• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Lendo com a Dani: A garota italiana, Lucinda Riley - @Arqueiro

    Uma inesquecível história de amor, traição, paixão, obsessão e música.
    Aos onze anos de idade, Rosanna Menici conhece o cantor Roberto Rossini, uma estrela em ascensão no mundo da ópera italiana - e o homem que mudaria sua vida para sempre. Incentivada - e apaixonada - por ele, Rosanna passa a se dedicar ao estudo do canto lírico, torna-se cantora profissional, e logo os dois se encontram nas salas de concerto mais famosas do mundo, dividindo não só o palco como também o mesmo destino.
    Com seu talento incomum para descrever ambientes e evocar sensações e sentimentos universais, Lucinda Riley nos leva a acompanhar a trajetória de Rosanna, desde os bairros pobres de Nápoles até os teatros mais glamourosos do planeta, trazendo à tona, com sua prosa inconfundível, as alegrias, tristezas, frustrações, decepções e redenções do amor.

    A garota italiana (Aria)
    Autora: Lucinda Riley
    Editora Arqueiro (2016)
    464 páginas


    A garota italiana, ou originalmente: Aria, foi o primeiro livro da autora a ser publicado, e por ideia dos seus editores teve uma nova publicação.

    Só posso dizer: "Obrigada editores/agentes literários da Lucinda Riley!"

    Esse livro merecia emergir da poeira do sótão dela com toda certeza.
    Aria foi publicado em 1996 sob a assinatura de Lucinda Edmonds e, recentemente, como a autora conta no início do livro, houve interesse de seus agentes/editores de reviver suas obras iniciais.

    Modesta como é, ela ainda pede desculpas por ter sido um dos primeiros, e eu digo: "Lucinda Riley desde a primeira publicação você é perfeita no que faz. Ser escritora é o seu destino e ler seus livros, o meu."

    Para esse relançamento, a autora releu tudo e fez algumas alterações para deixar a obra mais atual.

    A garota italiana retrata a história de Rosanna Menici no ano de 1966, com seus dez para onze anos. Uma garota ofuscada pela beleza da irmã mais velha e que possui uma linda voz. 

    A família de Rosanna é bem como vemos nos filmes: barulhentos, festivos, amorosos, intensos. Marco é centrado em seu trabalho, manejando as massas de pizza e dando ordens. Antonia por sua vez é agitada e carinhosa.

    Mas da família Mecini meu favorito é Luca, um rapaz gentil, educado, tão amoroso e compreensivo. O irmão que todos iriam amar ter: está sempre pronto a ouvir e ajudar.

    Carlota, por sua vez, soou frívola demais, preocupada com seus encantos e interessada apenas em si.

    Rosanna está acostumada a ser deixada á sombra de Carlota, mas isso muda no dia em que Roberto Rossini vai á festa dos pais no restaurante da família Menici e ouve a garota cantar Ave Maria. Diante da pureza daquela voz o cantor esquece até de olhar para Carlota.

    Daí surge o amor de Rossana por Roberto, um homem mais velho que ela dezessete anos. Ouvindo o conselho de Roberto, a garota sonha que um dia poderá cantar a seu lado se tiver aulas para modular sua voz e treinar bastante.

    É então que Luca surge como o anjo dela, como os pais não acreditam que a irmã tem potencial, ele dá um jeito.

    E eu queria abraçar o Luca por isso, por tanto amor e empenho.

    O livro dá umas avançadas no tempo de maneira moderada e sem que nos deixe perdidos.

    Vocês precisam ler para ver como Luca e Rosanna conseguem chegar até Luigi, que será professor dela.

    Depois disso ocorrem situações que afetam bastante a família Menici, mas são ocultadas de Rosanna por ser jovem demais, ela sofre uma perda tão perto de conseguir ingressar na famosa Escola de Música do Scala. E o quesito família está sempre presente nas decisões, nos medos, nos desejos. Uma base tão sólida e bonita de acompanhar.

    Roberto Rossini é um canalha egocêntrico, um Don Juan que não quer relacionamentos e deixa sua ambição subir a cabeça ao ponto de relegar sua família. Ao longo dos anos Rosanna acompanha a carreira dele enquanto batalha pela sua. E quando o destino os coloca lado a lado, o inevitável acontece.

    Lucinda colocou tanto sentimento, tantas mudanças e reviravoltas que a cada minuto temia e ansiava pela próxima linha, a nova virada de página.

    Adorei os personagens bem construídos, com caráter tão bem definido que tornou fácil aceitar suas atitudes, seus erros, suas fraquezas.

    Amei a Abbi, que estuda com a Rosanna e acaba apaixonada pelo Luca, o relacionamento deles me deixou tão enervada, e vocês só entenderão após ler, não posso contar.

    Mas digo, com sinceridade, que torci mais por eles do que pelo casal principal.

    A garota italiana é intenso como o povo italiano, tem amor ao extremo, tem decepções, tem segredos e frustrações, tem culpa e perdão.

    É um romance pungente, que vai extrair o melhor e o pior de cada um dos mocinhos, com vilões que irão deixar seus cabelos arrepiados diante do que podem fazer.

    Antes dos pulos no tempo tem trechos da carta que Rosanna está escrevendo para Nico e servem como uma introdução ás mudanças que podem ocorrer naquele trecho. Ficou muito bom, e ajudou bastante a me situar durante a leitura.

    Li rapidamente e desejo de coração que o Luca tenha um livro para si, mas isso não passa de um devaneio meu, até porque não há pontas soltas.

    Leiam e preparem-se para um carrossel de emoções com lindos cenários.

    Um livro que vai fazer você questionar qual o limite entre o amor e a obsessão? 



    14 comentários :

    1. não acredito, você já leu?! Tô louca para ler... ainnn quero.
      Acho a Lucinda uma escritora fabulosa... romancista de primeira, até mais do que algumas que são bem mais destacadas que ela... Espero que muita gente possa ler Lucinda Riley...
      Esse livro tá uma fofura...eu preciso ler!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi Adriana, meninaaaa eu li tão rápido que nem deu para coletar umas citações legais. kkkk
        Lucinda é maravilhosa é minha autora favorita. Devoro tudo. Também espero que mais pessoas conheçam o trabalho dela.
        Obrigada.

        Excluir
    2. da primeira vez que eu vi falar desse livro e deixei passar.
      mas confesso que agora com a sua resenha eu fiquei curiosa, achei interessante saber que as descrições da autora são intensa e a familia dela é bem italiana
      tvz eu dê uma chance

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Mariana, menina com a Lucinda não tem talvez... se joga que não tem erro!!!
        Espero que leia e volte para contar o que achou!
        Obrigada.

        Excluir
    3. Só li uma livro da Lucinda e tenho um na fila. Me decepcionei com a autora, gente era tanto desencontro que eu queria jogar o livro longe. rsrsrsrs Mas gostei da escrita dela. kkkkkkkkk
      Esse livro em particular tenho um pouco de medo. Pois foi o primeiro e uma blogueira que acompanho e tem o mesmo gosto que eu achou que a autora pecou em algumas coisas. Mas só agora estou sabendo que esse é o primeiro livro que ela escreveu então dá para compreender.
      Eu quero ler mais livro da Lucinda, mas esse não é uma prioridade no momento. Que bom que para você a autora não desapontou.

      Bjs

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Thiana que triste vc ter se decepcionado. Eu gostei bastante deste livro, embora o casal principal não seja o motivo mais forte.
        Obrigada.

        Excluir
    4. Olá!
      Nunca li nada da autora. Não é muito o estilo de leitura que eu goste, mas lendo sua resenha tão positiva sobre a obra, talvez venha a adar uma chance a leitura, se tiver oportunidade. A capa está bonita e sua resenha, ótima. Beijos.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Márcia este é um livro para quem não quer apenas flores. A Lucinda adora intercalar passado e presente e isso me encanta.
        Obrigada.

        Excluir
    5. Não li nenhum livro da autora, mas pela resenha e pontos positivos tenha certeza que irei amar! Principalmente pela autora conseguir manter os traços italianos e não deixar pontas soltas, que são aspectos que gosto bastante, espero ler o livro e que seja uma leitura agradável

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Maria Fernanda esses italianos são bem caprichados. Espero que te agrade a leitura.
        Obrigada.

        Excluir
    6. Oi!
      Ainda não li nada da Lucinda Riley, mas estou com um livro dela para ler e lendo a resenha gostei muito desse livro que me conquistou, adorei a Rosanna que logo na resenha já estava torcendo por ela, estou bem curiosa para descobrir o que ira acontece com personagem e também adorei o Luca !!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi Suzana espero que leia em breve e goste do estilo da Lucinda.
        Obg.

        Excluir
    7. Eu não gosto de romances. Maaas sempre que eu vejo um livro da Lucinda meus olhos chegam a brilhar. Conheci a autora por A Rosa da Meia Noite (é dela, né? ahahaha ando confundindo autores) e desde então me apaixonei pela autora. Acho incrivel como ela consegue lida com passagem de tempo eamadurecimento de personagens e coisa assim. Espero poder acompanhar essa história logo

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi Fernanda, bem, os livros dela são romance mas não açucarados. Eu amooo A rosa da meia noite, é dela sim e meu xodó. :)
        Obg.

        Excluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!