• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Leitura da Drica: Tá Todo Mundo Mal, Jout Jout - Cia. das Letras


    Do alto de seus 25 anos, Julia Tolezano, mais conhecida como Jout Jout, já passou por todo tipo de crise. De achar que seus peitos eram pequenos demais a não saber que carreira seguir. Em Tá todo mundo mal, ela reuniu as suas "melhores" angústias em textos tão divertidos e inspirados quanto os vídeos de seu canal no YouTube, "Jout Jout, Prazer".
    Família, aparência, inseguranças, relacionamentos amorosos, trabalho, onde morar e o que fazer com os sushis que sobraram no prato são algumas das questões que ela levanta. Além de nos identificarmos, Jout Jout sabe como nos fazer sentir melhor, pois nada como ouvir sobre crises alheias para aliviar as nossas próprias!

    Tá Todo Mundo Mal
    O livro das crises
    Jout Jout
    Ano: 2016 
    Páginas: 200
    Editora: Companhia das Letras


    Não sou ligada em Youtube/Youtubers e, portanto, nunca tinha ouvido falar na Jout Jout até ver uma propaganda da Vivo com ela. Achei ela super-engraçada, mas meu interesse parou por aí. Mas não resisti ao título do livro. Em um mundo onde todo mundo quer ficar bem, onde a maioria dos livros, mesmo que traga uma dose de sofrimento, sempre termina em um final feliz e outros tantos proclamam receitas para ser feliz, declarar que Tá Todo Mundo Mal, no título de um livro é, no mínimo, um ato de extrema coragem. E aí não tinha como deixar passar!


    Jout Jout vai falar da vida real. De como as coisas realmente acontecem na vida de um ser humano comum como eu, como você e como ela também! Ela desmistifica a ideia de glamour que vem associada a vida de qualquer pessoa que se torna famosa seja por qualquer motivo, mostrando que as dúvidas e as ‘cagadas’ são frequentes a essas pessoas também! É uma puxada de tapete a cada capítulo.



    Adorei a simplicidade do livro em ter prefácio do Caio Franco, namorado da Jout Jout, e apresentação escrita pela mesma. Nada de escolher um nome famoso para respaldar sua obra. Se você quiser ler, vai ser pelo nome da autora, por curiosidade ou por sua conta e risco. Mais um ato de coragem!

    “Sem crises parece que você não se transforma. E, se você não muda, você para.”

    As crises variam das mais simples como a escolha de uma roupa às tipo ‘drama de vida’, tal como o que fazer na faculdade. Fala das dúvidas da adolescência, relacionamentos, crises de identidade... Os seja, é impossível não se sentir retratado em algumas das crises da Jout Jout. 

    Mas apesar de falar de crises, elas são tratadas sem sofrimento. O que a autora traz é um olhar crítico e debochado sobre os seus dilemas. E se você já assistiu a Jout Jout, vai ler como se ela estivesse falando com você, e isso vai fazer com que você se pegue rindo também das suas crises, percebendo que a gente não deve levar tudo tão a sério. Ah, e faz com que você sinta mais normal!


    2 comentários :

    1. Olá!
      Não acompanho nenhum canal de Youtubers e não tenho interesse em livros dos mesmos. Não é preconceito, simplesmente porque são assuntos que não tenho curiosidade em ler. Mas para os fãs e seguidores, com certeza será sucesso. Resenha muito bem explicada, como sempre. Beijinhos.

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!