• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Leitura da Drica: O Papiro de César - @Record


    O Papiro de César

    Asterix # 36

    Ano: 2015

    Páginas: 48

    Editora: Record

    36ª aventura de Asterix, o gaulês.







    Adoro quadrinhos. E acompanhar as aventuras de Asterix e Obelix é um verdadeiro deleite proporcionado pela @Record.

    Nessa 36ª aventura, vamos descobrir que César, ele mesmo, o Imperador Romano, escreveu um livro narrando as suas conquistas. Mas um dos capítulos vai contar a única derrota de César: uma pequena aldeia gaulesa, o único território que ele não conseguiu dominar. Orientado pelo Conselheiro Bônus Promocionus, ele decide encobrir a verdade e narrar a inexistente vitória sobre esse povo já que ninguém sequer se lembra da existência deles.




    Mas a história realmente começa quando um dos papiros com esse capítulo desaparece e vai cair nas mãos do repórter Superpolemix que vai até a tal aldeia gaulesa, que não é nada mais que a aldeia de Asterix.


    E na intenção de evitar que a história se perca novamente, caso os romanos recuperem o papiro, Asterix, Obelix, Ideiafix e Panoramix vão procurar um druida para memorizar seu conteúdo, pois os gauleses não tinham o domínio da escrita, mas possuíam uma tradição oral para disseminar o seu conhecimento. Paralelo a isso, Promocionus fará de tudo para evitar o vazamento dessas informações, de preferência, antes que César saiba.


    Adorei o tema do quadrinho! Nada mais atual do que falar da maquiagem feita por políticos para exaltar os seus feitos e enganar o povo.

    Desenhos muito bem feitos, diagramação impecável, texto atual e divertidíssimo!


    Além de tratar de política, a história fala sobre a importância de estar informado, a importância da leitura, o cuidado em checar a veracidade das informações que se ouve. Tudo isso em uma linguagem simples e leve que vai agradar crianças de todas as idades, até as mais grandinhas como eu rsrsrsrs.

    Veja toda a série:



    3 comentários :

    1. Faz tempo que não leio livros de quadrinhos mas acho tão lindo. Confesso que não conhecia essa história, mas me chamou bastante a atenção, me parece ser bastante reflexivo.

      ResponderExcluir
    2. Eu AMO esses quadrinhos! Marcaram completamente a minha infância com suas histórias super divertidas. E, mesmo sem entender as mensagens que eles passavam, acho que aprendi bastante coisa sem nem perceber. Pegava na biblioteca municipal e devorava. Adorei sua resenha, me trouxe muita nostalgia! Abraços =)

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Q bom que vc teve uma biblioteca perto de sua casa na infância, deve ter feito a diferença na sua formação.

        Excluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!