• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Lendo com a Dani: O pessegueiro, Sarah Addison Allen

    Willa Jackson vem de uma antiga família que ficou arruinada gerações antes. A mansão Blue Ridge Madam, construída pelo bisavô de Willa durante a época área de Walls of Water, e outrora a mais grandiosa casa da cidade, foi durante anos um monumento solitário à infelicidade e ao escândalo. Mas Willa soube há pouco que uma antiga colega de escola – a elegante Paxton Osgood – da abastada família Osgood, restaurou a Blue Ridge Madam e a devolveu à sua antiga glória, tencionando transformá-la numa elegante pousada. Talvez, por fim, o passado possa ser deixado para trás enquanto algo novo e maravilhoso se ergue das suas cinzas. Mas o que se ergue, afinal, é um esqueleto, encontrado sob o solitário pessegueiro da propriedade, que com certeza irá fazer surgir coisas terríveis. Pois os ossos, pertencentes ao carismático vendedor ambulante Tucker Devlin, que exerceu os seus encantos sombrios em Walls of Water setenta e cinco anos antes, não são tudo o que está escondido longe da vista e do coração. Surgem igualmente segredos há muito guardados, aparentemente anunciados por uma súbita onda de estranhos acontecimentos em toda a cidade.

    O Pessegueiro (The Peach Keeper)
     
    Autora: Sarah Addison Allen
     
    Editora Planeta (2013)
     
    256 páginas


    Um livro leve, com personagens que sem perceber nos agrada e um mistério que surge no ar...

    Gosto muito desses itens numa leitura e não me decepcionei, pelo contrário achei que merecia algumas páginas a mais, afinal quando o livro é bom nem sentimos a velocidade da leitura.

    Willa Jackson está temerosa de abrir o convite... um convite do qual não se acha adequada.

    Paxton Osgood está empenhada que a inauguração da Blue Ridge Madam seja um sucesso. Para isso convidou Willa.

    As avós das mocinhas fundaram o Clube Feminino de Wall of Water, e o que essas garotas não sabem é do motivo para que Agatha e Georgie assim o fizesse.

    Sarah Addison Allen criou uma atmosfera de mistério que envolve o leitor. Especialmente quando o esqueleto surge.

    E então ficamos na dúvida ele é ou não é? E cada frase que a autora solta durante a narrativa nos aguça mais a curiosidade.

    Willa mudou muito nestes doze anos, ela agora é responsável, tem seu próprio negócio, tem medo de se envolver... mas quando o coração quer, nem adianta discutir. Se bem que com Willa o coração tem que ser brasileiro e não desistir nunca.

    Gostei do bom humor dela, da amiga Rachel que tem um método interessante para conhecer as pessoas: de acordo com seu pedido de café.

    O Sebastian é um personagem do qual nos vemos logo apegado. O Colin me fez rir bastante.

    Fiquei tentada em passar lá e ver o que ela diria de mim. Uma pena que não podemos pular dentro da história.

    Quanto ao segredo relacionado ao esqueleto... Gente, leiam e me digam se a autora não foi genial?!

    Um livro que recomendo e sei que se você gosta de romance quase impossível, mistério aqui e acolá, uma pitada de magia e um segredo que dura décadas, não vai se arrepender e vai ler numa sentada só.

    O Pessegueiro vai fazer você se questionar sobre suas escolhas. Será que você é feliz com elas?


    0 comentários :

    Postar um comentário

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!