• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Leituras da Drica: Sequestrados, Robert Crais - Companhia Editora Nacional


    Autor: Robert Crais

    Páginas: 304

    Edição: 1

    Ano de edição: 2015

    Catálogo: Interesse geral - Ficção

    Preço: R$35,90



    Sinopse:

    Quando Nita Morales contrata Elvis Cole para encontrar sua filha desaparecida, ela não está com medo, mesmo tendo recebido um telefonema pedindo resgate. Ela sabe que é uma farsa, que sua filha está com o cara que Nita chama somente de “aquele garoto” e que eles precisam de dinheiro. Mas ela está errada. A moça e o namorado foram sequestrados por bajadores – bandidos que se aproveitam de outros bandidos, profissionais da fronteira que se aproveitam não só de vítimas inocentes, mas um do outro. Eles roubam drogas, armas e pessoas – comprando e vendendo vítimas como mercadorias, e matando aqueles que não geram negócio.

    Elvis Cole e Joe Pike encontram o local onde o casal foi sequestrado. Há marcas de pneus, cápsulas de balas e manchas de sangue. Eles sabem que as coisas podem não ser tão ruins quanto parecem. Mas eles também estão errados, porque a situação está prestes a piorar. O próprio Cole é sequestrado quando, à paisana, localiza os dois jovens e tenta compra-los de volta. E agora cabe a Joe Pike refazer os passos de Cole, infiltrando-se no duro e perigoso mundo do tráfico de pessoas para encontrar seu amigo.

    O problema é que pode ser tarde demais...

    Oi, gente,

    Esse é o segundo livro do Robert Crais que eu leio. O primeiro foi Suspeitos, já resenhado aqui. Então, já tinha ideia que tinha um bom romance policial nas mãos.

    A sinopse já esclarece muito do livro. Krista e Jack são namorados, um dia ela resolver levar Jack para passear nos escombros de um avião que era usado para transportar imigrantes ilegais vindos do México para os EUA e contar o segredo de sua mãe que chegou aos EUA de forma ilegal  e acabam flagrando uma ação parecida. Mas não dão sorte e são presos como se fossem imigrantes também.

    Após o telefonema de Krista pedindo resgate, mesmo acreditando que isso é apenas uma armação do namorado dela, sua mãe contrata Elvis Cole, um super detetive, para encontra-los.

    A narrativa do livro é bem dinâmica e não linear. Os capítulos se alternam contando ora o passado, ora o presente junto com os pensamentos dos personagens. Os narradores também se alternam entre Krista, Jack, Elvis Cole, a mãe de Krista e outros personagens que se tornarão bem importantes ao longo da história. Os acontecimentos se atropelam em alguns momentos e, se você estiver ligado na história, pode se perder na rapidez como são narrados. Muitas vezes dá a sensação de que estamos assistindo um filme!

    Durante as reviravoltas da investigação de Cole, ele próprio é sequestrado, e contará apenas com os seus amigos/assistentes Pike e Stone, que roubam a cena e dão show. Em alguns momentos, cheguei a me lembrar do MacGyver com as loucuras que esses caras fazem!!!

    Mas nada de pensar que Krista e Jack são apenas vítimas. Eles são levados para um galpão e forçados a pedir dinheiro para suas famílias, enquanto o dinheiro chegar, eles e os outros permanecerão vivos. Mas quando o dinheiro acabar... Apesar de Jack acreditar que ficará em poder dos sequestradores por pouco tempo, graças a um segredo que vamos descobrir, ele não fica apenas esperando ser salvo. Os dois também protagonizarão cenas de suspense articulando a sua própria fuga.

    Mas o que seria de um livro sem uma boa dose de romance, não é? O amor dos dois é lindo e forte o suficiente para que um queira salvar o outro e, também, enfrentar a mãe de Krista, a poderosa empresária Nita Morales.

    O livro faz parte de uma série, ele é o 13º livro da série Elvis Cole, mas pode ser lido de forma independente.

    Com cenas violentas e muita ação, romance e suspense na medida certa, um final surpreendente e um tema para refletir sobre coisas chocantes que acontecem pelo mundo afora quando o assunto é o desrespeito à vida humana. Robert Crais está, mais uma vez, de parabéns.

    Lindíssima capa, diagramação e revisão impecáveis, como em todos os livros da Companhia Editora Nacional. Recomendo!!!

    Sobre o autor:

    Robert Crais publicou seus livros em 42 países e é autor de best sellers pelo mundo todo. Em 2006, Crais ganhou o "Ross Macdonald Literary Award".



    12 comentários :

    1. Olhaaa.. Ta ai um romance policial que não conhecia! Adorooo esse tipo de livro, leio freneticamente.. Hahahha.
      Gostei demais ja da sinopse e sua resenha ta melhor ainda...
      Surpreendi q é o 13° livro da série.. Mostra q é bom mesmo!
      Vou com certeza conhecer a série.. Ainda mais q tem esse monte de livros pra mim.. Hahaha.
      Bjus

      ResponderExcluir
    2. Oi Drica!
      Recebi esse livro e adorei saber o que vc pensou, assim fiquei mais instigada a lê-lo. Pena que só poderei fazer isso depois do dia 13 :( as provas da faculdade acabam comigo!
      Bjus
      Romances & Sonhos

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Sei como é essa história da falta de tempo, Fabi!

        MAs vc n vai se arrepender!

        Excluir
    3. gostei da resenha mais esse nao é o meu tipo favorito de livro, prefiro um mais leve sabe.
      mais que bom que tu gostou e espero que os outros gostem tambem.

      ResponderExcluir
    4. Oiee.
      Li Suspeitos e não foi um livro que muito mim agradou, mas estou com Sequestrados aqui e espero gostar da leitura, e sua resenha me deu uma visão legal do que esperar do livro

      Beijos Fê
      http://www.amorliterariooriginal.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
    5. O livro aparenta ser ótimo *-* Eu amo livros assim, principalmente por conta do suspense. Além do enredo ter me agradado, eu adorei saber que o livro é dividido entre passado e presente, fazendo com que o livro tenha uma ótima dinâmica. Adorei a resenha!

      ResponderExcluir
    6. Não li nada do autor e nem conhecia a série, mas gosto dessas séries em que cada volume pode ser lido de forma independente
      Um livro policial com romance é sempre uma boa pedida!

      Beijos,
      Duas Leitoras

      ResponderExcluir
    7. Eu curto mto este tipo de livro e me pareceu muito com Harlan Coben...
      O bom é que mesmo sendo uma série enorme dá para ler os livros de forma independente.
      O romance é diferente, já que o casal não é "santo", hehe.
      Fiquei interessada. Curti muito a resenha. Bjs

      ResponderExcluir
    8. Jogada de cores da capa achei fantástico...
      Não conhecia o autor ainda, fiquei bem interessada. Não sou muito de ler policiais mas esse me deixou com vontade de tentar.

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!