• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Resenha da Vic: Mentiras que confortam, Randy Susan Meyers - Novo Conceito

    Titulo: Mentiras que confortam

    Autor(a):  Randy Susan Meyers

    Editora: Novo Conceito

    Ano: 2015

    Páginas: 368

    Sinopse: 
    Cinco anos atrás...
    Tia apaixonou-se obsessivamente por um homem por quem nunca deveria ter se apaixonado. Quando engravidou, Nathan desapareceu, e ela entregou seu bebê para a adoção.
    Caroline adotou um bebê para agradar o marido. Agora ela questiona se está preparada para o papel de esposa e mãe.
    Juliette considerava sua vida perfeita: tinha um casamento sólido, dois lindos filhos e um negócio próspero. E então ela descobre o caso de Nathan. Ele prometeu que nunca a trairia novamente, e ela confiou nele.
    Hoje...
    Tia ainda não superou o fim do seu caso com Nathan. Todos os anos ela recebe fotos de sua garotinha, e desta vez, em um impulso, decide enviar algumas delas para a casa do ex-amante. É Juliette quem abre o envelope. Ela nunca soube da existência da criança, e agora precisa desesperadamente descobrir quantas outras mentiras sustentaram o seu casamento até hoje.


    Nathan teve um relacionamento com Tia. Ela sempre soube que ele era casado, e ele sempre deixou claro, indiretamente, que não abriria mão da sua família por causa dela.  Como previsto, bastou Tia ficar grávida para Nathan dar três passos para trás. Fazer um aborto foi a única coisa que ele disse para ela, e um tchau para nunca mais -la.  Mal ele sabia que esse tchau seria um  'Até breve'...

    Tia não estava preparada psicologicamente para ter um filho. Com a mãe em estado terminal, e sem ajuda alguma de Nathan, ela sabia que no fundo ela não teria condições alguma de ter esse filho e manter uma vida estabilizada para ele. Adoção foi a alternativa escolhida e, como resultado disso, Tia decidiu que escolheria os melhores pais para a sua filha. Entre todos os interessados, ela escolheu Caroline e Peter, e achou que estava fazendo o melhor para a criança e para ela. Mal ela sabia que a culpa e a mágoa de entregar a sua filha para a adoção lhe acompanharia para sempre. E como sua mãe mesmo disse: '... Entregue a sua filha para a doação, e sentirá que retiraram as suas pernas...’

    Peter  sempre quis ser pai, mas Caroline nunca demonstrou interesse pela maternidade. Depois de relutar bastante, Peter conseguiu convencê-la de que era a hora certa para adotar uma criança. Caroline sempre achou que todas mulheres nasceram para ser mãe, porém depois de adotar Savannah, ela descobriu que se existe uma regra, ela era um exceção.

    Julliete e Nathan sempre tiveram um relacionamento instável, filhos maravilhosos e uma vida totalmente instabilizada. Mesmo depois de Nathan contar a Julliete que tinha tido um relacionamento fora do casamento, eles conseguem retomar a relação. Cinco anos se passam, e ela descobre que a traição de Nathan teve um fruto: Savannah. Julliete faz de tudo para saber mais sobre a menina, entrando em contato com os pais adotivos, e até atormentando, de todas as formas, a mãe biológica. Colocando seu casamento e sua instabilidade emocional em risco, Julliete não sabe se o mais certo é se unir ao inimigo ou dar três passos para trás e fingir que tudo está bem.

    Mentiras que confortam é um livro que fala muito sobre família e as decisões que tomamos, que podem mudar o rumo do nosso destino para sempre.

    Não consegui ver Nathan como o pai de Savannah. Não tem amor e nem compaixão de pai para filha. O tempo todo ele só estava interessado em fazer com que Julliete o aceitasse de volta.

    Julliete também não me cativou. Suas ações me pareceram de uma pessoa desequilibrada. Seu interesse por Savannah, ou pela mãe dela, de uma certa forma, era doentio. Muitas coisas poderiam ter sido resolvidas rapidamente se ela contasse tudo para Nathan e não ficasse agindo com uma garota de colegial.

    Caroline não nasceu para ser mãe e ponto. Ela deixou bem claro para Peter, mas ele achou que isso era só uma fase. Por mais que ela amasse Savannah incondicionalmente, ela não era a sua prioridade. E quando você tem filhos, um ser que depende de você, ele tem que vir antes de qualquer outra coisa.

    Deu uma vontade enorme  de colocar a Tia no colo. No meio de um monte de tubarões, ela só era um peixinho tentando sobreviver. Eu senti pena dela. Nem amor, admiração, e muito menos compaixão... Imagino o quanto deve ter sido difícil entregar Savannah, e não consigo imaginar como ela teve coragem para isso, mas a culpa que ela carrega durante os anos é notável. Como julgá-la?

    Peter é o único sensato. O único que fez as coisas certas e agiu com a razão. Além de ser um super pai para Savannah que, no meio desse furacão de egos que a menina se encontra, é admirável.

    Esperei mais do livro, um final bombástico ou algo que não fosse previsível. Fiquei esperando lágrimas, reviravoltas, tiro, porrada e bomba... Não teve.

    O livro segue o mesmo padrão dos livros publicados pela NC, e a capa tem muito a ver com a história.

    Para quem deseja uma leitura com a carga emocional forte, mas sem muitas expectativas e reviravoltas, é esse aqui.




    6 comentários :

    1. Não o conhecia, mas não me interessou muito. Gosto mesmo é das reviravoltas de tirar o fôlego!

      Visite meu blog
      virandoamor.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
    2. Oi Vic, ainda não me empolguei a ler, mas não descarto a leitura, e isso desde o lançamento dele, e até agora as resenhas não fizeram eu mudar de ideia.
      Bjs, Rose.

      ResponderExcluir
    3. Oiee.

      Li o livro há pouco tempo e gostei um pouco mais que você. Também esperei muito mais do que me foi oferecido, mas ainda assim gostei um pouco da trama.

      Beijos
      Amor Literário

      ResponderExcluir
    4. Que pena que sua nota foi baixinha Vic, qdo eu li a sinopse eu tinha gostado mto do livro Mentiras que confortam.
      Achei bem legal o jeito que os personagens estão ligados, e cada um com um drama diferente, uma história de vida, onde cada escolha afeta outras pessoas tb.
      Acho que como vc disse, estava esperando algo novo, que infelizmente nao veio.
      Mas ainda sim gostei de como a historia foi desenvolvida, quero ler um dia, ainda mais que gosto de livros com carga emocional forte.
      Beijos

      https://fuxixiu.wordpress.com/
      https://meumundinhoficticio.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
    5. Nossa, que pena que você se decepcionou com o livro, realmente é muito ruim quando criamos muita expectativas em relação a um livro e eles nos frustra, no momento não pretendo ler esse livro, mas quem sabe futuramente.

      ResponderExcluir
    6. Vic!
      Tive oportunidade de ler esse livro e também não foi uma leitura tão agradável quanto esperava, porque mentiras viram bola de neve aqui, além de tudo tinha uma criança envolvida.
      “Tudo é precioso para aquele que foi, por muito tempo, privado de tudo.”(Friedrich Nietzsche)
      cheirinhos
      Rudy
      http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
      Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!