• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Leitura da Drica: Se alguma vez..., Meg Rosoff - @Galera


     

    Se Alguma Vez...

    Autora: Meg Rosoff

    Ano: 2014

    Páginas: 256

    Editora: Galera Record


    Sinopse:

    Um encontro com a morte transforma a vida de David Case. Convencido de que o destino não lhe reserva nada de bom, David decide se reinventar e tornar-se, assim, irreconhecível para o destino e salvar-se de seu sofrimento certo. Ele passa a ser Justin Case, com uma aparência totalmente nova e uma paixão crescente pela sedutora Agnes Bee. Com seu galgo cinzento imaginário a reboque, Justin luta para manter sua nova imagem e, acima de tudo, sobreviver em um mundo onde as reviravoltas do destino o aguardam em cada esquina.

     


    Se alguma vez conta a história de David Case, garoto comum de 15 anos, que mora com os pais e o irmãozinho menor. David tem tudo para ser um adolescente comum mas a vida dele começa a mudar no dia em que ele salva o irmãozinho de um acidente que poderia ter sido fatal. A partir daí, ele se convence de que o destino está atrás dele para mata-lo, e encontra uma solução radical e infalível para contornar o problema.


    David começa mudando o nome para Justin Case (o que é um trocadilho para just in case: em caso de), muda radicalmente o seu jeito de se vestir, chegando a fazer com que o pai pergunte se ele é homossexual, e muda de amigos também, chega a criar um cachorro invisível como melhor amigo, um galgo chamado Garoto.

    O que me intrigou bastante foi como os pais de David/Justin não notaram nada de diferente em seu comportamento. Sendo que a única coisa que incomoda o pai é se o filho se tornou homossexual, parecendo que todo o resto fosse extremamente normal. E fiquei me perguntando se o verdadeiro motivo de tanta mudança não inclui também um grito para que fosse visto pelos pais que pareciam não notar a sua existência.


    O mais legal de todo o livro são as falas do ‘Destino”.

    “Não seja desdenhoso comigo. Não sinto nenhum prazer especial com a tragédia. Certos dias, nada além de boas ações são feitas.

    Quem você acha que junta os amantes, reúne irmãos há muito perdidos, realiza curas milagrosas? Quem faz aleijados dançarem, retardados pensarem?

    Sobreviventes sobreviverem.”


    Não consegui entrar na vibe da Meg, e não curti muito o livro. Achei muito alucinógeno em uma dose só. A escrita é muito boa, mas o enredo não me satisfez e acredito não ter chegado a lugar algum.

    It’s up to you...


    14 comentários :

    1. Oi Drica, a capa do livro e a sinopse não me chamou a atenção não é o tipo de livros que eu costumo ler bjs.

      ResponderExcluir
    2. Raramente vejo uma nota tão baixa para um livro. O tema tinha tudo para dar certo, mas infelizmente não teve nenhum impacto positivo sobre você, e sabendo disto, não tenho nenhum interesse em ler.
      Bjs!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Muita gente q leu, gostou. Talvez vc tenha uma opinião diferente da minha ao ler.

        Excluir
    3. O livro me pareceu meio louco, as atitudes de David/Justin parecem ser mais para chamar atenção dos pais mesmo. O enredo do livro não me chamou atenção, nem fiquei curiosa para saber sobre ele. Uma leitura que não me interessou!

      ResponderExcluir
    4. A premissa é curiosa, mas pena que o livro não tem um desenvolvimento/enredo bons. Isso é bem triste, um livro tem que passar ao menos alguma lição ou experiência, e esse não parece ser o caso. Enfim, desejo melhores leituras.
      Abraços
      bookdan.blogspot.com

      ResponderExcluir
    5. Dois cachorrinhos só? Poxa. Que loucura! Apesar de tudo parece ser um livro bem engraçado, vendo pelo trocadilho o personagem deve ser assim também. Não sei se eu compraria, mas se eu ganhasse leria com muito bom grado. Gostei disso das falas do destino também.

      ResponderExcluir
    6. Oi Drica!
      Uma pena você não ter curtido o livro... Sinceramente, não é o tipo de livro que costumo ler. Sendo assim não é um livro que compraria.
      Abraços!

      ResponderExcluir
    7. gostei da tua resenha e da sinceridade, infelizmente não tenho interesse em ler o livro mas espero que quem leia goste

      ResponderExcluir
    8. gostei da tua resenha e da sinceridade, infelizmente não tenho interesse em ler o livro mas espero que quem leia goste

      ResponderExcluir
    9. Na boa? Achei bobo. Gostei bastante das suas ressalvas, mas achei tudo uma viagem.

      ResponderExcluir
    10. Oi!
      O livro pareceu legal mais não foi uma historia me deixou envolvida ou interessada !!

      ResponderExcluir
    11. Me dá uma raiva dessas estórias cujos pais não percebem o que acontece com os filhos... Já leu Por lugares incríveis?? que ódio daquela mãe.
      Pena que o livro não rendeu... sabe que quando li algo sobre ele pensei: este livro eu passo.
      ler sua resenha só me deixou mais segura, hahahaha
      Mas é uma pena, né?

      ResponderExcluir
    12. Tbm não curti esse livro! Não achei a história mto envolvente é como vc falou meio alucinógeno, com certeza não lerei!

      ResponderExcluir
    13. Oi Drica!
      Já tinha visto o livro por ai e achei a capa linda... Pena que você não gostou tanto dele, eu acho que eu não lereia pq não faz muito meu estilo e tbm vi algumas resenhas que não o favoreceram tanto.
      Bjs

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!