• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Lendo com a Dani: A Caderneta vermelha, Antoine Laurain

    Caminhando pelas ruas de Paris em uma manhã tranquila, o livreiro Laurent Letellier encontra uma bolsa feminina abandonada. Não há nada em seu interior que indique a quem ela pertence — nenhum documento, endereço, celular ou informações de contato. A bolsa contém, no entanto, uma série de outros objetos. Entre eles, uma curiosa caderneta vermelha repleta de anotações, ideias e pensamentos que revelam a Laurent uma pessoa que ele certamente adoraria conhecer. Decidido a encontrar a dona da bolsa, mas tendo à sua disposição pouquíssimas pistas que possam ajudá-lo, Laurent se vê diante de um dilema: como encontrar uma mulher, cujo nome ele desconhece, em uma cidade de milhões de habitantes?


    A Caderneta vermelha (The Red Notebook)
    Autor: Antoine Laurain
    Editora Alfaguara (2016)
    135 páginas

    Um livro de leitura fácil e rápida que vai prender sua atenção com facilidade e vai ficar na sua mente após o término.


    A caderneta vermelha foi mais uma escolha pela capa, adoro ilustrações e esta ficou tão meiga...

    O autor já começa a trama acompanhando Laure e nos deixando aflitos pela insegurança dela, chegando tarde da noite, sozinha, numa rua deserta e no fim das contas somos surpreendidos junto com ela.

    Laure é assaltada, reage e com isso é empurrada com força contra o portão de seu prédio. Apesar de conseguir entrar no prédio ela está sem as chaves de seu apartamento.

    Decide tentar uma vaga no hotel em frente, explica a situação e consegue se hospedar, mas Laure jamais imaginaria que a preocupação com seu gato e a bolsa furtada seriam o menor dos problemas. 

    Na manhã seguinte Laurent está a caminho de seu café favorito quando avista uma bolsa lilás em bom estado, pensando rápido ele imagina que foi largada ali por um ladrão e decide levar à delegacia para que seja devolvida à dona.


    Fiquem calmos que não há spoiler acima. =)

    Antoine Laurain ambienta a trama em Paris e foca na busca de Laurent pela dona da bolsa.

    Não sei vocês, mas adoro quando o mocinho faz as vezes de detetive por conta própria e sem ter experiência.

    Acompanhar este livreiro foi divertido, um tanto enervante quando ele seguia uma pista e nada... mas a esperança esta sempre ali com o Laurent e transpassa para nós.

    Os personagens secundários são bem interessantes, tais como a filha dele, Chloé que no topo da adolescência vai achar demais a investigação do pai e terá um papel importante no desfecho.

    William o amigo de Laure é outro que aparece e acaba rendendo momentos divertidos diante de seus pensamentos, a dúvida que surge e suas conclusões.

    Tem a Dominique que embora você possa dar uma amenizada por ter motivo acaba por achar a mulher muito ridícula.

    A caderneta vermelha é um livro curtinho que você vai ler em pouco tempo e vai terminar sorrindo com esses dois que além de uma bolsa roubada têm em comum o hábito de ler. 

    E o melhor é que durante a busca acabamos descobrindo um pouco sobre o passado de Laure e de Laurent também.

    Um livro que eu recomendo para você ler quando quiser um com poucas páginas para servir de entremeio, que vai fazer sua mente relaxar após aquela leitura devastadora ou complicada.


    Algum de vocês já leu? Aguardo sua opinião!

    Ps.: esse livro me fez pensar num filme que adoro muito e sempre reassisto, mas não vou dizer qual senão vocês vão adivinhar um detalhe bem legal e que seria spoiler. Ah, só para deixar bem claro: não é igual, é parecido por um detalhe específico.

    Daí se você ler e lembrar do filme, volta e me fala que viu uma leve semelhança. Combinado?

    Achei ótima esta foto do autor com outro de seus livros. Créditos Aqui!!!



    2 comentários :

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!