• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Leitura da Drica: Suspeitos, Robert Crais - Companhia Editora Nacional



    Título: Suspeitos

    Autor: Robert Crais

    Tradução: Cayo Candido

    Título original: Suspect

    Editora: Companhia Editora Nacional

    Edição: 1

    Ano: 2014

    Sinopse:
    Scott não está bem desde a aterrorizante noite em que homens não identificados assassinaram sua parceira Stephanie e quase o mataram também, deixando-o cheio de ódio, humilhado e sempre à beira de um ataque de nervos. Maggie também não está bem. A pastora-alemã sobreviveu a três temporadas no Iraque e Afeganistão farejando explosivos até perder seu tratador no ataque de um homem-bomba. Seu estresse pós-traumático é tão grave quanto o de Scott. Eles são a última chance um do outro. Ele era um jovem policial em ascensão, ela foi criada para cuidar e proteger. Juntos, vão começar a investigar o caso que ninguém quer que investiguem: a identidade dos homens que assassinaram Stephanie. O que os dois descobrem é que nada é o que parece ser. Eles seguirão por um caminho que os levará através das obscuras lembranças de seus infernos pessoais. Será que conseguirão sair dessa e encontrar os culpados? Ninguém pode prever.

    Oi, queridos,
    É com muito prazer que vou contar para vocês a história de Maggie, que considero a personagem mais importante e fantástica desse livro!!! Bem, mas além de falar de Maggie, tenho que falar de todas as pessoas que fazem parte do mundo dela.

    Suspeitos é um romance policial que vai contar a vida de Maggie, uma pastor-alemão preta e marrom de quase 40 quilos, 3 anos de idade. A princípio ela é um Cão de Trabalho Militar, e Pete Gibbs era o seu tratador, eles detectavam explosivos no Afeganistão. Na verdade, Maggie nunca soube o que é um explosivo, ela foi treinada para detectar um dos componentes mais usados na fabricação deles. Mas em um dia comum de trabalho, Pete não acredita nos avisos de Maggie e é vítima de ataque de um homem bomba. Apesar de todos os esforças de Maggie, Pete morre e ela é ferida. 

    “Pete era dela. Maggie e Pete comiam juntos, dormiam juntos, dormiam juntos e brincavam 24 horas por dia, sete dias por semana. Ela o amava, adorava, protegia, defendia e sentia-se perdida sem ele. (...) Eles eram a matilha.”

    Em seguida conhecemos os policiais Scott James e Stephanie Anders na última noite de patrulha de Scott, pois ele está indo para a Metro, uma espécie de estágio antes da SWAT. Os dois presenciam o assassinato de duas pessoas e também são atingidos. Scott sobrevive apesar dos três tiros que levou, mas Stephanie morre.  

    “Tudo uma competição, mesmo de quem iria sentir mais falta. Mais uma vez ele queria tocar a mão dela, mas então ela estendeu a própria e colocou a dele entre as dela dando um pequeno apertão.”

    Nove meses depois do assassinato e sem conseguir prender nenhum suspeito, Scott não se perdoa por não ter salvado a vida de Stephanie. Ainda se curando das sequelas físicas e emocionais deixadas depois do ataque, Scott entra para o K9, e é ai que a sua vida e a vida de Maggie vão se cruzar: duas criaturas que tiveram o seu coração partido e as suas vidas abaladas pela perda de seus parceiros. E é ai que a história começa a ficar fascinante!!!

    Foto ilustrativa
    Scott conhece Maggie, mas ela não é um cão com potencial para voltar às ruas por causa dos traumas que passou e será entregue a uma família que cuidará dela. Mas ele consegue se ver em Maggie e entender que os dois merecem uma segunda chance e pede para treiná-la. Scott terá duas semanas para provar que os dois estão aptos a serem policiais novamente. Enquanto isso o detetive Bud Orso, decidido a encontrar os culpados, assume o caso de Scott e novas pistas surgirão. Maggie, claro, será crucial para a elucidação desse caso.

    Com personagens muito bem construídos, difícil é dizer quem não é marcante. Destaque para Dominick Leland, responsável pelo K9, de personalidade forte, muitas vezes arrogante, mas um exímio conhecedor do mundo canino.

    "Esses cães não são máquinas, caramba. Eles estão vivos! Eles são criaturas de Deus de sangue quente, que vivem e têm sentimentos e vão te amar com todo o coração! Vão amar vocês quando seus filhos bastardos mijarem em suas covas! Vão ver e testemunhar suas maiores vergonhas e não irão julgá-los!..... E tudo o que eles pedem, tudo que eles querem ou precisam, tudo que custa pra VOCÊ pra ter TUDO isso, é uma simples palavra de carinho".

    Uma história dramática que fala de superação, de lealdade, mas acima de tudo que conta como um animal pode transformar a vida de um ser humano. É incrível notar como o convívio de Maggie e Scott é crucial para a cura de suas dores. 

    “Um cão podia ver seu coração em seus olhos, Budress dissera a ele, e cães eram atraídos para os nossos corações.”

    Para os amantes dos cães quero destacar a riqueza de detalhes apresentada pelo livro. Em muitas vezes lemos o que seriam os pensamentos de Maggie, vemos o mundo através dos seus olhos e, principalmente, através do seu focinho. O livro, baseado em pesquisas e experiências, descreve o seu treinamento, suas emoções e reações a estímulos. 

    Um livro para agradar a muitos gostos: um romance policial com drama e romance, que fala de perda, transformação e superação: super-recomendado!!!!

    24 comentários :

    1. Oi Dri, fiquei com uma vontade danada de ler este livro que eu ainda não conhecia. Lendo a resenha já consegui me emocionar, imagine ao longo da leitura.
      Bjs, Rose

      ResponderExcluir
    2. Oi! Pela capa talvez eu não o compraria, mas seu eu olhasse a sinopse iria me apaixonar, isso aconteceu meses atrás quando o vi, não gostei nem um pouquinho da capa, mas a sinopse me interessou e lendo agora a sua resenha estou totalmente apaixonada pelo livro. Quero sentir esse amor que o cachorro tem pelo seu dono, a fidelidade que ele tem. Mas acho que a capa merecia mais atenção.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Precisa ter um cão para entender esse amor todo, Nadja! Adota um!

        Excluir
    3. Oie , não tinha ouvido falar nesse livro ainda , e tambem não gostei da capa , ela é algo que tem que me cativar , não gostei muito do livro , não é bem oque eu gosto de ler e sei que é algo que eu não conseguiria ler , é uma pena pois a historia parece boa , mais é algo que não combina muito comigo , fico feliz que tenha gostado :) Beijos.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Pq o livro não combina com vc? Pq a capa não te cativou? Pq vc não gostou do livro? Pq vc não conseguiria ler?

        Excluir
    4. Oi meu bem!
      É incrível a forma como os animais podem nos mudar como pessoas. Amei a sinopse do livro já de cara, porque ele mistura aquilo o que eu mais gosto na leitura que é o suspense e principalmente as mudanças que vão ocorrendo com os personagens ao longo da história.
      Não vejo a hora de ler!
      Um beijo ;*

      Juliana . Oliveira
      http://trocandoconceitos.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Ju, acredito q vc se apaixonaria pela história, ela tem tudo o q vc gosta mesmo!

        Excluir
    5. Drica, que livro mais lindo. Imagino sua emoção nessa leitura. poder ler a mente de MAggie pede ser o auge do livro. Essa leitura devia ser recomendada a todos, pois o animal sofre com a perda, sente falta, de certa forma chora tambem. Ja me apaixonei por Maggie e Scot.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Concordo, Kátia. Acho q até as pessoas q não gostam de animais poderiam mudar um pouco o que pensam depois de ler esse livro.

        Excluir
    6. Oiee
      Sempre me emociono com animais,ainda mais cães,o livro me chamou atenção de inicio logo por isso.
      Não existe amor mais fiel que de um cão pelo seu dono e eles estão sempre ali para te fazer companhia.
      Já vi vários filmes na mesma temática que esse livro,com cães policiais e tal,adorei todos.Então sem dúvidas essa história é muito do meu interesse.
      beijos

      ResponderExcluir
    7. Olha eu nunca ouvi falar da autora não e nunca li um livro deste tipo, mas parece ser muito bom, envolvendo trauma e o amor do cão para com o homem, por isso que o cão é considerado o melhor amigo do homem, e no livro a autora consegue retratar como é esse amor!!! Pretendo ler!!!

      ResponderExcluir
    8. Ah eu amo um bom livro policial, não pode faltar na minha estante e adorei conhecer este. Nunca li nenhum livro com algum cão policial e fiquei curiosa para acompanhar este, pois adoro os personagens de quatro patas! Os assuntos abordados me interessaram bastante, fiquei com vontade de acompanhar como a Maggie irá transformar a vida de Scott! Parece ser uma trama bem construída mesmo, pelo seu comentário de que é um livro baseado em pesquisas e experiências. Fiquei com vontade de ler também, ótima resenha. :)
      beijos

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. É sim uma trama super bem construída, se vc gosta de animais, vai se encantar com a Maggie.
        Obrigada!

        Excluir
    9. Nossa coitado do Scott, fiquei com muita pena dele, e também com ódio como ele. Quase morto e esposa morta. Achei linda a relação dele com a cachorra Maggie, e também de como ele vai atrás para descobrir o assassino. Essas lembranças me deixaram muito curiosa, adoro policiais. O livro parece lindo, com sentimentos de superação e amor mesmo. Essa dupla com certeza vai ser bons um para o outro. Fiquei bem ansiosa Adri, pois sei que tu ama cachorro, como eu também. O livro deve ser sido ótimo de se ler, ainda mais para os amantes dos cachorros.
      Abraços Adri,
      ThayQ.
      http://leituras-insanas.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
    10. Só quem tem um animalzinho em casa pode sentir o quanto essa história pode ser real. Amei sua resenha, me cativou totalmente e gostaria muito de ler o livro. Aguardo oportunidade para poder comprá-lo.

      ResponderExcluir
    11. o livro "suspeitos" deve ser um otimo romance policial. os trechos que vc destacou nesta resenha, me fez ver o quanto o livro e belo.


      bjks

      ResponderExcluir
    12. Participando! Adorei a resenha!

      Beijocas, Jay

      ResponderExcluir
    13. Amei a resenha desse livro, por se tratar de duas vidas abaladas e traumatizadas, independentemente de ser um cão, Maggie tem a mesma sensibilidade de um ser humano, que por mais que seja difícil voltar a rotina, Maggie e Scott superam todos os seus limites.

      ResponderExcluir
    14. Olá.
      Já fiquei empolgada só lendo a resenha imagina lendo.. haha

      ResponderExcluir
    15. Adriana!
      Livros policiais já são bons e quando envolvem animais espertos e preparados para suas missões, ainda melhor.
      Quero muito ter a oportunidade de ler a história vivida por Maggie, deve ser emocionante.
      cheirinhos
      Rudy

      ResponderExcluir
    16. ADOREI.SIMPLESMENTE UMA HISTÓRIA QUE VALE A PENA LER.AMO A VIDA COMO ELA É,E ESTE ENREDO FALA DE TUDO.PERDA SOLIDÃO,TRISTEZA,BUSCA E SUPERAÇÃO.ADOREI A MAGGIE..

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!