• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • À Convite - Neyla Suzart: Insensatez, Tânia Lopes - Novo Século



    Título: Insensatez

    Editora: Novo Século

    Autor (a): Tânia Lopes

    Número de Páginas: 348

    Sinopse:
    Patrícia Gomes era uma jornalista em busca do furo de reportagem que alavancaria sua carreira. Linda e destemida, vivia em uma cidade do interior dominada pelo tráfico de drogas e desafiava seu editor a romper o silêncio que cercava as atividades criminosas. A chegada do novo chefão de uma facção rival acirrou o conflito entre os bandidos e colocou a cidade em pé de guerra. Era a oportunidade que ela precisava para fazer a matéria que revelaria os detalhes sobre o crime organizado e a projetaria em sua profissão. O que ela não contava era ser capturada por Marco, o italiano que estava à frente da batalha. Implacável, taciturno, misterioso, indecifrável... Aquele homem representava tudo o que ela mais abominava. No entanto, emanava poder e sensualidade, e Patrícia viu-se entregue a seu magnetismo. Um inimigo, que lhe instigava sentimentos contraditórios e a levaria à beira da insensatez.

    É tão bom quando você começa a ler um livro, de forma bem despretensiosa e é surpreendida pela história, né verdade? Foi o que aconteceu comigo e Insensatez. Logo de imediato eu fui fisgada pela capa e, ao ler a sinopse, decidi solicitá-lo à editora já que sou louca por romances e esse tinha uma proposta diferente. Não imaginava que iria cair de amores pelo livro logo nos primeiros capítulos, devorando o livro absurdamente rápido.

    A cidade onde Patrícia mora está em polvorosa com a notícia da chegada de um novo chefão do tráfico que veio para confrontar o atual, Sanches, e tomar conta da cidade. Assim como em vários locais, aquela cidade já foi pacata, mas hoje convive com a violência costumeira que todas as cidades estão sendo submetidas. E com a notícia de que uma nova facção está para chegar, deixa os moradores com medo de uma guerra acabar estourando e inocentes pagarem com a vida.

    Patrícia é jornalista e noiva de Leandro, com quem vai casar-se em breve. Ela trabalha como jornalista no jornal da sua cidade e, achando que as pessoas merecem saber mais sobre a nova facção, decide que irá conseguir um furo de reportagem. Seu plano é entrar na mansão do novo chefão e ver o rosto desse misterioso homem que todos apenas ouvem falar. Acompanhada de seu amigo Carlos, eles até que conseguem adentrar no terreno inimigo,mas logo é capturada e feita prisioneira pelos bandidos.

    A primeira vez em que se vê frente a frente com Marco, o chefão do tráfico, ela fica sem palavras. Ele é um italiano bonitão, dono de uma voz grave e rouca, com um sotaque que é extremamente sexy. Apesar da atração visível, ela não se deixa levar, afinal este é o homem que veio provocar uma verdadeira guerra em sua cidade e que está mantendo-a prisioneira em sua casa. Para piorar ainda mais, é através dele que ela fica sabendo que Carlos, que também foi capturado junto com ela, não resistiu aos ferimentos e morreu. É também obrigada a telefonar para os pais e para Leandro e mentir para eles, dizendo que fugiu com Carlos por que descobriu-se apaixonada.

    O ódio daquele italiano se sobrepõe a qualquer tipo de atração. É somente quando ele a salva de um possível estupro que ela passa a enxergá-lo com outros olhos. Marco é um homem duro e misterioso, sua presença é marcante e a atração entre eles fica visível a cada virada de página. Patrícia até tenta não se envolver, lembrando sempre quem ele é e o que fez com Carlos, mas o sentimento fala mais alto e ela se entrega de cabeça a essa paixão perigosa.

    Fiquei apaixonada por Insensatez e vivi um dos meus maiores dilemas literários: gostar ou não de Marco? Eu juro que tentei odiá-lo, mas o cara tem um charme, um jeito que envolve e fascina. Foi uma briga dura entre a razão e o coração, e não julgo Patrícia por ter se entregado a paixão. É impossível não se render a ele.

    Nem só de romance vive a história. Há também ação e um certo mistério. Os personagens são muito bem construídos, mas achei Patrícia um pouco inconsequente e meio bobinha. Ela é o tipo de garota que não consegue perceber muito bem o que acontece ao seu redor e com isso acaba por muitas vezes passar por situações que poderiam ser evitadas usando um pouco de percepção. Marco, por sua vez, é O homem! Depois que resolvi quebrar as barreiras invisíveis que criei para me afastar dele, fui percebendo o quanto ele é incrível. Poderia passar a resenha inteira falando do quanto ele é perfeito e não me cansaria.

    Insensatez pode chocar um pouco pelo enredo na sinopse, mas vale muito a pena mergulhar nesse romance. Principalmente por que nem tudo é o que parece ser e no decorrer da leitura vamos tendo muitas surpresas. A escrita da autora é muito gostosa, simples e ágil. As páginas praticamente passavam sozinhas e quando terminei a leitura estava com um sorriso de uma ponta a outra do rosto. Leitura super recomendada.



    6 comentários :

    1. Oi dri! Parabéns pela resenha linda!
      Para falar a verdade, o romance não é o meu gênero literário favorito, mas concordo com você quando diz que já pela sinopse podemos perceber que o livro traz uma proposta diferente e isso pode fazer com que eu goste da leitura.
      Nada melhor do que esse dilema de amar um personagem querendo odiá-lo. Esses são os melhores! kkkkkkkk
      Um beijo ;*

      Juliana . Oliveira
      http://trocandoconceitos.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    2. Oiee
      Patrícia o que você tem na cabeça minha filha?...Não se entra na mansão de um Chefão do Tráfico assim,como ela pode achar que ele não teria milhares de seguranças colados no pé dele,ela não é bobinha é bobona mesmo.
      Pronto!Meu momento de revolta já passou,agora quero falar de Marco Oh la la,tá eu sei que essa expressão é francesa e não italiana mas não importa,até consigo visualizar ele na minha cabeça ,fortão,tipico mafioso italiano igual dos filmes.
      Preciso ler esse livro!
      beijos

      ResponderExcluir
    3. Eita esta é a resenha né, quando vi foi que nem vc no livro já tinha terminado de ler, kkkk, olha que romance legal, sera que mesmo com a atração que ela sente por marco ela num lembra que ele é chefão do trafico e ainda matou o amigo dela não, ou sera que ele é tão bonito que ela caiu kkkk, eita italiano malandro,,,adorei esta resenha com certeza uma das melhores que já lí !!!

      ResponderExcluir
    4. Oi Neyla,

      Só na Italia que os chefes do trafico sao como Marco não é ? Sexy, com voz rouca, gostosão. Aqui no BRasil é tudo barrigudinho, baixinho, feinho, rsss. Marco tem tudo para ser odiado, afinal, é para ser o vilão. Mas adoro quando a autora consegue fazer com que o leitor se apaixone pelo mais improvavel. Eu sempre sou da turma dos mocinhos, do épico, mas sempre acho que a mocinha tem que aproveitar o bonitao de vez em quando. E o sorrindo de orelha a orelha no final do livro, foi pela historia ou por morrer de amores por MArco ? Enfim, gostei da resenha, me parece um ótimo livro.

      ResponderExcluir
    5. Adorei a sua primeira resenha aqui, Neyla! Ficou ótima!
      Não conhecia este livro e achei muito interessante. Com certeza é bem difícil decidir se vou torcer por este envolvimento, afinal, Marco foi o responsável pela morte de seu noivo e ainda está lá para trazer guerra. Acho que só vou entender se vale a pena torcer, quando eu estiver lendo o livro rsrs
      Gostei de saber que o decorrer da estória é cheio de surpresas. Parece ser uma boa leitura mesmo, acho que vou adicionar aos meus desejados.
      beijos!

      ResponderExcluir
    6. Não tinha ouvido falar do livro ainda , mais eu preciso le-lo urgentemente , desde o comecinho da resenha eu ja estava apaixonada pela historia , me parece ser um ótimo livro , e estou super curiosa para ver se patrícia vai cair de amores por Marco ou não , acho que ela não resiste rs.

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!