• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • À Convite - Neyla Suzart: O álbum, Timothy Lewis - Novo Conceito

    Toda sexta-feira, um cartão postal.

    Toda sexta-feira, um poema.

    Autor: Timothy Lewis

    Editora Novo Conceito

    240 páginas

    Sinopse:
    Para Adam, negociante de objetos usados, a casa de Gabe Alexander é apenas uma propriedade que será esvaziada e vendida pelo maior lance. Entretanto, em meio às prateleiras repletas de relíquias, um álbum antigo atrai sua atenção. Nele há cartões-postais amarelados pelo tempo, escritos ao longo de 60 anos. Intrigado, Adam começa a lê-los: eles estão cheios de frases românticas e delicadas, as provas do amor incondicional entre Gabe e Pearl Alexander.

    Gabe cuidava para que um cartão chegasse às mãos de Pearl todas as sextas-feiras. Cada um deles possui não apenas um poema, mas verdades preciosas sobre o cotidiano de um casal que viveu um sonho. A soma de todas essas verdades talvez responda perguntas que Adam se faz há muito tempo.



    Adam é um homem jovem, que trabalha como comerciante de artigos antigos e que guarda em seu peito a dor de uma decepção amorosa. Há dois anos ele separou-se da esposa e ainda carrega consigo as marcas dessa separação. Ele não é um homem amargurado, mas a decepção de ver seu casamento terminar o fez desacreditar do amor. Até que um dia ele se depara com um álbum que pode mudar vir a mudar sua vida por completo.

    Neste álbum, Adam vai encontrar postais, escritos há muito tempo (mais precisamente em 1926). E nele ele vai conhecer a história de amor de Gabe e Pearl, um casal que era, no mínimo, inspirador. Ela estava noiva quando se conheceram, mas desde que colocou seus olhos nele teve a certeza de que era ao lado dele que deveria ficar. Com Gabe as coisas também foram intensas. Ele sabia que ela era a mulher da sua vida e que eles precisavam arriscar tudo para ficar juntos.

    Quanto mais avança em sua leitura, mais Adam fica fascinado pela história desse casal. O que ele encontra neste álbum é algo terno e intenso, algo que ele não acreditava que fosse possível existir. Através das leituras de Adam, voltamos no tempo e acompanhamos o início dessa história de amor, os obstáculos que eles precisaram enfrentar e, principalmente, os momentos incríveis que passaram ao lado um do outro.

    Sabe quando um livro te pega de jeito e você não consegue parar de ler porque ele te envolve de tal forma que deixá-lo de lado se torna um verdadeiro martírio? Foi o que aconteceu comigo e com O Álbum. Sempre gostei de livros que mesclam o tempo presente e o passado, ainda mais quando envolvem leituras de cartas ou diários. Acredito que enriquece a trama e foge um pouco do convencional. Fiquei fascinada por O Álbum justamente por essa inserção do passado na trama. A história se mostrou linda, recheada de dramas e com personagens que são donos de personalidades fortes e que encantam o leitor.

    Os capítulos são mesclados entre os personagens (algo que eu amo), o que nos permite conhecer a história de pontos de vistas diferentes. A narrativa é bem ágil, sensível e delicada. A autora escreve bem, sem floreios e a leitura flui tão bem que a gente nem sente o tempo passar. Esse é o tipo de livro que você lê em uma tarde tranquila. A história emociona e é um prato cheio para os amantes de um bom romance.

    Esse é um livro que inspira e que nos faz refletir sobre o verdadeiro significado do amor. A história de Gabe e Pearl me tocou profundamente, me levou das lágrimas aos risos, me causando um misto de sensações que, por mais que me esforce, não conseguirei passar para o papel. Não estava preparada para encontrar o que me aguardava nas páginas de O Álbum. Foi, sem dúvida, uma das maiores (e melhores) surpresas de 2015.


    Se você, assim como eu, é fã de romances, com certeza vai se encantar com O Álbum. Leitura mais do que recomendada, um prato cheio para as sonhadoras de plantão.




    7 comentários :

    1. Neyla!
      Quero ler justamente por o autor inseriu o passado e o presente, é um artifício que gosto muito na escrita.
      E também o amor declamado em cartões postais, deve ser lindo mesmo.
      “A alegria está na luta, na tentativa, no sofrimento envolvido e não na vitória propriamente dita.”(Mahatma Gandhi)
      cheirinhos
      Rudy
      http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
      Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

      ResponderExcluir
    2. Oie.

      Olha li esse livro e apesar da leitura arrastada que tive, foi uma trama linda demais. Eu achei que odiaria, mas no final das contas foi bom demais ter lido o livros, pois o autor trouxe uma história que merecia ser dividida

      Beijos

      ResponderExcluir
    3. Quando eu vi a capa desse livro eu não dei nada por ele, achei tão sem graça, mas fui ler a sinopse e me apaixonei, estou desejando esse livro a um tempinho, achei tão romântico, bem meu estilo favorito!

      ResponderExcluir
    4. Adoro livros em que a leitura me faz refletir e por esse motivo me interessei muito por O Álbum, e claro, por só estar lendo comentários positivos sobre este livro, não tem como não se interessar, parece ser um romance cativante e que prende o leitor em cada página, sua resenha está muito boa, o livro está em minha lista de leituras e pretendo lê-lo em breve.

      ResponderExcluir
    5. Ahhh...nada como se inspirar no amor dos outros para voltar a acreditar nesse sentimento tao lindo.
      Desde que vi o lançamento do O álbum, eu ja tinha animado com a sinopse.
      A ideia de reviver o amor por tras dos cartoes postais achei tao original, nunca tinha lido nada assim.
      Livros que mesclam o tempo presente e o passado me deixam me feliz, pq é possivel entender melhor os dois lados da historia.
      Com certeza ainda vou ler!
      Beijos

      http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    6. Oi Neyla, quando vi este lançamento confesso que não me empolguei muito, mas as resenhas que tem saído estão me fazendo mudar de ideia. Valeu pela dica!
      Bjs, Rose.

      ResponderExcluir
    7. Sonhadoras de plantão, opa olha eu aqui... Amei sua resenha da pra perceber que você realmente gostou da leitura, gosto desses livros que nos fazem refletir sobre o amor e pensar sobre o que significa o amor de verdade.
      bjocas

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!