• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Filme: Oblivion, da Paramount

    Lançamento: 12 de abril de 2013 (2h 6min)

    Dirigido por: Joseph Kosinski

    Com: Tom Cruise, Olga Kurylenko, Morgan Freeman
    Gênero: Ação, Aventura, Ficção científica

    Nacionalidade: EUA
    Distribuidora: Paramount Pictures Brasil

    Sinopse:

    2077. Jack Harper (Tom Cruise) é o responsável pela manutenção de equipamentos de segurança em um planeta Terra irreconhecível, visto que a superfície foi destruída devido a confrontos com uma raça alienígena. O que restou da humanidade vive hoje em uma colônia lunar. Jack irá para este local daqui a duas semanas, já que está perto de terminar seu trabalho na Terra. Só que, um dia, ele encontra uma espaçonave que traz uma mulher dentro. Ao conhecê-la, tudo o que Jack sabe até então é posto em dúvida. É o início de uma jornada onde ele precisará descobrir o que realmente aconteceu no passado.

    Oblivion nasceu a partir de um tratamento de oito páginas escrito pelo diretor e roteirista Joseph Kosinski, que em 2007 foi publicado como graphic novel pela Radical Publishing. Posteriormente, o projeto virou um livro ilustrado, que foi lançado juntamente com a estreia do longa-metragem nos cinemas.
    Em um futuro não muito distante, a Terra foi destruída em um confronto com alienígenas. (Às vezes chego a acreditar que esse será o nosso fim, depois de tantos filmes disserem a mesma coisa!).  A trama se passa 60 anos depois do ataque dos Scavs: a humanidade venceu a ameaça, mas o custo da salvação foi a própria Terra. "Ganhamos a guerra, mas perdemos o planeta", é uma fase de efeito do personagem principal Jack, interpretado pelo Tom Cruise e sua função neste lugar devastado é fazer a manutenção dos Drones, máquinas usadas no patrulhamento do local que destroem tudo o que eles não reconhecem, principalmente humanos. O local é povoado pelos misteriosos Saqueadores, que nos trarão uma grata surpresa lá pelo meio do filme.
    Jack vive com Vika (Andrea Riseborough), com quem forma um par romântico e uma ‘boa equipe’ monitorando ele do alto da sua casa em forma de torre. Mas Jack e Vika estão em polos opostos, apesar do programa de remoção de memória executado pelos líderes buscando o bem estar deles, Jack é pura emoção enquanto Vika é razão em pessoa. Jack insiste em não se desligar totalmente do pouco do passado que ainda se lembra, o que é proibido, mantendo um local secreto com tudo o que ele encontra perdido pelo planeta, e é isso que vai ser determinante para mudar o futuro de Jack. Destaque para os vinis do Led Zeppelin, Duran Duran e um livro do Charles Dickens. Ah, e outro artefato muito ‘interessante’ é um óculos empoeirado que lembra um certo Top Gun.
    Pontos fortes: apesar de estar em um planeta desolado, a casa de Vika e Jack é de dar inveja, uma arquitetura perfeita! A fotografia é perfeita na hora de demarcar territórios. Enquanto que na casa de Jack temos um padrão clássico, monocromáticos, vemos o contraste com o esconderijo de Jack, com cores vivas.
    Mas tudo começa a mudar com a chegada de uma mulher misteriosa... E aí é que começa a ficar bom!
    Recomendo!
     
     
     

    2 comentários :

    1. Assisti o filme não curti, o trailer é tudo bom, mas quando assisti o filme, foi decepcionante.

      ResponderExcluir
    2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!