• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Resenha da Dani: A luz através da janela, Lucinda Riley - Novo Conceito

    Título original: The Lavender Garden

    Autora:
    Lucinda Riley

    Editora:
    Novo Conceito

    Páginas:
    544


    Sinopse:  
    A Segunda Guerra Mundial deixou muitos destroços e segredos familiares principalmente na família de Emilie, os De La Martinières.

    Quando sua mãe faleceu, deixando o legado do château da família para ela, a única herdeira, Emilie fica devastada e quer vender tudo para que possa voltar à sua rotina comum de veterinária. Entretanto, Sebastian Carruthers aparece em sua vida para ajudá-la a cuidar de toda a documentação e a consola nos momentos mais difíceis.

    Emilie se apaixona pela sua gentileza e decide se casar com ele. Assim, ela se muda para a casa do marido, Blackmoor Hall, em Yorkshire. Contudo, a vida que ela, ingenuamente, pensa estar começando bem, trará a ela muitas surpresas e revelações do presente e do passado de toda uma geração.

    No Skoob:

    A luz através da janela nos transporta de 2008 para 1943 numa trama envolvente, emocionante e bem amarrada.

    Emilie De La Martinières uma jovem veterinária está em Gassin no chatêau a família para o enterro de sua mãe. Completamente ressentida por sua mãe tratá-la como invisível ela fica um tanto horrorizada por não estar triste com a despedida.
    Durante um passeio ela é abordada por Sebastian Carruthers um inglês que por revela a ligação entre as famílias, de início ela o trata com cautela, mas o convida para visitar o chatêau e conhecer a biblioteca de seu pai, Edòuard De La Martinières, que conta com quase 25 mil livros em edições raras.
    Após esta visita ocorre uma invasão e Sebastian se oferece para ajudá-la. Aos poucos ele envolve com seu jeito carinhoso e prestativo. Nove meses depois eles se casam e partem para a Inglaterra.

    E eu fiquei de queixo caído porque como você casa e não pergunta nada sobre a vida do futuro marido? Emilie se surpreende com o que encontra em Blackmoor Hall, mas está disposta a ter um bom casamento e tudo perdoa.

    Através de Jacques, administrador da cave no chatêau, ela descobre ser verdadeira a ligação entre as famílias e através do relato dele conhecemos a história de Constance.

    Constance Carruthers uma jovem de 25 anos, recém casada e sem ver seu marido há quatro anos, trabalha para o governo inglês e acaba sendo recrutada para ser espiã na França de 1943. Apesar dos riscos ela aceita o chamado e podemos ter um vislumbre do que aconteceu durante a Segunda Guerra Mundial.

    A história de Constance foi o melhor do livro para mim, eu gosto bastante quando usam fatos históricos e saber um pouco mais da França na época da invasão alemã foi gratificante, some a isso uma história de amor praticamente impossível e você não vai querer largar o livro.

    Sobre os personagens entre as duas mocinhas, eu gostei mais de Constance por ser forte, determinada, bondosa e corajosa, por tudo o que ela passou e ainda assim seguiu em frente. É sob a visão dela que ocorrem os momentos mais tensos de todo o livro, mais ainda assim temos momentos ternos.

    Emilie não me agradou muito por ser apagadinha, aceitar bem a mudança de comportamento de Sebastian sem questionar e quando o fazia aceitar as respostas numa boa. Passei a gostar mais dela quando surge um personagem inesperado que vai ser muito importante.

    A luz através da janela foi escrito por Lucinda Riley e o trabalho de pesquisa dela faz com que a trama seja crível e nos faz sentir parte do enredo. Impossível não suspirar imaginando a beleza do chatêau. A emoção que nos acomete à medida que Jacques avança na revelação da estada de Constance com os De La Martinières, os momentos de tensão. Você vai se apaixonar, ficar tenso como corda de violão, torcer bastante e no fim ter uma surpresa linda e emocionante.

    Recomendo que leiam, pois o pouco que contei aqui não é suficiente para fazer com que sintam 10% da intensidade de emoções que a autora nos proporciona.

    10 comentários :

    1. Oie, nunca ouvi falar do livro, mas falou de segunda guerra mundial, estou dentro. Amei a resenha e fiquei muito curiosa!

      Beijo, @_RayPereira
      http://porredelivros.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. É um ótimo atrativo, especialmente visto pela ótica "de quem participou", é bem realista.
        Obrigada por comentar. =)

        Excluir
    2. Até hoje não consegui ler esse livro. A história parece ser muito interessante e só vejo elogios em relação à obra. Tenho vontade de ler, mas ainda está longe disso acontecer =/
      Espero ter oportunidade em breve.

      Bjs,
      Kel
      www.itcultura.com.br

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi Kel, assim que surgir um espaço dê uma chance para ele, vai valer a pena.
        Obrigada.

        Excluir
    3. Oioi.
      A proposta dessa história é bem interessante, eu tenho muita vontade e curiosidade de conhecer ela por completo, mas infelizmente ainda não consegui tempo pra ler.
      Mas agora que você disse que a autora consegue passar intensidade de emoções não posso deixar passar mais.

      Beijos
      Leituras da Paty

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi Paty, faça um esforço que vai se encantar, ela é maravilhosa em nos fazer sentir tudo pelo que os personagens passam. =)
        Obrigada.

        Excluir
    4. Não conhecia o livro e achei o enredo bem interessante, mas concordo que é difícil de engolir um casamento nos tempos atuais onde as pessoas não sabem nada da vida uma da outra...de resto, o livro parece ser bom. Também gosto bastante quando o autor usa, para construir a estória, fatos históricos, deixa tudo mais real.
      Deve ser um livro que proporciona muitos sentimentos ao leitor, vou ver se adiciono a minha lista! Parece ser uma boa indicação. :)
      beijos

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi Dani,
        Eu adoro essa mescla de atualidade e passado, e Lucinda faz isso com maestria. Ela passa os fatos como se tivesse presenciado. Muito realista.
        E o romance em si é lindo, mesmo que a Emilie tenha sido uma mocinha apática para mim.

        Excluir
    5. A história é tudo de bom. E em se tratando da autora... Não tem como não se surpreender com suas histórias. São cheias de encanto, emoção e apaixonantes aos extremos. Com certeza mais um que entra pra minha coleção.
      Beijos.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi Beth,
        Acredita que este foi talvez o mais marcante da Lucinda? E já li uns 4...
        Ainda hoje me pego pensando numa expressão usada neste livro e na história da Constance.
        Obg

        Excluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!