir a relação com a estória.
      Vou ver se algum dia dou uma chance e leio este, como primeiro do autor, segundo sua dica de não se ler com altas pretensões. :)
      beijos

      ResponderExcluir
    4. Amo os livros do Nicholas Sparks.
      Apesar de achar alguns muito clichê, mas ele tem um modo unico de pegar um tema muito chato e o transformar em algo maravilhoso.
      Boa tarde.
      Ótima resenha.

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!