• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Leitura da Drica: Calafrio, Maggie Stiefvater - Agir Now

    Título: Calafrio

    Título original: Shiver
     
    Trilogia Os Lobos de Mercy Falls

    Autora: Maggie Stiefvater

    Editora/Selo:  Agir

    Páginas: 348

    Ano: 2015

    Sinopse:

    Quando chega o inverno, Grace é atraída pela presença familiar dos lobos que vivem no bosque atrás de sua casa. Ela espera ansiosamente pelo frio desde que fitou pela primeira vez os profundos olhos amarelos de um dos lobos e sobreviveu ao ataque de uma alcateia. Esses mesmos olhos brilhantes ela encontraria mais tarde em Sam, um rapaz que cresceu vivendo duas vidas - uma normal, sob o sol, e outra no inverno, quando vestia a pele do animal feroz que, certa vez, encontrou aquela garota sem medo. Tudo o que Sam deseja é que Grace o reconheça em sua forma humana, e para isso bastaria que trocassem um único olhar. Mas o tempo de Sam está acabando. Ele não sabe até quando manterá a dupla aparência e quando se tornará um lobo para sempre. Enquanto buscam uma maneira de para torná-lo humano para sempre, têm de enfrentar a incompreensão da cidade, que vê nos lobos um perigo a ser combatido.


    Tenho uma queda por tudo o que é personagem fantástico. Então, quando soube que a Agir Now estava relançando a trilogia Os lobos de Mercy Falls, não resisti e decidi mergulhar de cabeça.

    Calafrio conta a história de Grace Brisbane. Nos dias atuais, Grace é uma adolescente de 17 anos que adora lobos, e se apaixonou particularmente por um lobo em especial, que costuma aparecer na floresta que fica nos fundos de sua casa em todos os invernos. À distância, os dois se admiram mutuamente mantendo um verdadeiro amor platônico.

    Esse sentimento foi originado quando Grace tinha 11 anos e, por causa de um inverno rigoroso e escassez de comida, ela foi atacada por uma matilha de lobos famintos. Recordando-se de pouca coisa daquele trágico momento, o que fica na lembrança de Grace são os belos olhos amarelos do seu lobo salvador, a quem deve a vida.

    ''Era talvez o dia mais frio do ano quando Grace fora arrastada do seu balanço. Faminto, o lobo a arrastara até o interior da floresta onde começou a mastigar sua carne. Não demorou até que outros se juntassem. A menina não gritava, não se movia. Em choque apenas olhava os focinhos sujos de sangue até que um dos animais se aproximou o suficiente para que pudessem ver seus olhos. Imersa na dor, Grace fixou os grandes olhos amarelos e não se lembrou de mais nada.''

    Grace levava sua vida tranquila até o dia em que um colega de escola é supostamente atacado e morto pelos lobos da floresta. Sam, o seu lobo, é atingido por um tiro, fruto de uma emboscada da população de Mercy Falls aos lobos da floresta e passa para a sua forma humana. Encontrado ferido e nu por Grace, ela o leva a um hospital e toda a verdade surge a sua frente.

    Imediatamente o amor dos dois aflora, não tem como segurar um amor platônico alimentado por tantos anos, não é mesmo? Grace leva Sam para a sua casa, onde ele fica escondido por um tempo. Os pais de Grace? Nem tem noção do que possa estar acontecendo. Eles vivem suas vidas sem dar muita importância à filha. Na verdade, Grace é quem aparenta ser o adulto da casa.

    Aos poucos vamos conhecendo detalhes da vida de Sam como lobo e acompanhando o amadurecimento do amor dos dois. Ele vive uma luta constante para não se transformar e passar o maior tempo possível com Grace e não entende porque ela, apesar de ter sido mordida, nunca se transformou. Não bastasse ser um lobo, o que, por si só já seria motivo para eu me apaixonar pelo personagem, Sam trabalha em uma livraria e é um ávido leitor.

    Grace é uma adolescente apaixonada, decidida, forte e corajosa que vai fazer qualquer coisa para estar ao lado de Sam, seja como homem ou como lobo.

    "E então eu abri meus olhos e era só Grace e eu - nada em lugar algum a não ser Grace e eu - ela pressionando seus lábios juntos como se quisesse guardar meu beijo dentro dela, e eu, segurando esse momento que era frágil como um pássaro em minhas mãos."

    Com uma escrita fluida e cativante, Meggie Stiefvater fez um trabalho de primeira. Em alguns momentos é praticamente impossível largar o livro. É narrado alternando a visão de Grace e de Sam, facilitando o entendimento de todo os sentimentos envolvidos. A linguagem do livro é fácil e gostosa, sem ser simplória, detalhista sem ser cansativa. Seus lobos não têm nada dos monstros sanguinários que já vimos por aí, ao contrário, são bem ‘humanos’, que escondem uma vida dupla e a incerteza de não saber o que vai acontecer na estação seguinte.

    Eu gostei muito da visão magica dos lobisomens de Maggie, ao invés de animais assustadores, feios com a questão da lua cheia e blá blá blá ela faz deles lobos comuns à primeira vista, mas escondem vidas duplas com prazo de validade, eles são intensos, tem sentimentos, tem uma história, que na maioria das vezes é muito triste.

    Com fantasia, emoção, aventura, sobrenatural e muito romance, Calafrio deve ser lido por todos que gostam de lobos. É um dos livros que tem que estar na lista de todo amante de seres fantásticos!
     
    Toda a trilogia já foi lançada, e um quarto livro que é um spin-off da trilogia, será lançado em setembro na Bienal do Livro do Rio de Janeiro. Veja as novas capas nacionais:


     
     
     
    Vejas as capas pelo mundo:
     


     
      
     
     
    

    0 comentários :

    Postar um comentário

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!