• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Leitura da Drica: Além-Mundos, Scott Weterfeld - @Galera

    Além-MundosDarcy escreve sobre o outro lado. Lizzie vive nele.

    Scott Westerfeld

    Ano: 2016


    Páginas: 546

    Editora: Galera Record

    Sinopse: Darcy Patel escreveu seu primeiro livro em um mês. Não muito tempo depois, se mudou para Nova York, para realizar o sonho de viver de escrever. Lizzie se prepara para mais uma viagem de avião, até terroristas invadirem o aeroporto e começarem a atirar em todos. Desesperada, Lizzie se joga no chão. Eu estou morta, eu estou morta... No fim, está tão convencida de pertencer ao lugar dos mortos que acaba atravessando a fronteira do além-mundo. Darcy criou Lizzie. A menina de Além-mundos é sua protagonista. Enquanto Lizzie se vê cada vez mais envolvida nos assuntos dos mortos e do submundo, Darcy luta para se manter no paraíso do YA, na Big Apple, e quanto mais Darcy aprende e amadurece, mais a história de Lizzie também cresce. Ou seria o contrário? Sempre atravessando as barreiras entremundos, as duas irão se redescobrir, se reescrever e explorar os infinitos mundos dentro de si mesmas.



    O principal motivo para eu querer ler Além-mundos foi o seu escritor. Li Feios do Scott e me apaixonei por sua escrita. Então a Record leu os meus pensamentos e me enviou esse super-livro que assusta aos que não gostam de ler pelo seu tamanho rsrsrsrs.


    Além-mundos é um livro dividido em dois que serão narrados em capítulos intercalados nas que se misturam em vários pontos.

    Em um dos livros temos Darcy Patel, 18 anos, como protagonista. Ela conseguiu a façanha de escrever um livro em 30 dias e teve sua obra comprada por uma grande editora por uma pequena fortuna. Por causa disso, ela terá que se mudar para Nova York para se dedicar a revisão e escrita do segundo livro. Darcy não é uma protagonista muito carismática. Na verdade, toda a sua insegurança e inconstância me deixou um pouco sem paciência para certas atitudes ao longo da história.



    Darcy mente sua idade e não conta que ainda nem foi para a faculdade por medo de que as pessoas do seu novo círculo de relacionamento a achem infantil. Além disso, ela não acredita que será capaz de fazer as alterações no livro que a sua agente solicita, muito menos de escrever a continuação dele. Ela também se deslumbra facilmente com os seus novos contatos: escritores que ela quis conhecer a vida toda e garotas pouco mais velhas do que ela, mas que já tem certeza do que pretendem fazer na vida. E é no meio dessa indecisão toda que Darcy inicia o seu primeiro namoro: um relacionamento homossexual com uma colega escritora.

    “- A ausência de antigos amigos é possível suportar com serenidade. Mas mesmo uma separação momentânea após um primeiro beijo é insuportável. “

    A parte realmente legal são os relatos sobre o mundo editorial, como as coisas acontecem nesse mundo nem sempre glamoroso, as exigências das editoras e da mídia, as cobranças e os cumprimentos de prazo.

    “Ele beijou meus lábios, e uma onda de calor tomou meu corpo. Não só calor, mas também energia, uma força que despertou todos os músculos no meu corpo. O frio dentro de mim se aguçou. Eletricidade correu pelos meus nervos e pela pele.”

    No outro livro, que é o que Darcy escreveu, nossa protagonista é Lizzie, uma adolescente normal, cursando o último ano do ensino médio, filhas de pais separados. Pode-se dizer que Lizzie estava no lugar errado na hora errada. Ao voltar da casa de seu pai, esperando o avião, o aeroporto é vitimado por um ataque terrorista. Lizzie é a única sobrevivente pois consegue fingir tão bem que morreu que acaba atravessando para o além-mundo. Lá, ela conhece Yamahaj, o senhor do mundo dos mortos, um verdadeiro deus da beleza por quem ela se apaixona gradativamente, mas esse amor não será tão fácil. Além de descobrir que pode ver e falar com pessoas mortas e voltar para o além-mundo quando quiser. Ou seja, ela é um psicopombo.

    “... Acreditar não só é difícil, mas também perigoso...”

    Diferente de Darcy, Lizzie é uma garota decidida, forte, que enfrenta os seus medos para conseguir o que deseja. E o grande barato desse segundo livro é a alternância entre o mundo real e o além-mundo e suas revelações, seus segredos, suas regras e seus habitantes.

    Apesar de um ser um livro de mais de 500 páginas, a leitura é fácil e leve, sem confusões. Mas um pouco lenta e com excesso em detalhes em algumas passagens, nada que prejudique o desenrolar da história.

    Scott dá um show na criação dos personagens do livro. Principalmente dos coadjuvantes. Nisha, irmã de Darcy, é a irmã de exatas, gênia da matemática que organiza, à distância, as finanças de Darcy. Mindy é o fantasminha/amiga de infância da mãe de Lizzie, que mora no armário dela e a quem Lizzie vai ajudar.


    Recomendo para quem gosta de um Ya, com toques de sobrenatural e um pouco de drama. E, principalmente, para quem quer saber sobre o mundo editorial.


    13 comentários :

    1. Eu gostei do enredo do livro, achei bem interessante o autor mostrar como um escritor se envolve com sua história e as dificuldades que enfrentam no mundo editorial, e ainda nos proporcionar a chance de conhecer o livro que esta sendo criado e conhecer a outra personagem, ainda não li Feios, mas mesmo assim só leio elogios a escrita do autor, e acho que ele conseguiu criar um livro grande e fluido, quero ler

      ResponderExcluir
    2. Oi Dri,

      O livro me atraiu pelo fato de ser único e eu ainda não ter lido nada do Scott. E claro que também esse vislumbre do funcionamento do mercado editorial. Para nós leitores muita coisa da vida de um autor fica na obstruidão e acredito que esse livro não revele tudo, mas dê uma boa noção.
      Acho que será a estória da Lizzie me agradará mais e confesso que estou bem mais curiosa por essa parte, depois de sua resenha.

      Bjs

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Ser livro único é sempre bom! Principalmente quando ele tem mais de 600 páginas! rsrsrsrs

        Concordo com vc que o livro não deve revelar tudo da vida de escritor, principalmente pq a Darcy é uma adolescente e tem as peculiaridades da idade.

        Ah, a melhor história tb p mim foi a da Lizzie.

        Excluir
    3. Meu primeiro contato com a história foi no mochilão, e me interessou muito! Esperei sua resenha e (com minha aversão, vulgo inutilidade com blogs) acabei perdendo quando saiu. Mas ontem lembrei que queria ver sua resenha dele e confesso que me interessei mais ainda. ;)

      ResponderExcluir
    4. Ah, e lógico, ele vai pra lista de prioridade de compra da Bienal! :D

      ResponderExcluir
    5. Olá!
      Nunca li nada desse autor. Sua resenha está ótima, mas apesar de suas palavras e de parecer uma leitura interessante, não me chama a atenção. Então, deixo passar a dica. Talvez em outro momento venha a ler. Obrigada. Beijos.

      ResponderExcluir
    6. eu ainda não li nada do autor, apesar de ter visto muitos elogios com a outra série dele. fiquei super curiosa com esse livro justamente por causa da alternância entre os "mundos" é como se fosse dois livros em um só
      valeu pela dica

      ResponderExcluir
    7. Li com um certo receio de você ter me dado alguns detalhes da história a mais, mas a resenha está bem dosada e com detalhes na medida. Eu particularmente adoro os calhamaços de mais de 400 páginas isso já me encanta (sou doida sim). além disso a parte de entender um pouco mais o mundo editorial também me deixa curiosa!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Dri,

        tenho q confessar que livros desse tamanho me desafiam tb!

        Excluir
    8. Oi!
      Já li uma serie do autor que gostei muito e assim que vi esse livro fiquei bem interessada, uma das coisas que mais gostei nessa historia e termos um livro dentro de um livro e como as duas historia são bem diferentes, também achei bem interessante esse mundo editorial que tem me deixando bem curiosa, se tiver oportunidade quero ler esse livro !!

      ResponderExcluir
    9. Eu estou desejando fortemente esse livro pelo autor também ahahah É claro que ssaber sobre o mundo editorial e o romance lésbico é um plus a mais, mas é verdadeiramente desejado por causa de feios heheheh Achei sensacional a habilidade q ele teve de, na verdade, escrever dois livros em um né? E eu aqui querendo escrever só umzinho ehehe

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!