• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • No Kindle da Vic - Junho/2014

    Olá, galera, tudo bem? 

    Minha primeira coluna sendo oficialmente integrante do ''bloguinho''. Que emoção! Risos. Espero que gostem!

    Esta coluna foi criada para compartilhar as minhas leituras no Kindle com vocês, sendo que a maioria destes livros não será resenhada, pois não foi lançada aqui no Brasil e nem tem previsão.
    Confesso que comecei a ler livros digitais a pouco tempo, e já virou um certo vicio. Acabo lendo um livro que acabou de sair, mas a sua continuação não. E leio o outro, e a continuação sai, e você lê o da continuação novamente. E quando ele está em outra língua então acabo lendo em inglês e espanhol, mesmo não tendo capacidade alguma para isso, só para não perder a oportunidade de ler o meu livro predileto que, na maioria das vezes, é trilogia. Porque tantas trilogias?! Risos.
    Então, vamos lá! Estes foram os livros lidos no mês de junho.

    Heartbeat#2 -The Now Forever
    Gênero: New Adult

    Classificação: 3/5


    Para quem leu In a Heartbeat, este é o segundo livro da trilogia. Apresentei a vocês primeiramente a história de Stela e Max, e agora temos Gia (irmã de Max) e Beppe. Desde Heartbeat a autora deixa algumas ''pontas soltas'' sobre o casal, o que acaba deixando o leitor com muita curiosidade sobre eles.

    O livro conta a história de Gia e Beppe desde crianças, mostrando o relacionamento dele com o pai violento, a sua angústia em dizer que não entendia como a sua mãe tolerava ele. E também da vida de Gia, mostrando quando ela perdeu o seu pai para a leucemia, as decisões que ela teve que tomar por causa disso, o seu relacionamento com o seu irmão Max, a sua amizade com a Lisa e toda a sua luta para se formar em gastronomia e realizar seus sonhos.

    Uma das coisas que me irritou no livro foi a instabilidade do relacionamento deles. Depois que Beppe resolveu deixá-la e ir embora (eles namoraram por uns anos, depois terminaram), e depois volta para a cidade, ela resolve não se entregar novamente aos encantos dele. Porém, ela continua tendo a chave da casa dele, na qual tem várias roupas dela lá, e mesmo ela namorando com outro, quando ela briga com o atual ou se sente triste ou angustiada com algo, ela vai para a casa dele e dorme no quarto que ele deixou na casa para ela. Tipo, como assim?? Isso é muito estranho, não?! E ainda quando ela não consegue dormir, ela vai para a cama dele, e ele consola ela, e pela manhã ela vai embora como se aquilo fosse a coisa mais normal do mundo. Eu achei bonitinho da parte dele, mas dela não. Por mais que a ideia fosse que mesmo não estando mais juntos eles se apoiariam um no outro e continuariam sendo melhores amigos, eu achei um pouco demais.

    Tirando isso, o livro é muito bom. A narrativa sobre a vida de Beppe, contando sobre o relacionamento com o seu pai, dizendo o que ele sofreu nas mãos dele, é realmente de cortar o coração. Quando eles resolvem investir novamente no relacionamento deles, acabam enfrentando algumas barreiras, e são essa parte do livro que é bastante tensa, e acaba acontecendo uma coisa terrível, e automaticamente a vontade que dá é de devorar as páginas rapidamente para saber o que realmente vai acontecer.

    Uma das coisas que eu gostei é que o livro dá uma '' avançadinha'' e aparece o casal Max e Stella depois do final do primeiro livro. Era algo que eu estava com muita vontade de ler, e é uma das coisas que eu mais gosto destes livros. Apesar de ser trilogia, com personagens principais diferentes, os outros permanecem como coadjuvantes.
    The Now Forever é um New Adult Contemporary Romântico, recomendado para os leitores 16 + devido à linguagem, situações sexuais e caras italianos incrivelmente quentes.
    Agora é esperar o terceiro, Colour me inside, que conta a história de Lisa e Gino.



    Maybe Someday

    Gênero: New Adult

    Classificação: 5/5


    Somos apresentados inicialmente a Sidney, uma estudante de música que acaba de completar vinte e dois anos. Ela tem uma vida perfeita: um namorado, um emprego, um teto para chamar de seu, e até mesmo uma melhor amiga quase confidente que divide o apartamento com ela.

    Mas tudo vira de pernas para o ar quando ela descobre, através de Ridge, seu vizinho, que o seu namorado Hunter a está traindo com a sua melhor amiga Tori.

    Depois de dar dois socos de direita, um no seu ex- namorado e outro na sua ex- melhor amiga, Sidney se encontra sem teto, sem dinheiro e sem emprego. Rapidamente, ela vai parar no sofá do seu vizinho Ridge, que divide o apartamento com o seu melhor amigo, super divertido, e sua namorada mega mal-humorada. Ridge é músico, porém, ele não está conseguindo criar letras para as suas melodias por causa de um bloqueio criativo. E para a sua surpresa, ele começa a perceber que enquanto ele está tocando, Sidney está cantando. E imediatamente pede para ela enviar as letras criadas, percebendo o quanto ela é boa em compor.
    Quando ela se muda para o apartamento de Ridge, eles se aproximam ainda mais e entre criações de letras e conversas, nasce um amor entre eles. Mas há um detalhe muito importante: Ridge tem namorada. Não uma namorada chata, que você pensa logo: Larga ela, e fica com a Sidney! Não, a Maggie é maravilhosa. Você quando começa a ler, começa a se apaixonar por ela também. E o Ridge alega que a ama muito, e não vai deixá-la. Então, Sidney e Ridge ficam no seu, Maybe Someday, Talvez um dia. E acaba acontecendo um triângulo amoroso: Sidney que ama Ridge, que ama Maggie e também a Sidney.

    É, isso ai! Eu fiquei bastante curiosa como a autora iria solucionar isso, porque você fica intrigada, e percebi que as duas são maravilhosas, e o que Ridge sente é realmente verdadeiro.
    Maybe Someday traz um tema muito importante, tratado com muita naturalidade e leveza, do qual todos tem preconceito, e até você quando ler pode ter um pouco. Um livro super sensorial, e quando você está lendo e ouvindo as músicas você sente tudo aquilo que os personagens estão sentindo também. Ele é divido pelo ponto de vista dos dois, que dá um entendimento maior para o leitor, que fica sabendo o que os dois estão sentindo na perspectiva de cada um.
    Digo que vivi mil emoções jamais vividas em 320 páginas. Maybe Someday é um livro intenso, alegre, angustiante, divertido, doloroso, puro e de tudo mais um pouco. Recomendo ele para aqueles que acreditam no amor, mas acima de tudo respeita os outros, e honra o seu caráter.


    Próximas Leituras:


      



    Espero que vocês tenham gostado e compartilhem comigo também as suas leituras em e-book. Aceito sugestões também, okay?

    Com amor,
    Vitoria Bastos

    11 comentários :

    1. Oiee
      Quantos livros maravilhosos!
      Eu não consigo ler no Kindle,demoro duas vezes mais para realizar a leitura e ainda não presto atenção em nada.
      Adorei essas obras,principalmente "The Now Forever" ,mas é uma pena que não leio em inglês ou espanhol.
      beijos

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi Leticia!
        Então, o livro é muito bom, e vale a pena ser ler de verdade.
        Não desanima não! No google mesmo tem umas traduções não só dele, mas de outros livros que ainda não foram lançados aqui no Brasil. Ou também, tem a opção de esperar o lançamento pela editora brasileira.
        Beijos!

        Excluir
    2. Oi! Eu costumava ter uma conta para os meus E-books, mas desfiz, enfim, estou me arrependendo rsrs. Amei a forma que a segunda história se desenrola, amo música e ter um pezinho dela em literatura acho sempre fantástico, ao saber que eles são músicos fiquei morrendo de ler.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi Nadja! Eu não gostava muito de ler em e-book não, mas é tão prático, que acabei me apaixonando.
        Maybe Someday é um dos livros mais lindos que eu li. Está no topo da minha lista.
        Beijos

        Excluir
    3. Oi Vitoria!

      Adorei suas leituras \o/ Desses está na meta ler Maybe Someday, tenho certeza que vou amá-lo.

      Beijos,

      Pah - Livros & Fuxicos

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi Pah!
        Maybe Someday é apaixonante. Espero que goste!

        Beijos

        Excluir
    4. Olha eu nunca li livro digital não e nem quero gosto mais do livro nas minhas mãos e sentir as páginas passando uma a uma,kkkk, mas sobre sua leitura com certeza são livros muito bons eu pretendo ler Maybe Someday algum dia!!!

      ResponderExcluir
    5. Oi Vic,

      Bem, eu tambem nao sou muito fã das leituras em ebook, mas, baixo esses livros de novos autores no amazon para ver como se saem. Livros que existem em "folhas" eu prefiro assim, rsss.

      Bom, quanto a The Now Forever, que romance é esse? Realmente é de estranhar que ela durma na casa dele, na cama dele e continuem bons amigos, só em livro mesmo. Mas eu sou da opiniao que livros tem mesmo que fugir da nossa realidade, ara nos permitir fantasiar mais. New adult com Italianos irresistivelmente quentes é minha praia, rsss.

      Quanto a Maybe Someday, eu nao tenho preconceito quanto a triangulo amoroso, ach oque sempre da um bom livro e que a escolha de um casal aparece no final. LEgal que o livro é sobre o ponto de vista dos dois, mas, para ficar melhor, deveria trazer tambem o ponto de vista de MAggie, não é ?

      ResponderExcluir
    6. Oi Katia! Então The Now Forever é o segundo livro da trilogia Heartbeat. Tem resenha dele aqui também. Sim, existe coisas do livro que eu não gostei mesmo, como esta que você citou. Na verdade, é mais da parte dela, já que ela está se relacionando com outro homem, e não percebe que o Beppe ainda é muito importante na sua vida. Já ele, continua sem ninguém, de braços e portas abertas, sempre quando precisar. Muito gentil, cavalheiro da parte dele, mas dela não né? É como se ela estivesse usando ele.
      Seria interessante ter o ponto de vista da Maggie, seria muito legal mesmo. Mas creio que a autora não quis colocar, para nós focamos mais em Ridge e Sidney. E também, a Maggie tem uns ''segredos'' ( o Ridge também ) e eu acho que se tivesse o lado dela, ele seria revelado nos primeiro capítulos, e perderia a graça.
      Beijos

      ResponderExcluir
    7. Adorei essa coluna, muito bom acompanhar os e-books que você andou lendo!
      The Now Forever tem mesmo uma estória estranha haha
      Ainda não conhecia o primeiro volume, mas também achei estranho isso da personagem brigar com o atual e ir se consolar com o ex. Bom, pelo menos, eles não fazem nada demais, acho. rs
      Mas gostei de saber que, apesar dessa instabilidade no relacionamento, o livro é bom de se ler.

      aah a situação de Maybe Someday ficou mesmo complicada, estou curiosa para saber como esse triângulo amoroso irá acabar!
      Com toda certeza, me interessei muito mais por Maybe Someday, parece ser uma ótima leitura. Vou ver se encontro para ler também. :)
      beijos!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Olá Dani!
        Os dois são livros ótimos, mas Maybe Someday ganhou meu coração.
        Espero que goste!
        Beijos

        Excluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!