• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Leitura da Drica: As Estranhas e Belas Mágoas de Ava Lavender

    As Estranhas e Belas Mágoas de Ava Lavender

    Autora: Leslye Walton

    Tradutor: Rafael Gustavo Spigel

    Editora: Novo Conceito  
          
    Páginas: 304

    Ano: 2014

    Sinopse:
    Gerações da família Roux aprenderam essa lição da maneira mais difícil. Os amores tolos parecem, de fato, ser transmitidos por herança aos membros da família, o que determina um destino ameaçador para os descendentes mais jovens: os gêmeos Ava e Henry Lavender. Henry passou boa parte de sua mocidade sem falar, enquanto Ava que em todos os outros aspectos parece ser uma jovem normal nasceu com asas de pássaro.

    Tentando compreender sua constituição tão peculiar e, ao mesmo tempo, desejando ardentemente se adaptar aos seus pares, a jovem Ava, aos 16 anos, decide revolver o passado de sua família e se aventura em um mundo muito maior, despreparada para o que ela iria descobrir e ingênua diante dos motivos distorcidos das demais pessoas. Pessoas como Nathaniel Sorrows, que confunde Ava com um anjo e cuja obsessão por ela cresce mais e mais até a noite da celebração do solstício de verão. Nessa noite, os céus se abrem, a chuva e as penas enchem o ar, enquanto a jornada de Ava e a saga de sua família caminham para um desenlace sombrio e emocionante.

    O livro conta a história dos gêmeos Ava e Henry, filhos de Viviane Lavender, e nos revela que Ava nasceu com um inexplicável par de asas. Após uma rápida apresentação, Ava nos apresenta sua exótica família, contando fatos inusitados desde a sua bisavó, numa tentativa de entender a sua própria história.
    E não pense que você está diante de um livro inocente, a narração da vida dos antepassados de Ava é cheia de dor, sofrimento, verdadeiras tragédias e desilusões amorosas. Com uma profusão de detalhes, ela nos conta, principalmente, a vida das mulheres da família: Maman, sua bisa, Emilienne, sua avó e sua mãe. Até parece que a sua família está fadada ao sofrimento.

    A narrativa é toda feita em primeira pessoa pela própria Ava, e o que nos permite imaginar e tirar nossas próprias conclusões em relação aos fatos, já que sabemos apenas o que Ava sabe.

    Entre os fatos inusitados temos a transformação de Pierrete em pássaro, a capacidade de Emilenne para prever futuros acontecimentos, o que a fez ganhar o título de bruxa e o próprio nascimento de Ava. Por outro lado, poderíamos dizer que os Lavander são uma família normal, narra a tentativa do seu bisavô em mudar para melhor o padrão de vida da família, o próspero negócio da avó, a dificuldade de ter um filho aparentemente autista.

    O livro conta com três ciclos determinados pelas três gerações que Ava nos apresenta. Assim temos três histórias individuais e três finais muito bem escritos e intrigantes. Que não seguem nenhuma lógica pré-estabelecida.


    Um livro sensível, que nos remete a reflexões sobre a vida e o amor verdadeiro, sobre aceitar e conviver com o diferente, aceitar ou fazer o seu destino. Fantasia e realidade se sobrepõe o tempo tudo ao longo da história, o que te leva a pensar em vários momentos, se é uma narração real ou imaginada.



    4 comentários :

    1. Oi Drica!
      Eu confesso que acho a premissa desse livro bem estranha e mesmo com os seus elogios, não fiquei com aquela vontade de ler, sabe?
      Beijos,
      alemdacontracapa.blogspot.com

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Enteno, Mariana. Em alguns momentos ele fica estranho mesmo.

        Excluir
    2. Oi Drica,ganhei este livro, ma confesso que ele não me atraiu muito.
      Bjs, Rose.

      ResponderExcluir
    3. Eu amei o livro e principalmente a simplicidade e extravagância da capa.

      Beijos.

      www.notamentaal.blogspot.com.br

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!