• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Resenha da Vic: Minha vida fora de série - 1ª temporada, Paula Pimenta - Gutenberg

    Titulo: Minha vida fora de série 1º temporada

    Série: Minha vida fora de série

    Autor (a): Paula Pimenta

    Editora: Gutenberg

    Ano: 2011

    Páginas: 408

    Classificação: 5/5

    Sinopse:
    Mudar de cidade sempre é difícil, mas fazer isso na adolescência é algo que deveria ser proibido. Como começar de novo em um lugar onde todos já se conhecem, onde os grupos já estão formados, onde ninguém sabe quem você é? A princípio, Priscila não gosta da ideia, mas aos poucos percebe que pode usar isso a seu favor, tendo a chance de ser alguém diferente. Mas será que o papel escolhido é aquele que ela realmente quer representar? Aos poucos, Priscila percebe que o que importa não é o lugar, e sim as pessoas que vivem nele. E que, além da nova cidade, há algo mais importante para se conhecer: ela mesma. Quem gosta da série Fazendo meu filme não pode perder o livro de estreia desta nova série de Paula Pimenta. Situado no mesmo universo ficcional, temos a oportunidade de acompanhar alguns dos nossos já adorados personagens, três anos antes de a história de Fazendo meu filme começar. Não perca a 1ª temporada da vida fora de série de Priscila!


    Antes de tudo, preciso contar uma história para vocês. Estava eu, na casa da amiga da minha mãe, e de repente, ela olha para mim e disse: ''Vii, comprei um livro para a Camila, e ela simplesmente amou. Acho que você também vai gostar!!'' Imediatamente ela veio até mim, com dois exemplares dos livros da Paula Pimenta: Minha vida fora de série 1º e 2º temporada. Logo de cara eu pensei: ''Ah não, eu não gosto de livro infanto-juvenil... temas adolescentes e todas essas coisas.'' Mas é claro que eu não falei isso, dei o meu melhor sorriso e disse que já tinha ouvido falar que era muito bom. Ainda bem que eu não sou parente do Pinóquio, se não meu nariz tinha crescido na mesma hora. E então eu resolvi ler, meio que por educação mesmo. Porque eu já sabia que eu não iria gostar... ainda bem que eu estava completamente enganada.

    O livro conta a história da Priscila ou Pri para os amigos e Pripica para o pai. Priscila acabou de fazer 13 anos e sua vida mudou completamente: Seus pais se separaram e ela teve que se mudar para Belo Horizonte, para morar só com a sua mãe, tendo que deixar de lado seu pai, seu irmão, amigos da escola e alguns dos seus animais de estimação.

    A Pri (sim, eu me sinto como se fosse amiga dela) é uma fofa. Simpática, extrovertida, sonhadora, ama animais, é curiosa (ela se mete em algumas encrencas por causa disso) e é viciada em séries de tv. Inclusive, podemos encontrar quotes no livro de seus seriados prediletos, que se encaixam perfeitamente no que irá ser abordado no capitulo.

    ''A parte mais difícil de seguir em frente é não olhar para trás''

    Posso dizer que eu me envolvi muito com os personagens da Paula. Fiquei com muita raiva do Marcelo, um garoto por quem ela tem uma paixonite logo de imediato, e que depois ela descobre que ele não é nada aquilo que ela idealizava. Gostei muito do Léo, um garoto do colégio que faz logo amizade com ela, e também torci muito pelo Rodrigo. Ah, o Rodrigo!!! Preto de copas (cartas). A Pri imediatamente fica encantada com ele. O Rô gosta de animais, música, curte séries de tv, e parece ser realmente perfeito para ela. E ele é! Porém, ela percebe que ele e o Marcelo tem muitas semelhanças físicas e fica morrendo de medo que eles tenham algum grau de parentesco. E será que eles tem??

    Outra coisa que eu amei foi fato da Pri ser uma menina tão madura. Estava tão acostumada com estes livros teen que sempre tratam adolescentes como ''aborrecentes'' que já tinha perdido a esperança de encontrar um livro com personagens tão reais e nada exagerados. 

    Não poderia também esquecer de falar da linda relação entre ela e sua mãe. A mãe da Pri é super legal, e depois dessa mudança que ocorre na vida delas, elas ficam ainda mais unidas. Ela e a mãe são confidentes. Ela pede conselhos a mãezona sobre como conquistar um garoto, e tem um que é sobre ''puxar ou não a cordinha''. Risos.

    A diagramação do livro é linda. A capa tem verniz localizado (que amor!) e tanto as fontes, a margem e o espaçamento são todos perfeitos.

    ''Aquele menino ali na minha frente dava a impressão de ser de verdade. E exatamente por isso, eu me senti completamente hipnotizada pelo olhar dele. Ele me parecia familiar. Ele era real.''

    Minha vida fora de série faz parte da outra série: Fazendo meu filme, porém são séries independentes. MVFDS se passa três anos antes de FMF, que narra a história da Fanny, que você também encontra algumas vezes em MVFDS.

    ''E ele mudou tudo. Mudou minha direção. Meu jeito de pensar. Minha visão do mundo. Minha vida inteira.''

    Os personagens da Paula Pimenta são tão reais que parece que a qualquer momento vão sair do livro e bater um papo com você ou o encontrará em uma esquina qualquer.

    Minha vida fora de série é um livro para ser lido por leitores de qualquer idade, e por isso posso dizer, sem sombra de dúvidas, que sou a mais nova fã da Paula Pimenta. E lerei qualquer coisa dela, até mesmo se isso for uma lista de compras.

    Assistam ao book trailer do livro.


    Eu amei este trailer. As capas do seriado, o poema, o Rô tocando bateria. Eu já disse que amei este livro?

    Este livro foi lido na II Maratona Literária #Eusoudoideira, e como regra, a resenha tem que vir acompanhada de uma música. Então, a escolhida é Teenage Dream, da Katy Perry.

    Até a próxima!

    13 comentários :

    1. Olha eu nunca fui fã de livros infanto-juvenil, mas eu me interessei bastante pela história ela parece ser real kkkk, e a história tem um enredo de filme mesmo!!! Muito legal o livro quem sabe esse livro possa abrir as portas do meu gosto por livros infanto-juvenil!!!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi Maycon! Eu também não curto muito não, e continuo sendo bastante seletiva com este gênero. Porém, este livro fugiu de tudo que eu tinha lido, e acho válido dar uma oportunidade a ele. O livro é muitoo bom mesmo!!
        Beijos

        Excluir
    2. Oi! Curto infanto-juvenil, sou apaixonada por muitos livros desse estilo, mas não gostei muito desse daí. Sou apaixonada por capas e muitas vezes quando elas não me agradam não consigo ler o livro e essa, infelizmente, não me atraiu. A história faltou algo que me instigasse a leitura.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi Nadja!
        Poxa, que pena. Mas é assim mesmo. Não tem como agradar a todos... eu mesmo quase não leria rs E li, e gostei.
        Beijos

        Excluir
    3. Oi Vic,

      Eu nao curto muito esses livros de adolescente. As vezes me acho muito velha, porque com treze anos eu brincava de boneco e nem pensava em rapazes, rsss. Mas, sempre tem um mas, tenho dois filhos, um ja esta com onze anos, entao, me vejo na obrigação de ler livros assim até para entender melhor o que se passa na cabeça dessa nova geração. Pri parece mesmo ser uma fofa e muito madura pra idade. E mais legal na resenha, foi você ter comentado na relação mae e filha, sinto muito falta disso nos livros para adolescentes, geralmente maes sao só maes, neste a me é show de bola.

      ResponderExcluir
    4. Adorei a resenha! Também sempre ouvia falar deste livro, mas não curtia muito por causa da idade da personagem, então, ficava sem vontade de ler. Mas a algum tempo li um conto da Paula Pimenta que gostei tanto que queria ler mais da autora. Então, este livro já foi para a minha lista haha
      Gostei de saber que você se surpreendeu e gostou da estória, apesar de ter lido sem vontade. O enredo parece ser bem leve, mas com personagens cativantes. Também acho ruim personagens novos que são criados para serem infantis demais, fiquei contente em saber que não é o caso desta personagem! Fiquei com muita vontade de ler. :)
      beijos

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Olá Dani!
        Este livro me surpreendeu bastante. Espero que goste também! A escrita da Paula é bem leve e rápida.
        Beijos

        Excluir
    5. OI Vic, os infanto-juvenis nao sao bem minha praia, mas, como mae de um pré-adolescente as vezes me obrigo a ler para lembrar o que me aguarda, rss. Acho show a Paula Pimenta abordar esse publico alvo. A história de Pri é similar a milhares de adolescente que os pais se separam e precisam, alem de se adaptar a nova vida, aceitar tudo o que lhes é imposto com a separação. Bom saber que Pri é madura pra aceitar isso. E cada vez que leio um livro onde a protagonista tem uma super mae que ela desabafa me vem até lagrimas nos olhos, parabens para autora nesse ponto.
      Adorei a resenha.

      ResponderExcluir
    6. OI Vic, os infato-juvenis nao sao bem minha praia, mas, como mae de um pré-adolescente as vezes me obrigo a ler para lembrar o que me aguarda, rss. Acho show a Paula Pimenta abordar esse publico alvo. A história de Pri é similar a milhares de adolescente que os pais se separam e precisam, alem de se adaptar a nova vida, aceitar tudo o que lhes é imposto com a separação. Bom saber que Pri é madura pra aceitar isso. E cada vez que leio um livro onde a protagonista tem uma super mae que ela desabafa me vem até lagrimas nos olhos, parabens para autora nesse ponto.
      Adorei a resenha.

      ResponderExcluir
    7. Oiee
      Eu sou fã da Paula mas ainda estou com um pouquinho de dúvidas sobre esse livro,quem sabe eu não faça igual você,começar a leitura toda
      despretensiosa e depois acabar surpreendida.
      E adorei o booktrailer com a Lily e o Steven♥
      beijos :)

      ResponderExcluir
    8. Mas que livro perfeito ... Eu ja imaginei eu no lugar dela ... Pra seria dificil mudar pra outra cidade porque e como começa do zero porque vcs vai ter que conhece outras pessoas ... Mas eu concordo com ela nao importa o lugar o importante sao as pessoas.... As pessoas que faz este lugar ser torma algo especial pra gente .

      ResponderExcluir
    9. Parece ser legal. Histórias infanto-juvenis são interessantes de se ler. Principalmente depois de ler algo pesado e emocional demais. A história me parece ser leve e encantadora. espero ter oportunidade de ler mais pra frente.
      Beijos.

      ResponderExcluir
    10. Os livros da Paula são sempre muito divertidos e sempre falam do universo teen o que faz dela a minha autora nacional preferida. Já li a série Fazendo Meu Filme e se esta for do mesmo nível tenho certeza que vou amar. Beijos.

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!