• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Lendo com a Dani: A casa da praia, Nora Roberts

    Advogado em Boston, Eli Landon acabou de passar por um ano intenso. Após ser inocentado pelo assassinato de Lindsey, sua ex-mulher, ele se muda para a casa desocupada de sua avó em Whiskey Beach: Bluff House, um casarão que há mais de trezentos anos atua como guardião inabalável do litoral... e de seus segredos. Tudo o que Eli deseja é um pouco de paz e tranquilidade para trabalhar em seu romance. Mas, quando chega em Bluff House, ele descobre que sua avó incumbira a casa e Eli aos cuidados da jovem vizinha, Abra Walsh. Eli acredita ser capaz de cuidar de si mesmo, mas, conforme se vê gradualmente cedendo às palavras amáveis e refeições apetitosas de Abra, os dois passam a se ver presos em um emaranhado que se estende por séculos e que tem seduzido aquele cujo maior desejo é destruir a vida de Eli de uma vez por todas.
    A casa da praia (Whiskey Beach)
    Autora: Nora Roberts
    Editora Bertrand Brasil
    476 páginas 



    Quem acompanha o blog, sabe que gosto muito dos livros da Nora Roberts!

    Estava procurando por dois volumes da trilogia “A Pousada” e acabei me deparando com este.
    Nora Roberts + Suspense? Precisava ler, e foi o que fiz num único dia.

    Além disso, não sei você, mas adoro quando o personagem é escritor! Vide minha resenha de “A História de Nós Dois”.

    “- Ele está escrevendo um romance, Heather.

    - Bem, eu sei que é isso o que ele diz. Ou isso é o que as pessoas dizem que ele diz, mas ele era advogado. O que um advogado sabe sobre escrever romances?

    - Não sei. Pergunte a John Grisham.”

    Eli Landon era um advogado com uma ótima carreira, mas o assassinato de sua esposa acabou com isso, pois ele foi tido como principal suspeito.

    A família de Eli é antiga, os Landon, são conhecidos em Whiskey Beach, tendo uma casa histórica sobre um penhasco de frente para o mar com o nome de Bluff House, que passa de geração em geração, três delas até o momento!

    A casa é envolta numa história de piratas: dizem que um navio naufragou, mas um tripulante sobreviveu e levou consigo todo o ouro. Seria mesmo possível?

    O fato é que Eli se afastou dos tribunais e passou a escrever livros, mas um ano não é o suficiente para livrá-lo do pré-julgamento das pessoas.

    Agora que sua adorável avó precisa que cuide da casa na praia, ele encontra um refúgio seguro no qual poderá deixar sua vida pessoal de lado. Ou nem tanto...

    Junto com Eli conheceremos Abra, uma vizinha amorosa com um passado a esconder, que está em Whiskey Beach para recomeçar a vida.

    Abra é bem ativa, e adorava Hester Landon, portanto cuida da casa e toma para si a tarefa de cuidar de Eli, que parece um morto-vivo antissocial.

    Nora Roberts é mestre em construir personagens cativantes e bem característicos. Além de gostar de casais improváveis que trocam diálogos para lá de interessantes, mesmo que sejam numa discussão.
    Acompanhar o positivismo de Abra indo de encontro ao negativismo de Eli é acima de tudo interessante.

    Nora nos permite acompanhar as mudanças que eles causam entre si.

    “- Tudo bem. Vou descer também para dar uns gritinhos femininos e lhe passar as ferramentas erradas. Você é meio desajeitado, mas acho que consegue pisar em algumas aranhas. O que é errado, eu sei, considerando o bom trabalho que elas fazem, mas eu tenho uma cisma com aranhas.
    - Eu posso fazer ruídos masculinos e pegar, eu mesmo, as ferramentas erradas. Você precisa dormir.”

    E mesmo de longe, Hester sabe quando e como agir. Tenho certeza que quem ler vai adorar essa senhorinha que coloca muitos jovens no chinelo quando o assunto é manter-se ativa!

    Aos poucos a autora desvenda o passado da família Landon, o que realmente houve com a esposa de Eli, o que pode assombrar uma pessoa tão vivaz quanto Abra.

    O livro é repleto de suspense, não sabemos bem em quem confiar e qual é a verdade!

    Li rápido por ansiar desvendar os segredos de todos.

    Os personagens secundários não podem ser deixados de lado, cada um com sua importância, nos mostrando que ainda é possível encontrar pessoas que se importem, que a ganância não leva longe, e que uma hora a verdade aparece.

    A casa da praia vai deixar você meio cismado, um pouco paranoico, mas ainda assim vai lhe fazer rir, torcer para que Eli seja inocente e que haja um final feliz para ele e Abra, porém não tenha pressa, no caminho deles existem muitos obstáculos e algumas reviravoltas que deixarão você surpreso ao ler.

    E ainda tem vários trechos para rir!



    10 comentários :

    1. Nora é uma escritora bem versátil e acho que por isso possui uma boa base de fãs e apesar de não me considerar uma fã (li muitos poucos livros), através dos poucos livros que li percebi que a escrita dela é bem cativante. Eu gostei da capa, da sinopse e da resenha e gostei muito de saber que o suspense é bom a ponto de ter te feito ler o livro rapidinho. Vou anotar a dica e ler assim que tiver a oportunidade ;)

      ResponderExcluir
    2. Dani, adoro os livros da autora. E para minha surpresa,você nos brinda com a resenha desse livro,que eu ainda não conhecia.
      Bem,gosto de um bom romance. Mas como boa curiosa que sou,gosto ainda mais de um mistério.
      E já estou aqui ansiando para conhecer a trama e descobrir os segredos dos personagens. :)

      ResponderExcluir
    3. A capa desse livro é tão encantadora quanto a escritora, amo conhecer mais de suas obras e a cada dia me apaixono mais, a história desse livro me surpreendeu.
      Abraços!!!

      ResponderExcluir
    4. Adoro suspense ainda mais dessa autora, gosto dos livros dela. Fiquei bem curiosa querendo saber o que aconteceu com a esposa do personagem e porque ele foi acusado, que mistério. Gosto quando tem esse clima de suspense envolta dos personagens e não sabemos em quem confiar e quem é culpado.

      ResponderExcluir
    5. Dani!
      Gosto muito também dos livros da Nora, justamente pelas personagens bem construídas, os cenários bem desenvolvido e ela sempre cria um tema, desenvolve e no final, tudo acaba em romance, fantástico.
      Boa Páscoa!
      “A sabedoria começa na reflexão.” (Sócrates)
      cheirinhos
      Rudy
      http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
      TOP COMENTARISTA ABRIL especial de aniversário, serão 6 ganhadores, não fique de fora!

      ResponderExcluir
    6. Oi!! Eu ainda não li os livros da Nora, tenho mta vontade de conhecer a escrita dela, mas pelo q acompanho, são excelentes!
      Bjs

      ResponderExcluir
    7. Oi.
      Faz muito tempo que não leio nada da autora, mas sei que seus livros são ótimos. Adorei essa dica, pois gosto muito de enredos com suspense! Vou querer ler!
      Parabéns pela resenha.
      Beijos.

      ResponderExcluir
    8. Olá,
      Essa autora Nora, e tão bem falada que fico com uma imensa curiosidade para querer ler alguns dos seus livros, a historia desse me deixa a desejar...É um romance tão lindo, eu achei, um personagem que é escritor? dever ser bem legal tenta ver um personagem como um exemplo dos nossos autores que amamos!

      ResponderExcluir
    9. Ainda não li nenhum livro da Nora Roberts, tentei ler um uma vez mas travei na leitura, mas quero tentar novamente, infelizmente esse livro não me chamou atenção, mesmo assim obrigado pela dica.

      ResponderExcluir
    10. Oi!
      Adoro os livros da Nora Roberts, estou lendo uma serie da autora, mas já pretendo ler esse livro dela quando acabar, fiquei bem curiosa para saber mais, parece ser uma leitura bem envolvente e adorei esse mistério e humor que o livro consegue trazer !!

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!