• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • À convite: Mylena Suarez - Sra. Poe, Lynn Cullen - @Record

    Um escritor e seus demônios, uma mulher e seus desejos, uma esposa e sua vingança
    1845: O Corvo, de Edgar Allan Poe, alcança os padrões de perfeição literária e está no auge da moda – sucesso com o qual uma poetisa esforçada como Frances Osgood só pode sonhar. Apesar de não ser grande fã dos escritos de Poe, ela vê com entusiasmo a chance de conhecê-lo e, em um sarau literário, fica atraída por sua magnética presença – e pela surpreendente revelação de que ele admira o seu trabalho. Flerte e sedução culminam em um romance proibido. Mas quando a frágil mulher de Edgar insiste em se tornar amiga de Frances, o relacionamento se torna tão ambíguo e tortuoso quanto um dos contos de Poe. Inspirado na vida e na escrita de Poe e Osgood, e baseado em autênticos detalhes históricos, Sra. Poe é uma história de tragédia e perda envolta em uma aura de paixão e vitalidade.
    Sra. Poe
    Lynn Cullen 
    Ano: 2016
    Páginas: 400
    Editora: Bertrand Brasil


    Primeiro quero começar agradecendo à galera do Minha Velha Estante pela oportunidade de resenhar para eles e ainda por ter a chance de ler um livro que me surpreendeu muito. Vamos lá….

    O livro é narrado em primeira pessoa pela poeta Frances Osgood que, diante do sumiço do marido, se vê morando de favor na casa de uma amiga e tendo que sustentar as duas filhas do casal. Ela tenta, sem sucesso, vender seus poemas para uma editora que a sugere escrever coisas mais misteriosas e macabras por conta do sucesso do poema “O Corvo”, de Edgar Alan Poe. Ao ler o poema, ela fica indignada em ter que escrever algo semelhante.
    "Comecei de novo, do começo, com a esperança de compreender como essa composição tola havia capturado a imaginação do público leitor.”
    Porém, ao ver o enorme sucesso que ele estava tendo com a obra, aproveitou a oportunidade de conhecê-lo em uma das reuniões de um grupo de intelectuais. À primeira vista, ela continuou sem entender porque ele gerava tanta comoção por onde passava.
    “ Ele deixou seu lindo e terrível olhar recair sobre mim. Por mais desconfortável que me sentisse, recusei-me a desviar o olhar. Não deixaria esse poeta de segunda categoria, por mais popular que fosse, me assustar. Ele colocava uma perna de cada vez na calça, como qualquer outro homem.”
    A partir desse momento, eles sempre se encontravam casualmente em várias reuniões, Poe, com a desculpa de que sua esposa estava fascinada pela obra da poeta, começou a se aproximar cada vez mais desta e, aos poucos, ambos foram descobrindo muitos pensamentos e gostos em comum. O que era apenas uma admiração se transforma em flerte e deste percebemos a forma sedutora em que ambos começam a se comunicar.

    Obviamente que essa situação em nenhuma época da humanidade é vista de forma trânquila, muito menos na alta sociedade nova iorquina de 1845. Então, gradualmente, esse relacionamento proibido vai se tornando perigoso para ambos, bem perigoso, diga-se de passagem, pois Frances começa a sofrer alguns atentados e, perdida, não consegue saber em quem acreditar. Além da esposa de Poe, existe um outro elemento criador da intriga, o Reverendo Griswold, inimigo confesso de Poe e apaixonado pela poeta.

    Lynn Cullen, na minha opinião, conseguiu reunir o quê de melhor encontramos em um romance com vários elementos que nos remete aos detetives clássicos, como Sherlock Holmes, criando uma atmosfera de suspense e tensão. Com uma escrita fluida, bem elaborada e leve, a escritora nos mostra um retrato da sociedade da época com suas festas, distorções sociais, fofocas e glamour.

    Para mim, a base de todo o livro está nas três frases que aparecem na capa:
    Um escritor e seus demônios.
    Uma mulher e seus desejos.
    Uma esposa e sua vingança.
    É exatamente isso, um escritor misterioso e sisudo se apaixona por uma mulher vulnerável e carente apesar de ainda casado com sua prima doente. Prato cheio muita história, né? Pois é, muita história boa e envolvente.

    Elementar, meu caro leitor.

    Interessante que o fato de saber que a história foi construída com base em pessoas reais, dá um ar verídico ao livro. Obviamente que eu, curiosa que sou, fui pesquisar um pouco mais sobre a vida trágica de todos esses personagens tão controversos e que foram apresentados sob uma aura romântica e envolvente. Descobri que nada existe de comprovado, apenas suposições baseadas nas cartas e poemas trocados por Poe e Osgood, mesmo assim ao ler o livro fiquei com aquela sensação de que era uma obra biográfica e torci muito pelo amor do casal.

    Gosto muito das edições da editora Bertrand que usa páginas amarelas, um miolo de fácil manuseio e uma diagramação agradável para a leitura. Só pecou um pouco nos erros de digitação, mas nada que comprometesse a magia da história.

    Recomendadíssimo.
    Beijos,
    Myl

    10 comentários :

    1. Eu não curto muito livros desse tipo. Apesar da resenha ser boa e o livro parecer interessante, não é meu estilo.

      ResponderExcluir
    2. Também li este livro, concluí a leitura no final de semana e me surpreendi por ter gostado tanto. Os elementos foram muito bem construídos, e o mistério é bastante envolvente. Foi muito legal conhecer o desenrolar desta história, e seus personagens. Que família louca a do Poe, kkkkkkk.

      ResponderExcluir
    3. Olá.
      Estou curiosa para ler esse livro. Achei a premissa muito interessante e uma história envolvente e inteligente. Gostaria de ler!
      Sua resenha está muito bem elaborada. Dica anotada. Obrigada.
      Beijos.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. obrigada ,marcia....leia que não vai se arrepender...bj

        Excluir
    4. oie, drica...muito obrigada pela oportunidade e pelo carinho....

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. A Equipe MVE que agradece a sua participação aqui na nossa casa.

        Excluir
    5. Que legal esse tipo de livro que usa pessoas reais como base, não é? É tipo uma fanfic doida e oficial haahha. Não conhecia o livro, mas saber da premissa, fiquei bem interessada. Vou procurar saber preços agora mesmo.
      Um abraço!

      http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    6. Mylena!
      Gosto muito de livros baseados em fatos reais e ainda mais de pessoas ilustres no mundo literário.
      Fiquei bem interessada em saber como terminará esse triÂngulo amoroso.
      “Não há nada que faça um homem suspeitar tanto como o fato de saber pouco.” (Francis Bacon)
      cheirinhos
      Rudy
      http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
      TOP Comentarista de NOVEMBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

      ResponderExcluir
    7. Não fiquei interessado em ler este livro,a história é interessante por abordar fatos realísticos mas parece ser mal construída.Beijos.

      ResponderExcluir
    8. Olá!
      Adorei o enredo, acho q por ser um gênero q eu curto, ajudou bastante me interessar pela obra, vou anotar a dica!
      Bjs!

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!