• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Lendo com a Dani: Black para Sempre, Sandi Lynn

    O primeiro livro gira em torno de Ellery, que sempre imaginou que seu futuro estaria ao lado de seu namorado perfeito e seus felizes para sempre estava garantido. Entretanto, quando ele faz suas malas e pede espaço, ela vê seu mundo ruir e decide focar somente em suas pinturas e desistir de relacionamentos, até que em uma noite ajuda um homem completamente bêbado a chegar a sua casa em segurança. Um homem que logo estará disposto a brigar por um futuro ao lado de Ellery e apoiá-la quando seu mundo estilhaçar novamente.


    Black para Sempre (Forever Black)

    Autora: Sandi Lynn
    Trilogia Forever - Livro 01
    Editora Valentina (2015)
    256 páginas




    Apesar de não ter ido além da página dois de Cinquenta tons de cinza, eu senti certa similaridade... daí fui no Skoob e constatei que quem leu um comparou também.

    Então você me pergunta: isso é um fator negativo?

    Para mim que não gostei nem um pouco de Anastasia, não foi ruim.

    Fazer um comparativo completo não posso por saber dela apenas pela visão de terceiros.

    Asseguro que se você gosta de um romance com toque de dramalhão mexicano, uma escrita fácil de acompanhar a ponto de você pensar: eu poderia ter escrito isto.

    Achei a capa linda e foi o motivo de solicitar o exemplar, não tinha expectativas... quando peguei me decepcionei com as páginas brancas, porém as letras têm um bom tamanho e li sem qualquer dificuldade.

    A Valentina fez um ótimo trabalho com a diagramação, não notei erros, cada início de capítulo vem uma imagem igual à capa em preto e branco.

    Capítulos curtos são bem atrativos.

    Sobre os personagens:

    Ellery Lane é uma artista, pinta quadros e conseguiu um contrato com uma galeria na qual sua amiga trabalha. Ela guarda um segredo... do qual não desconfiei por um segundo.

    Connor Black é um milionário bonitão que não quer compromissos, sexo sem compromisso é sua única opção... até que a boa samaritana Ellery aparece em seu caminho.

    Com a carga emocional pela qual Ellery passou não esperei um envolvimento de primeira e nisto fiquei triste. Gosto que a relação floresça aos poucos.

    Connor conseguiu me conquistar apesar de ser ultra mandão, mas acostumada como estou a mocinhos literários que se acham o todo poderoso, Connor Black foi fichinha.

    Um ponto que me desestimulou foi a quantidade de brigas entre eles... Ellery parece uma bomba ambulante e nem nós, nem o Connor podemos prever a próxima explosão.

    Os personagens secundários saem-se bem em especial o casal gay Mason e Landon.

    A história de ambos aos poucos é bem explicada e em alguns momentos achei excessivo.

    No fim das contas fiquei com a sensação de já ter lido algo assim... 

    Black para Sempre é uma leitura rápida e que apesar do vai e volta acaba conquistando sua atenção. 



    8 comentários :

    1. Eu realmente não tenho saco com cara mandões. Tenho vontade de dar um tapa no cara e na mocinha que sempre acata (então, imagina quantas vezes eu quis bater no Grey e a Anastasia)
      Achei a capa muito bonita mas acho que não condiz muito com a história. Só ao ler que vou poder concretizar essa opinião.
      Beijos
      Balaio de Babados

      ResponderExcluir
    2. Bem Dani!
      Gosto dos romances apimentados e como dramalhões mexicanos, me divirto muito.
      Acredito que vou gostar, mas é como digo, cada livro funciona para cada pessoa de uma forma diferente, né?
      Uma pena que não gostou...
      “A alegria está na luta, na tentativa, no sofrimento envolvido e não na vitória propriamente dita.”(Mahatma Gandhi)
      cheirinhos
      Rudy
      http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
      Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

      ResponderExcluir
    3. Oiee.

      Como os temas são sempre parecidos pode ser que essa sensação venha dai. Mas é sempre bom, quando os autores fogem da mesmice. Não sei se gostaria de ler a obra, mas tentarei um dia

      Beijos

      ResponderExcluir
    4. Gostei bastante da capa do livro, mas a história me parece mais do mesmo, não tenho aquela vontade louca de ler, mas se tiver a oportunidade lerei, sem contar que ainda não li nenhum livro da editora!

      ResponderExcluir
    5. Só tenho visto comentários positivos referentes a este livro e isto me despertou muita curiosidade, como adoro livros de romance, claro que me interessei pela história desse livro, sua resenha está muito boa, mas que pena que você não curtiu muito a história do livro eu pretendo começar a ler Black Para Sempre em breve.

      ResponderExcluir
    6. Oi Dani, que pena que não gostou, aliás, acho que foi a primeira resenha negativa que li do livro. Eu ainda não li, mas tenho interesse, só lendo mesmo para saber, não é?
      Bjs, Rose.

      ResponderExcluir
    7. Black para Sempre mtaaa gente fala bem, lembro qdo a Valentina anunciou e uma galera morrer de amores e ansiedade.
      Eu confesso que nem sabia e nao fiquei loucona, mas fiquei curiosa.
      Tb nao sou fã da Anastasia, na verdade odeio ela, hahaha..acho mto sonsa e aguentei 50 tons, pq queria saber oq as pessoas viam de tao bom nesse livro. Mas foi tudo mtoo chato. Nao sabia que o povo ta comparando os dois livros, que pena.
      Afff, como assim as páginas brancas? Valentina errou feio nessa.
      Me desanimou saber que o casal briga demais, me vejo tb lendo mais dessas historias em outros livros. Ainda nao sei se vou ler.
      Beijos.

      https://fuxixiu.wordpress.com/
      https://meumundinhoficticio.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
    8. Não quero ler esse livro, por 2 fatores é parecido com 50 tons de cinza que não passei da capa, só de ouvir falar não gostei e juntando isso as paginas brancas que simplesmente detesto pronto não lerei rsrs...
      bjocas

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!