• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Resenha da Drica: Garota Tempestade - O Estranho Mundo de Jane True, Livro 01, Nicole Peeler - Valentina


    Título: Garota Tempestade 

    Título Original: Tempest Rising

    Autor: Nicole Peeler

    Páginas: 280

    Editora: Valentina


    Sinopse:

    Mesmo tendo passado a vida inteira na pequena e conservadora cidade de Rockabill, Jane True, 26 anos, sempre soube que não se encaixava numa sociedade pretensamente normal. Durante um de seus clandestinos nados noturnos no mar congelante, desafiando um perigosíssimo redemoinho, uma descoberta terrível leva Jane a revelações surpreendentes sobre sua herança genética: ela é apenas meio-humana. Agora, Jane precisa penetrar um mundo de mitos e lendas, povoado por criaturas sobrenaturais, aterrorizantes, belas e até mortais. Características que também descrevem perfeitamente Ryu, seu novo “amigo” - um vampiro poderoso, deslumbrante e hummm, aiii... muuuito SEXY. Nesse mundo, onde há um goblin advogado, um espírito de árvore maquiador, um súcubo dona de boutique, elfos diabólicos, homens inflamáveis, seres híbridos que se transformam em animais selvagens, nada é presumível. Que dirá um romance ao molho pardo. Mas atenção, nunca, nunca mesmo, esfregue a lâmpada do gênio. Entretanto, alguém está matando meio-humanos como Jane. A pergunta que não quer calar é: os assassinatos são fruto de uma mente doentia ou há um plano macabro para exterminá-los? Se você é fã de Sookie Stackhouse, meio-humanos, vampiros sedutores e criaturas sobrenaturais, então se prepare para mergulhar de cabeça nessa deliciosa série de urban fantasy.


    Não se deixe levar pela capa, ela não é o que parece!!!

    Jane True, 26 anos, moradora da pequena e conservadora Rockabill onde vive com seu pai, seria apenas uma garota comum, não fosse o fato de a sua mãe ter sumido quando tinha apenas 6 anos da mesma forma como apareceu, e por um episódio muito estranho que envolve a morte do seu namorado, o que a tornou, na verdade, persona non grata para alguns moradores. 

    Jane não se enquadra e leva uma vida solitária, sem namorado ou amigos de sua idade, suas únicas ocupações são cuidar do pai idoso, o seu trabalho na livraria Morrer de Ler (que invejinha...), e o desejo de saber mais sobre a sua mãe para descobrir suas origens. Mas tudo isso fica para trás quando Jane entra no mar e vai nadar onde ninguém é capaz: o Old Sow.

    A nossa história começa realmente quando Jane vai nadar e encontra um corpo no mar. A partir daí, a sua faixa de praia praticamente particular, é invadida por seres sobrenaturais e Jane conhecerá um mundo novo, a partir do qual vai descobrir os segredos de sua mãe e suas origens, e verá que nem tudo realmente é o que parece. Conheceremos o estranho mundo de Jane True acompanhando Ryu, o investigador designado para desvendar o assassinato de Jake, o corpo encontrado por Jane no Old Sow. Ryu é o que poderíamos chamar de o mocinho, mas esse mocinho é um vampiro fantástico, sedutor e apaixonante.

    “Ele sorriu, e meu coração falhou oito batidas seguidas. Ou eu estava me apaixonando por aquele cara ou tendo uma arritmia.”

    Aos poucos Jane vai se revelando e descobrimos uma verdadeira tarada: Jane vive discutindo consigo mesma sobre os seus desejos sexuais e em uma linguagem totalmente sem pudores (ah, os hormônios...). Ou seja, o livro não é um erótico, mas não deixa nada a desejar nessa área com descrições das very-hot-calientes-fervorosas cenas de sexo entre Jane e Ryu, que dá todo o tom para que a coisa possa fluir muito bem. Uma protagonista leve, apaixonante, bem humana, comum (não fosse a sua parte não humana), com conflitos vividos que podem ser vividos por qualquer jovem. 

    Nicole Peeler criou uma mitologia onde faz uma verdadeira mistura de seres sobrenaturais. À princípio, achei meio confuso, mas a autora conseguiu criar uma aura de magia e conectar todos os seres, assim temos goblins, vampiros, kelpies, selkies, nuhuals, gnomos, espíritos de pedra e um barghest. 

    Ponto para as músicas preferidas de Jane: ‘Once Bitten, Twice Shy’, do Great White, ‘U + Ur Hand’, da Pink, ‘Debauchery’, do David Gray e ‘Smooth Operator’, da Sade. 


    Mais pontos positivos para a forma responsável como a autora trata o sexo com prevenção ao colocar a Jane como uma menina responsável que nunca esquece de transar com camisinha e para a forma natural como a relação homossexual de Tracy e Grizzie é tratada.

    Este é o primeiro livro da saga O Estranho Mundo de Jane True, que conta com sete livros ao todo. A série começou a ser publicada em 2009 e tem os seguintes títulos: Tempest Rising (2009), Tracking the Tempest (2010), Tempest’s Legacy (2011), Eye of the Tempest (2011), Tempest’s Fury (2012), Tempest Reborn (2013).

    A Editora Valentina está encarregada de publicar os volumes no Brasil, e a expectativa é de que no início de 2014 o segundo livro da série seja lançado por aqui.

    Classificado como urban fantasy, um sub-gênero da Fantasia definido pelo lugar, onde as histórias ocorrem em cidades comuns e contam com elementos sobrenaturais. Com a capa linda, apesar de me dar a ideia de um livro juvenil, e com detalhes fofos, como a letra em destaque dos capítulos e coraçãozinho meio animal. Narrado em primeira pessoa somente pela Jane, de leitura leve e fácil, extremamente divertido. Recomendo totalmente!

    4 comentários :

    1. Hei Adriana,

      Esse livro vem confirmar o velho ditado de que "não devemos julgar um livro pela capa". Não conhecia a obra, a premissa parece bastante interessante.
      Sobre o seu blog, muito legal, já to seguindo :-)

      Abraços,

      http://milvidasparaler.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    2. É bem curioso essa estoria, espero poder conferi-lo ainda este ano.

      ResponderExcluir
    3. Li o primeiro capítulo desta estória em um daqueles panfletos da editora e gostei tanto, adicionei á minha lista. Gosto muito de estórias onde há elementos sobrenaturais e gostei de saber que o livro aborda, além de fantasia, assuntos normais como sexualidade. Fiquei curiosa para descobrir, junto á personagem, mais sobre sua origem e a destes seres sobrenaturais.
      Não sabia que o livro pertence a uma série, mas pretendo lê-lo.
      Concordo que a capa passa uma impressão bem juvenil mesmo, mas eu achei linda mesmo.
      Ótima resenha!
      beijos

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!