• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • À convite: Neyla Suzart - Doce Sedução, Halice FRS


    Fascinado pela jovem jornalista Danielle Hall, desde que a viu no Central Park, o vampiro Ethan McCain não mediu esforços até atraí-la. Arrogante, acreditou que a descartaria depois que a possuísse. Porém, se apaixonou, antes mesmo de conquistá-la.
    Agora, após desencontros, erros e acertos, estavam próximos, mas a humana ainda não lhe pertencia. Seria preciso despertar em Danielle a mesma paixão, para que aceitasse viver eternamente ao seu lado. Ethan ainda deveria aprender a lidar com seus próprios sentimentos, como a passionalidade e a insegurança, sensações potencializadas, que dificultavam a revelação sobre sua imortalidade e abalavam sua liderança sobre os demais vampiros do grupo, deixando todos vulneráveis ao inimigo cada vez mais próximo.
    Doce Sedução
    Amor imortal # 2
    Ano: 2017
    Páginas: 312
    Editora: Ler Editorial

    Vamos falar de coisa boa? Vamos falar de... vampiros! E nem me venha fazendo biquinho, afinal, todo mundo já teve sua fase de amar esses livros, ainda mais quando houve aquele "bum!" de livros de vampiro e eles viraram uma febre. Eu também tive essa fase e, embora a febre tenha diminuído com o tempo, eles ainda me chamam atenção. Tanto que, quando Drica falou desse livro, fiquei curiosa e resolvi me jogar na leitura. E valeu a pena!

    Doce Sedução é o segundo livro da série Amor Imortal. O primeiro livro, Obsessão, já foi resenhado aqui no blog pela Vic. Portanto se você ficou curioso pra saber a respeito dele é só clicar aqui. Aproveito pra avisar que tentei o máximo possível ser sucinta e trazer mais minha opinião a respeito dele, já que falar demais da trama iria tocar em pontos essenciais do primeiro livro e não quero dar spoillers.

    Neste segundo livro, vamos acompanhar uma verdadeira luta de sentimentos. De um lado temos Ethan, que está disposto a tudo para conquistar Dana. Do outro, temos a nossa mocinha, que está cada vez mais confusa em relação ao que sente. O fato é que Ethan mexe demais com seus sentimentos, faz com que ela deseje estar ao seu lado, vê-lo, tocá-lo. E eu não culpo a moça, afinal de contas, ele é um belo pedaço de mau caminho. Contudo, lá no fundo, ela sabe que se envolver com ele é perigoso demais e que se afastar seria o mais sensato a fazer.

    O caso é que Ethan sempre agiu com pura arrogância e, por ser um vampiro poderoso, achava que poderia fazer tudo que bem entendesse. Contudo, ele acabou se envolvendo demais com Dana e, o que antes parecia ser apenas uma forte obsessão, acabou virando algo mais. E agora, decidido a tê-la pra si, ele terá que redobrar seus esforços para conseguir aquilo que mais deseja,


    Diferentemente do primeiro, encontramos aqui um Ethan muito mais maduro, ciente de suas atitudes e das consequências que eles podem trazer a Dana. No livro anterior o achei inconsequente e mimado, o tipo de homem que está acostumado a ter tudo sempre à sua disposição e que não aceita um não como resposta. Em Doce Sedução ele se mostra mais ponderado e isso me agradou bastante. A arrogância continua a mesma (e acredito que se ele se tornasse mais humilde perderia muito da sua essência), bem como o charme e a sedução, que são suas características mais fortes.

    Já Dana se mostrou confusa em boa parte do tempo e temerosa de que pudesse, mais uma vez, se magoar. E eu, sinceramente, não tiro a razão dela. Contudo, mesmo estando temerosa, ela não consegue tirar Ethan do pensamento, é algo que acaba se tornando maior que ela.

    A narrativa em terceira pessoa é bem fluida e a autora consegue manter um ritmo constante em boa parte da história. Achei algumas passagens descritivas demais e foram justamente elas que comprometeram a agilidade já mencionada na frase anterior. A história é boa, tem romance, sedução e ação na medida. Contudo, faltou algo mais pra me fisgar por inteiro e acho que isso se deve ao fato de, apesar de ter gostado dos personagens, não ter conseguido me conectar a eles de uma forma mais plena. Também encontrei alguns erros de revisão e isso me incomodou bastante.

    No geral, Doce Sedução é uma boa continuação, que mescla romance e fantasia de uma forma interessante e atrativa ao leitor. Muito embora conserve em suas páginas aquele velho e bom clichê que tanto amamos, ele consegue trazer um diferencial dos livros de vampiros lançados ultimamente. Recomendo.


    10 comentários :

    1. Mas qual bom romance não tem um bom e velho clichê?
      Apesar de ter lido poucos livros a respeito de vampiros apaixonados eu até que curto bastante, gostei da resenha e gosto das historias fluidas concerteza eu daria uma chance mas a minha lista de espera está um poco grande vou dar uma chance mais na frente.
      Abraços!!!

      ResponderExcluir
    2. Oi Neyla, eu acho que a febre ainda não me deixou rsrs, pois volta e meia tô lendo um livro sobre vampiros e tenho que dizer que gosto da maioria que li, mas não me lembro de já ter visto um vampiro ser classificado como inconsequente e mimado, e não consegui decidir se isso é bom ou ruim :) Assim acho que não leria agora, mas achei a dica interessante e pode ser que mais a frente eu opte por ler a série ;)

      ResponderExcluir
    3. Neyla!
      Sou e serei uma eterna apaixonada pelos vampiros, depois dos anjos, são os seres fantásticos que ais amo e admiro.
      Ver um vampirão arrogante se render aos caprichos de uma humana, é uma delícia, ainda mais quando ele tem de pensar não apenas em seduzi-la, mas também em como se manter na posição de superioridade.
      Adoro os romances sobrenaturais.
      “ O amor é a sabedoria dos loucos e a loucura dos sábios.” (Samuel Johnson)
      cheirinhos
      Rudy
      http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
      TOP COMENTARISTA ABRIL especial de aniversário, serão 6 ganhadores, não fique de fora!

      ResponderExcluir
    4. Adoro historias com vampiros pra mim essa fase não passa rs. Apesar de gostar deles não sei se leria o livro, pois achei que faltou algo adoro um diferencial e não percebi na resenha, gosto de reviravolta entre outras coisas pois combina mais com esses seres. Apesar dos esforços do personagem para conquistar a mulher deve dar uma animada na leitura.

      ResponderExcluir
    5. Bem,gosto de romance e de uma boa fantasia, e por essa razão tenho vontade sim de ler o livro.:)
      E muito antes da modinha dos vampiros,sou louca por histórias em que eles estão. Mas claro,quando a trama é muito boa.
      Bem,
      e esse vampiro vai ter que conter seu machismo para conquistar a Dana não é? !

      ResponderExcluir
    6. Olá! Não conhecia o livro e já gostei do enredo, adoro o gênero, espero conseguir ler, fiquei curiosa pra conhecer.
      Bjs

      ResponderExcluir
    7. Olá,
      livro incrivel com um bom clichê, adorei a resenha, a trama principalmente essa historia, desse dois casais..não li ainda mas quero muito poder ler ele esse ano.!

      ResponderExcluir
    8. Olá.
      Gostei muito da resenha. Sinceramente não é um estilo de leitura que eu tenha o costume de ler.
      Mas quem sabe, um dia. Para quem curte esse gênero, com certeza a dica é ótima.
      Beijos.

      ResponderExcluir
    9. Esse não me chamou muita atenção, pelo que voce descreveu da personagem acho que eu não iria gostar muito dela por isso não pretendo ler.

      ResponderExcluir
    10. Oi!
      Já tinha visto esse livro antes, mas não é muito o tipo de livro com vampiro que gosto de ler, porém parece ser uma historia interessante, fiquei curiosa para poder ler a resenha do primeiro livro e poder conhecer melhor essa historia !!

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!