• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Resenha da Vic: Alice no país das armadilhas, Mainak Dhar - @Unica

    Titulo: Alice no País das Armadilhas

    Autor(a): Mainak Dhar

    Editora: Única

    Páginas: 256

    Sinopse:
    O planeta Terra foi devastado por um ataque nuclear, e boa parte de sua população se transformou em Mordedores, mortos-vivos que se alimentam de sangue e, com sua mordida, fazem dos humanos seres como eles.
    Alice é uma jovem humana de 15 anos que mora no País das Armadilhas, nos arredores da cidade que um dia foi Nova Déli, na Índia. Ela nasceu nessa nova realidade aterrorizante e teve de aprender a se defender sozinha desde cedo.
    As coisas mudam quando Alice decide seguir um Mordedor por um buraco no chão: ela descobre a estarrecedora verdade por trás da origem das criaturas e se dá conta da profecia que ela mesma está destinada a consumar — uma profecia que se baseia nos restos chamuscados do último livro encontrado no País das Armadilhas, uma obra chamada Alice no País das Maravilhas.
    Uma mistura incomum de mitos, teorias conspiratórias e Lewis Caroll, Alice no País das Armadilhas pode parecer mais uma história de zumbi, mas é uma metáfora instigante de como tendemos a demonizar aquilo que não compreendemos.



    Alice é uma adolescente de 15 anos,  que mora na cidade que um dia foi Nova Déli, e hoje é conhecido como Pais das Armadilhas.  Por ter nascido pouco tempo depois da Insurreição, época  em que o mundo começou a ser habitado por mortos vivos transformados logo após uma mordida.

    Criada de uma forma diferente das outras meninas da sua idade, desde cedo aprendeu a se defender, a ser ágil, ter força, ser veloz... Aprendeu a manusear  armas  potentes, com o intuito de matar os mordedores (zumbis, os mortos vivos!) Eles se alimentam de humanos, e basta uma mordida para você se tornar um deles.

    "Era essa paisagem estéril e desanimadora que Alice conhecia como lar - as terras devastadas nas cercanias de Nova Déli, onde milhões morreram na eclosão dos Mordedores e outros milhões quando os governos tentavam conter a erupção usando armas nucleares nos principais centros de surgimento."

    Em um dos ataques de mordedores no Pais das Armadilhas, na sua tentativa de fuga, ela se depara com o Orelhudo, um mordedor vestido de coelho. Curiosa, como sempre (seja Alice versão Zumbi ou clássico), ela resolve segui-lo até um buraco para tentar descobrir onde é o esconderijo dos mordedores. Quando Alice cai no buraco, ela não estava preparada para o que iria ver!

    O Orelhudo, quando percebe a presença da garota, transforma tudo em uma perseguição, e acaba levando ela para os outros mordedores.  De caçadores, os mordedores acabam virando seus  súditos. Ela é levada para até a rainha dos mordedores e acaba percebendo que ela tem muito mais a ver com a história do que imagina. E então começa o desenrolar... A Alice é a mesma do livro, e existe um profecia por trás disso. Profecia essa que se baseia  nos restos queimados  do último livro  encontrado no País das Armadilhas, intitulada Alice no País das Maravilhas. Tcharãããn!!! As histórias se repetem, não? Rs

    ‘’Enquanto o Orelhudo se aproximava, Alice segurou o cabo do punhal com firmeza, preparando-se. Antes morta do que morta-viva.”

    O que será que O Pais das Armadilhas reserva para Alice??

    A junção do clássico com a versão de Mainah Dhar foi uma grande surpresa.  Creio que eu não tenha curtido tanto pelo fato de eu não curtir tanto zumbi... isso vai de cada um. O livro tem uma pegada distópica bem legal, que eu acho que a Drica iria adorar.

    Vamos falar da capa, que já é sucesso desde que a Única divulgou. Ohh gente, vocês pegaram pesado, viu?? Que capa linda é essa?!?!?! O trabalhado está perfeito, que diagramação impecável. Folhas amareladas, espaçamento, fonte... achei a combinação perfeita! Achei alguns errinhos na revisão, mas nada que atrapalhe a leitura.

    Alice nos Pais das Armadilhas é o primeiro de um série que, pelo que eu vi, serão  três livros e mais alguns extras. Apesar disso, o final não teve pontas soltas e foi bem satisfatório.

    Recomendo o livro não só para quem gosta de zumbi, mas para aqueles que gostam de releituras de clássicos, distopias e todas questões politicas  que são abordadas.

    Capa original


    ‘’Esse sempre foi o problema de vocês, humanos. Transformam em objeto de ódio tudo o que não conseguem compreender. “É tão mais fácil detestar e destruir do que procurar entender.”






    20 comentários :

    1. Sou fã das releituras da editora única, li a saga encantada e amei,
      achei genial a ideia de levar Alice para o mundo zumbi, apesar disso não sei leria, ainda não tive interesse de ler sequer a versão original da história.

      http://soubibliofila.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Olá, Delmara!
        Também amo essas releituras. É uma pena...mas fica a dica.
        Abraços.

        Excluir
    2. Essa edição e capa estão lindíssimas... Mas ainda não li nem o clássico de Alice quanto mais uma releitura, talvez seja o fato de não gostar de zumbis e tal. Acho que é um livro pra quem realmente gosta do gênero, o que não é o meu caso.
      Abraços!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Olá, Vania!
        Nem fala, está realmente um arraso está edição!! Primeira coisa que eu me apaixonei... hahahhaha
        Para quem gosta de Zumbi, e também de distopia. É uma pena!
        Abraços.

        Excluir
    3. Oi Vic, amo estorias como a desse tipo que se passa nesse livro esse livro parece que prende a gente do começo ao fim, mesmo conhecendo a estoria com certeza vou le-lo pra ver se é igual ou totalmente diferente e você fez uma resenha maravilhosa bjs.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Olá, Fernanda!
        Acho que você vai amar... realmente o livro prende bastante a atenção, e a comparação é inevitável. Muito obrigada, querida! Fica a dica para a leitura, e depois conte para a gente se gostou.
        Abraços.

        Excluir
    4. Vic!
      Gosto muito das releituras dos contos de fada e aqui trazer uma Alice junto com zumbis, muito me atrai, embora ache a protagonista um tanto jovem.
      “Um brinde cheio de entusiasmo e sensibilidade com aquele brilho nos olhos de criança descobrindo o mundo por todos os bons sentimentos que fazem bem a alma ,um brinde exatamente aquelas emoções mágicas que nos tornam melhores,um brinde a beleza de ser um eterno aprendiz .” (Giovanni Dulor Chagas)
      cheirinhos
      Rudy
      http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
      Participe do TOP COMENTARISTA de Janeiro, são 4 livros e 3 ganhadores!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi, Rudy!
        É uma combinação e tanta, não é? rsrsrs
        Espero a sua opinião, tomara que goste.
        Feliz ano novo!!
        Beijos.

        Excluir
    5. Vic, também não sou uma grande fã de zumbis. Só de pensar nesses monstros correndo atrás, querendo arrancar um pedaço de sua carne, me dá arrepios! Mas quando vi o lançamento da releitura de Alice no País das Maravilhas de uma forma mais sombria, confesso que minha curiosidade foi acendida. E com uma capa tão bonita, fica difícil resistir, né?! ;D

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi, Alessandra!
        Isso mesmo, apesar do gênero não atrai a todos, a capa e a edição é quase irresistível, e imediatamente vem o pensamento: Porque não?? hahhahahahaahahha
        Abraços.

        Excluir
    6. Oi Vic!
      Achei que a ideia em si de misturar Alice com zumbi e distopia, poderia ter sido legal, mas ficou devendo. Achei a capa linda tbm, bem melhor que a internacional. Mas não leria o livro :/
      Bjão

      ResponderExcluir
    7. Gosto muito de leituras com terror e zumbis. Recontagens de grandes clássicos é algo que deve ser feito com cuidado, carinho e amor, sempre inovando e deixando o leitor com vontade de ler, assim como teve vontade ao ler o original. Esse livro parece muito bom, adoro a história de Alice. A premissa é muito boa e a capa está realmente linda, mais bonita que a capa original. Adorei a resenha, abraços

      ResponderExcluir
    8. Não tinha me atentado que seria uma série. Eu quero ler o livro, mas vou esperar mais um pouco para que saiam outros volumes.
      Bjs, Rose.

      ResponderExcluir
    9. Que estória inusitada! Estava pensando que encontraria uma resenha de um livro de Alice com a mesma estória de sempre e me pego surpresa com a estória que li. A mistura de zumbi + a fantasia do País das Maravilhas deve render uma boa estória. Gostei, gostei. Capa maravilhosa *-*
      Ótima dica de leitura!

      ResponderExcluir
    10. Bem feinha a capa original, hein?! Em compensação essa eu acho maravilhosa, sou doida pra ter esse livro na minha estante. Amo a Alice e seu mundo de todas as formas, apesar de não gostar muito de zumbis. Já vi esse livro em vários lugares, adorei a resenha!

      ResponderExcluir
    11. Não sou mto fã de zumbis, mas adoro releituras das histórias da minha infância, sem contar que adorei a capa! Msm sem ler a resenha e nem a sinopse eu já tinha colocado esse livro nos meus desejados, quero mto ler pois adoro a história da Alice acho que mesmo sendo meio dããã por ter zumbis será legal!

      ResponderExcluir
    12. Adorei a premissa de Alice no País das Armadilhas e adorei o jogo de palavras com o título, apesar de eu preferir filmes e seriados a livros qdo o tema são zumbis. Mas adoro esse "up" que estão dando aos contos.

      ResponderExcluir
    13. Parece que a maioria dos clássicos estão tudo sendo adaptados para versão zumbie, primeiro foi Orgulho e Preconceito e agora Alice.
      Mesmo assim tenho interesse em ler o livro que parece ser bom, assim espero.

      ResponderExcluir
    14. Oi!
      Gosto muito da historia de Alice e principalmente dessa releitura e achei essa bem diferente ainda não tinha visto Alice com tema zumbi, o que me deixou bem curiosa para ler e gostei da capa !!

      ResponderExcluir
    15. adoro releituras, adoro Alice e quero ler esse livro.
      Nossa capa tá bem mais linda.
      Eu tb não sou muito de zumbis, sabe e receio não curtir tanto por isso.
      Mas acho que se eu for bem preparada não me decepcione.
      To curiosa. E gostei de perceber que essa releitura manteve muitos elementos originais.

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!