• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Leitura da Drica: A matemática do amor, Hannah Fry, Alaúde

    A matemática do amor
    Padrões e provas na busca da equação definitiva

    Coleção Ted books #

    Autora: Hannah Fry

    Ano: 2015

    Páginas: 144

    Editora: Alaúde

    Sinopse:
    Em A matemática do amor, a doutora Hannah Fry conduz o leitor por uma fascinante jornada entre padrões que regem a vida amorosa e prova – com sabedoria e bom humor – que a matemática é uma poderosa ferramenta para desvendar os complicados, irritantes, enigmáticos e intrigantes padrões do amor.
    Quais as probabilidades de encontrar o amor? Como funcionam os sites de namoro? Quando começar a pensar em casamento? Qual a chance de ele durar para sempre?
    Este é o terceiro volume da coleção TED Books, com livros breves o bastante para serem lidos de uma só vez, mas longos o suficiente para aprofundar um assunto. Perfeitos para quem tem uma mente curiosa e vontade de aprender cada vez mais.


    Foi a curiosidade que me levou a ler A matemática do amor, e digo a vocês que valeu à pena a leitura.
    Escrito por Hannah Fry, uma renomada matemática que, com o objetivo de mostrar que a ‘matemática é bela e relevante’ (palavras da mesma), resolveu mostrar como amor e matemática podem se relacionar, já que ambos são repletos de padrões. E é através desses padrões matemáticos aplicados ao comportamento humano que ela tenta entender como o amor funciona.



    O livro não apresenta grandes e revolucionárias descobertas, ela apenas apresenta alguns conhecimentos, fórmulas e padrões muito conhecidos no meio acadêmico de uma forma clara, para que nós, leigos em matemática, mas especialistas no amor (rsrsrs) possamos entender como tudo realmente funciona.

    Tem até uma equação do amor, que é uma antiga fórmula utilizada nos tempos de guerra fria por militares para prever as chances de vitória em possíveis confrontos diretos. A antiga USRR e EUA usavam esse conjunto de equações a todo momento para estimar probabilidade de uma guerra nuclear. E falando em probabilidade matemática, ela confirma que quem corre atrás do que quer se sai melhor do que quem apenas fica esperando. E que por mais que um site de relacionamento encontre o par ideal baseado em compatibilidade, isso apenas quer dizer que será mais fácil puxar um papo, mas não garante que vocês serão o casal ideal.



    A Alaúde fez uma edição linda. O livro é pequeno, em capa dura, com várias ilustrações internas e vem com uma sobrecapa em um tom de rosa cheia de pequenos corações. Você escolhe qual das duas combina mais com o seu estilo. 

    A matemática do amor é um livro leve, divertido, prazeroso. Você vai se pegar, inevitavelmente, fazendo comparações e tentando aplicar as fórmulas e equações a situações que você já viveu. Bom para os que não gostam de matemática, para descobrir um lado fascinante e próximo ao nosso dia-a-dia. Perfeito para quem gosta e quer se deleitar conhecendo um pouco mais.

    Assista ao video da Hanah Fry falando sobre o livro:

    Assista legendado aqui.





    18 comentários :

    1. Hello!
      Eu não sabia desse livro, mas sua resenha me convenceu a ler logo.
      A capa está linda, e achei o titulo interessante, A matemática do amor,se é tem logica o amor ne?! hehe
      Parece que é bem divertido mesmo e cheio de curiosidades.
      Gostei mesmo.
      Beijos

      ♥ Blog Livros e Sushi ♥
      https://livrosesushi.wordpress.com/

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Não sei se o amor tem lógica, Su, mas as nossas atitudes sim, por mais irracionais que elas pareçam rsrsrsrs

        Excluir
    2. Eu já vi algumas resenhas desse livro e fiquei em cima do muro sobre lê-lo ou não.
      Achei linda essa edição.
      Beijos
      Balaio de Babados

      ResponderExcluir
    3. Drica!
      Até gosto de matemática, sempre gostei porque ela se aplica em tudo na nossa vida, agora, não acredito que exista uma fórmula matemática para o amor, porque o amor é livre, depende de química (não de matemática), depende de relação e convivÊncia.
      E fico feliz que tenha gostado.
      “Não devemos permitir que alguém saia da nossa presença sem se sentir melhor e mais feliz.” (Madre Teresa de Calcutá)
      cheirinhos
      Rudy
      http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
      Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Mas essa não é a pretensão do livro, Rudy. Ele fala muito mais das nossas atitudes em relação à procura do amor.

        Excluir
    4. Drica, eu não tinha conhecimento sobre este livro, sabia somente da existência do filme, mas não sei se há semelhanças entre eles. Gostei bastante da resenha, mostrando essa matemática do amor e até essa técnica que usavam na guerra. Achei tudo muito interessante. Também acredito que não existe par ideal baseado em compatibilidade encontrado em sites, pode ajudar, mas como você mesma citou, isto não os tornará um casal ideal.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Existe um filme? Eu não conheço... Deixa um ink aqui????

        Excluir
    5. Olá esse é meu primeiro contato com o livro, lhe confesso que pelo nome não achei nem um pouco atraente e interessante, mas agora lendo sua resenha gostei bastante, me lembrei do filme "Todo Gato Vira Lata" que o prof de biologia tenta provar que o amor não existe através da ciência e é uma comedia romântica que gosto muito, esse é bem diferente percebo , porque na verdade a autora de "Matemática Do Amor" tenta traçar uma relação entre os 2 temas, mostrando como um ta ligado a outro, como é "simples" encontrar um amor com os cálculos certos, amei mesmo quero ler.
      Bjocas!!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Rose, não tinha feito essa ligação, mas vc foi ótima! Tem a ver sim!!!

        Excluir
    6. Eu já conhecia o livro e já tinha lido um ou outro comentário sobre ele, mas não me empolguei a ler ainda.
      Bjs, Rose.

      ResponderExcluir
    7. Que interessante.
      O título tem tudo a ver então...
      Não esperava que fosse algo assim que explicasse o amor através de fórmulas...
      Eu odeio matemática, acho que este livro poderia me ajudar, hahaha.
      Achei a capa escura mais bonita, adoro capa dura escura, mas a sobre capa rosa é fofa e protege o livro tb.
      A autora é linda e muito querida.
      Curti a dica Drica :*

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Acho q vc precisa ler, Edna, para descobrir o quanto a matemática pode ser legal!

        Excluir
    8. equacao do amor???kkkkk....e um livro curto e parece ser delicioso de ler.....se eu nao me engano e o terceiro livro de uma serie...nao sei...mas obrigado pela dica...beijocas
      P.S eu amo matematica kkkkkk

      ResponderExcluir
    9. Já tinha ouvido falar do livro e achei o titulo meio sem graça, mas não conhecia a historia.
      Apesar das palavras entusiasmadas ao falar do livro, não me despertou nenhum interesse. Acho que pelo fato de me lembrar livros de auto-ajuda e eu não gosto muito desse tipo de livros.

      ResponderExcluir
    10. Adorei a ideia do livro! Acho que é uma forma mais próxima e fácil de trazer para o nosso cotidiano essa coisa tão distante que é a matemática. Confesso que eu e os números não somos os melhores amigos, mas creio que quando se trata de amor vale tudo rs
      Adorei a ideia da sobrecapa também, a editora realmente caprichou. E gostei mais ainda da forma como a autora colocou as fórmulas, nada muito grandioso ou difícil, compreensível até mesmo para aqueles que não entendem nada do assunto.

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!