• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Lendo com a Dani: A Irmandade Perdida, Anne Fortier - @Arqueiro

    Diana Morgan é professora da renomada Universidade de Oxford. Especialista em mitologia grega, tem verdadeira obsessão pelo assunto desde a infância, quando sua excêntrica avó alegou ser uma amazona – e desapareceu sem deixar vestígios.

    No mundo acadêmico, a fixação de Diana pelas amazonas é motivo de piada, porém ela acaba recebendo uma oferta irrecusável de uma misteriosa instituição. Financiada pela Fundação Skolsky, a pesquisadora viaja para o norte da África, onde conhece Nick Barrán, um homem enigmático que a guia até um templo recém-encontrado, encoberto há 3 mil anos pela areia do deserto.

    Com a ajuda de um caderno deixado pela avó, Diana começa a decifrar as estranhas inscrições registradas no templo e logo encontra o nome de Mirina, a primeira rainha amazona. Na Idade do Bronze, ela atravessou o Mediterrâneo em uma tentativa heroica de libertar suas irmãs, sequestradas por piratas gregos.

    Seguindo os rastros dessas guerreiras, Diana e Nick se lançam em uma jornada em busca da verdade por trás do mito – algo capaz de mudar suas vidas, mas também de despertar a ganância de colecionadores de arte dispostos a tudo para pôr as mãos no lendário Tesouro das Amazonas.

    Entrelaçando passado e presente e percorrendo Inglaterra, Argélia, Grécia e as ruínas de Troia, A irmandade perdida é uma aventura apaixonante sobre duas mulheres separadas por milênios, mas com uma luta em comum: manter vivas as amazonas e preservar seu legado para a humanidade.

    A Irmandade Perdida (The Lost Sisterhood)
    Autora: Anne Fortier
    Editora Arqueiro (2015)
    528 páginas

     


    Uma capa linda, um mito, um tesouro, mistério e segredos?!

    Claro que eu quis ler.

    A Irmandade Perdida fala do mito das Amazonas, mas não apenas disso.... temos novas versões para personagens conhecidos da mitologia como Hércules, por exemplo.

    Diana Morgan é fissurada nas Amazonas, em parte por sua avó ter dito que era uma amazona. O certo é que ela busca o quanto pode indícios de que não é apenas um mito.

    E por isto ela acaba aceitando a proposta do desconhecido Sr. Ludwig de ir até a África num suposto templo das Amazonas traduzir algumas inscrições.

    O que Diana não sabe é que tem em mãos um trunfo para isso.

    Ao chegar no local ela conhece Nick, que convenhamos é o típico sabe tudo, mas que me ganhou logo de cara. O jeito mandão, mas protetor já está tão presente na literatura que não me incomoda mais, sem contar que ele não é extremista.

    Com uma certa antipatia os dois passam bastante tempo juntos.

    Diana acaba passando por momentos de donzela, nos quais o Nick acaba sendo de grande valia.

    No dia em que tem que retornar à Inglaterra ela recebe a proposta de Rebecca de ir até Creta encontrar com o Sr. Telemakos, um senhor que crê tanto ou mais que Diana na existência das Amazonas.

    A medida que Diana segue as pistas ela passa por muitas provações. Roubam seu celular, seu notebook...

    E não bastasse quase morrer, Nick decide segui-la.


    O livro é dividido pela narrativa com enfoque na Diana, e também na de Mirina.

    Mirina... pensem numa garota forte? Aos dezoito anos perde sua mãe e resta apenas a irmã Lili, para terem uma chance decide seguir o conselho da mãe e busca o Templo da Deusa da Lua.

    Mirina e Lili avançam pelo deserto, enfrentam cobras d'água, e já no seu destino Mirina passa por um teste que deixaria qualquer um paralisado.

    Após conseguir mostrar seu valor elas são aceitas, mas a calmaria dura pouco para as irmãs e os gregos chegam com tudo.


    Vocês devem estar pensando que contei tudo da história e só posso lhes dizer que estão totalmente errados.

    Ainda tem muito mais.

    A vida de Mirina não é nada fácil e parece que felicidade não está no seu destino, ou será que sim?


    A Irmandade Perdida é um livro com muita aventura, com diálogos repletos de informações, cada novo capítulo traz uma nova perspectiva.

    Acompanhe Diana no mundo contemporâneo e Mirina há três mil anos atrás. Uma é repleta de ingenuidade e sonhadora, a outra de extrema coragem.

    Não deixem de ler um livro com tantas camadas que você vai querer ler rápido para desvendar os mistérios e obter respostas, mas vai querer ir com calma para não perder nenhum detalhe.

    E você acha que as Amazonas são reais ou não?



    Participe do Top. Clique no banner e saiba mais:



    Pista 2

    O primeiro livro do autor desse romance foi um best-seller internacional que esteve no topo da lista dos mais vendidos em 20 países. 

    18 comentários :

    1. O livro parece ser bem interessante. Adoro esse tom de mistério que tem na história onde a gente vira um investigador junto com os personagens.

      Beeijo
      Resenhando Sonhos

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Com certeza acabamos por dar uma de Sherlock, foi uma leitura surpreendente.
        Obrigada.

        Excluir
    2. Adorei a premissa e sua resenha está no ponto! Já li coisas boas sobre o livro que me animaram a dar uma oportunidade a ele, já tenho minhas expectativas altas pra ele!

      Virando Amor

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Carol, acredito que suas expectativas serão compatíveis.
        Obrigada.

        Excluir
    3. Menina, não vejo a hora de ler este livro. Eu que já estava interessada, agora não posso ficar sem ler.
      Bjs, Rose.

      ResponderExcluir
    4. Dani, eu adorei a resenha. Também não posso deixar de admirar essa capa simplesmente maravilhosa. Sobre a estória, eu amei desde a sinopse, mas com a leitura de sua resenha fiquei muito curiosa para ler, principalmente por ser de um gênero que sou apaixonada.
      Adoro um livro recheado de aventuras e com personagens bem construídos, mostrando ser uma estória bem desenvolvida. Com toda certeza, este livro irá para a minha lista de leitura.
      Bjs!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Alessandra não perde tempo e leia logo, vai ser uma grande aventura. =)

        Excluir
    5. Olá!!
      To fascinada aqui, e imaginando se ja me envolvi tanto só em ler sua resenha imagine lendo o livro, nossa quanta aventura, pronta para as surpresas que essa aventura pode me trazer.
      Bjocas!!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Rose aventura é um ponto certo com estas duas mocinhas. =)

        Excluir
    6. Esperava mais um romance de época quando vi a capa...
      Adorei a premissa, sua resenha...
      Adoro mitologia... e qdo leio tudo é possível, por isso Amazonas existem sim. haha.
      Eu curti essa coisa de presente e passado e fiquei muito curiosa para saber mais de Mirina.
      Gostei da ambientação da trama, tantos lugares incriveis para conhece através das aventuras dos personagens!!
      Quero ler com certeza.
      Beijos

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. A autora caprichou nos detalhes e cada mito recontado nos deixa certos de que essa nova versão é verdadeira. Adoro quando passam esse tipo de sensação. kkk
        Obrigada.

        Excluir
    7. Dani!
      Acredito sim no mito das Amazonas.
      E gosto quando um autor usa o artifício de cada capítulo ser narrado por uma das protagonista, mesmo de tempos diferentes e no final, fazer um desfecho para as duas.
      Bom!
      “A beleza é a única coisa preciosa na vida. É difícil encontrá-la - mas quem consegue descobre tudo.”(Charles Chaplin)
      cheirinhos
      Rudy
      http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
      Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Ela intercalou bem as narrativas sem nos deixar confusos. =)

        Excluir
    8. Esse livro me chamou atenção primeiramente pela capa linda que ele possui. Além disso, eu adoro mitologia, e a lenda das amazonas é algo que não aparece com tanta frequência na literatura, o que me aguça ainda mais a curiosidade. Achei interessante a mistura que a autora traz de passado e presente personificados nas protagonistas, mas tenho a impressão de que iria me identificar mais com Mirina.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Verdade Patrini, ler sobre as amazonas é uma raridade, é bom sair da mesmice anjos/vampiros/lobisomens e afins. kkkk
        Mirina chama mais atenção por sua personalidade, acredito que vá gostar.

        Excluir
    9. bom sou fascinada pela historia das amazonas....parece uma leitura fluida e divertida...esse negicio de enigmass....muito legal...quero muito ler...obg pela dica ....e beijosss....

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!