• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Lançamento da Landmark



    Orlando

    Virginia Woolf

    Edição Bilíngue

    Capa dura – 288 páginas


    “ORLANDO” narra a vida de um jovem nobre inglês nascido no século XVI, dotado aparentemente de imortalidade, que vive há três séculos sem envelhecer e que abruptamente se transforma em mulher. O romance, uma biografia ficcional inspirada na vida da amiga íntima de Virginia Woolf, Vita Sackville-West, é geralmente considerado como um das obras mais acessíveis da autora. O romance, que tem sido influente estilisticamente, é um dos expoentes da Literatura do século XX em geral, e particularmente na história da escrita das mulheres e dos estudos de gênero. Possuindo um relato agradável, valendo-se da temática temporal, uma das marcas de Virginia Woolf ao se valer da variante literária e estilística, apresenta um lado misterioso e quixotesco ao trabalhar as ambiguidades da identidade feminina e masculina e suas relações com a condição humana. Bem-humorado, é um dos grandes exemplares do modernismo inglês e um dos ápices da arte literária de Virginia Woolf. Além do interessante e original argumento, a narrativa se destaca pela beleza das descrições e pelo lirismo de suas reflexões e diálogos. Verdadeira poesia dentro da prosa.

     Mas quem é Orlando? Homem ou mulher? Este é o ponto de partida de uma das obras mais controvertidas e conhecidas de Virginia Woolf, devido principalmente ao seu caráter ambíguo que reflete a visão de si mesma e do mundo em que vivia. Pode-se afirmar que Virginia Woolf pretendeu valorizar as qualidades femininas do homem e as qualidades masculinas da mulher, construindo uma narrativa a favor da igualdade de ambos os gêneros, destacando o que nos torna similares ao invés daquilo que nos torna diferentes.

    “ORLANDO” apresenta uma dualidade sexual, a mesma que a própria escritora defendia ao se colocar contra o asfixiante comportamento social da mulher inglesa. Como precursora de um incipiente feminismo, Woolf removeu a mulher do ostracismo social e de seu mero papel de esposa e mãe através da instrução e da criatividade literária.
     

    “ORLANDO” expressa a particular luta pela igualdade entre os sexos de Virginia Woolf; se em “A Room of One’s Own” reivindicava um lugar para a intimidade da mulher e em “Mrs. Dalloway” rechaçava a tradicional figura esperada pela sociedade, em “ORLANDO” elege um personagem que durante um período de sua existência vive e sente como homem e durante outro período como mulher. Sem dúvida, a originalidade do tema demonstra que o personagem, ao adotar um papel masculino, o fará com certa delicadeza e sensibilidade, já que em sua busca pela companheira ideal procura qualidades não valorizadas àquela época dentre as mulheres. E, inversamente, ao adotar o papel das mulheres, manifestará um machismo característico contra sua posição, fazendo aflorar a rebeldia e o inconformismo mais radical.

    1 comentários :

    1. Nossa que singular, tenho certeza que nuca li nada
      parecido, fiquei super curiosa agora pra desvendar esse mistério,quem é Orlando?? Homem ou Mulher??

      http://soubibliofila.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!