• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Lendo com a Dani: Ídolo Teen, Meg Cabot

    Não acontece muita coisa na pequena cidade de Clayton, em Indiana. Pelo menos não até a chegada da sensação do cinema teen americano, Luke Striker, à cidade. Jen Greenley, uma adolescente popular e boa em dar conselhos e resolver os problemas dos outros, é escolhida para ser seu cicerone pela escola. Ela é tão boa em dar conselhos e guardar segredos que se tornou a conselheira anônima do jornal da escola. Ainda que resolver os problemas dos outros não faça os seus - como o de não ter namorado - desaparecerem, mesmo assim é divertido.
    O único problema é que ninguém, fora Jen, pode saber quem ele é e que está em Clayton.... Manter a identidade de Luke em segredo; mentir para sua melhor amiga - fã número um do ator -; escrever uma coluna para o jornal do colégio; e paquerar um amigo que, a propósito, já tem namorada; é um pouco demais para Jen!
    Para completar, a presença de Luke na escola causa um tumulto tão grande que nem mesmo Jen sabe consertar. Em especial porque está totalmente envolvida na história! Será que Jen, a confidente de todas as horas, que sempre consegue ajudar todo mundo, vai aprender a seguir o próprio conselho, sair dessa e finalmente encontrar o verdadeiro amor?

    Ídolo Teen (Teen Idol) 
    Autora: Meg Cabot
    Editora Record 
    (Galera - 2007)
    272 páginas


    Um livro divertido, para ser lido de uma vez e que vai fazer você rir bastante, mas que não é apenas isso, ele vai abordar temas como bullying, direito a privacidade...

    Parece bobo, mas vem com ótimas lições, especialmente para o público adolescente, embora não apenas para ele. (A julgar por esta que vos fala).
    Jen Greenley é a típica garota comum, não é feia, mas não é linda, não faz parte da turma popular, mas não tem problemas com eles.

    Segundo palavras de sua melhor amiga, Trina, ela é a maionese (responsável por unir todos). Ou, em outras palavras, ela é diplomática!

    E neste livro a Meg realmente me pegou! Tal como em A Mediadora e Desaparecidos, gostei da mocinha logo de cara!

    Jen é calma, tenta ajudar a todos, está na turma responsável pelo jornal da escola, o Register; e, muito a contra gosto, faz parte dos Trovadores, o coral da escola Clayton. E estaria tudo bem desde que não houvesse necessidade de dança. 

    "- Madame. Vamos dançar? / - Desde que não tenhamos de usar mãos de jazz. / - Não tema. Liguei antes para verificar. Este evento é comprovadamente livre de mãos de jazz."
    E nisso eu me identifiquei com a garota. 

    Sendo a boa garota, ela está em alta com o corpo docente da escola e ganhou um cargo destinado a veteranos: ela é a Annie, de Pergunte à Annie, coluna de conselhos do jornal.

    Um cargo secreto que poucos sabem, até mesmo os docentes. E sai cada conselho engraçado e cheio de verdade!

    "Você não vai para o inferno. Você já está nele. Chama-se Ensino Médio."

    E em meio ao sequestro de Betty Ann, ela terá que lidar com uma notícia inesperada: Luke Striker está para passar duas semanas na escola Clayton, fazendo laboratório para seu próximo personagem, um aluno de segundo grau. (O rapaz de 19 anos é ator desde cedo e não frequentou a escola).

    Jen pensa que é uma péssima ideia, especialmente quando sabe do disfarce que será utilizado.

    "(...) Ele vai usar óculos, ninguém deve reconhecê-lo. / - Isso é ridículo - disse mamãe. / - Não sei por quê - Meu pai se virou(...) - Funcionou com o Clark Kent."

    Eu ri... Pois realmente, esse disfarce do Clark é ridículo...

    O que Jen não imagina é que a beleza de Luke Striker, ou melhor, Lucas Smith vai acabar balançando ela.

    O rapaz passa a segui-la de um lado a outro como uma sombra, uma linda sombra de olhos azuis e cabelos compridos. E, no fim das contas, mostra que não é apenas um rostinho bonito na tela.

    Só que, antes disso, ele vai ficar horrorizado com o bullying que Vera Vaca sofre todos os dias. Acreditem em mim, ser apelidada de vaca é menos traumatizante do que o que a pobre garota tem de aturar todo dia no refeitório.

    "- Sabe, quando me ofereci para esse troço, não esperava que fosse exatamente como a escola de Uma pequena casa na campina. Mas também não achava que seria uma ala de prisão num drama de TV."
    E diante de algumas atitudes de certos valentões e algumas patricinhas, o ator anuncia sem sombra de dúvida que Jen é mais que a maionese.


    "- A verdade - disse ele - é que eu acho que você é o molho especial."


    Será que Jenny Greenley vai ouvir os conselhos de Luke  e ser além da garota boazinha e melhor amiga de todos? Será mesmo que ela pode fazer algo para ajudar Vera e salvar Betty Ann? Ainda que para isso ela tenha que ir contra o valentão Kurt e deixar de engolir algumas verdades para evitar mágoas.


    Ídolo Teen vem falar de bullying, de quão difícil pode ser o ensino médio, e que por mais que possamos ganhar pontos deixando algumas coisas de lado, nem sempre é a melhor decisão.

    Temos o assunto sobre a importância da imprensa na vida das celebridades. E ainda assim teremos espaço para um romance fofurinha que é a cereja do bolo! 

    Os personagens são bem delineados e embora você possa pensar que é supérfluo, estará enganado. Cada um deles tem um papel de peso na trama.

    Uma leitura ótima e leve. E talvez algum dos conselhos da Annie sirva para você. ;)


    26 comentários :

    1. Dani, eu tenho uma paixão por livros bem adolescentes. Eles, na maioria das vezes, tem belas mensagens, são divertidos, fofos e mostram uma realidade que está além das páginas. O disfarce de Luke, de usar o óculos funcionou? Porque o de Clark Kent deu certo, mas é realmente ridículo! Hahá! Enfim, eu amei a dica de leitura!
      Bjos!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Alessandra, eu também adoro esse tipo de leitura, um gênero que aborda com leveza temas importantes.
        Pior que por mais ridículo que seja, o truque funcionou. Kkkk.
        Espero que leia.

        Excluir
    2. Difícil resistir á um livro em que cada frase se torna uma grande lição. Raramente leio livros que tem como cenário o ensino médio, mas vi na resenha diversos pontos que me chamaram atenção. Fiquei curiosa por mais detalhes de como a autora tratou o bullying na história.
      Beijos!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi Leonora esse livro é muito bom. Apesar de ser adolescente não é uma visão irritante com draminha desnecessário.

        Excluir
    3. Meg Cabot sempre consegue me pegar de jeitos com suas histórias.
      Faz muito tempo que tenho vontade de conhecer esse livro, parece ser uma história bem gostosinha e apaixonante.
      Gosto de histórias que retratam a época de escola e sinto que vou curtir ler essa obra.
      Fiquei bastante curiosa para conhecer o desfecho dessa história. Espero conferir em breve!
      Beijos
      Caroline Garcia

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. A Meg é ótima e acredito que vais gostar da Jen e se divertir com a trama.

        Excluir
    4. Oi.
      Nunca li nada da autora, pois não é um estilo de leitura que chame minha atenção.
      Mas quem sabe um dia eu venha a conferir, já que parece ser uma leitura leve e divertida.
      Obrigada pela dica.
      Beijos.

      ResponderExcluir
    5. Livro com temática adolescente e que aborda assuntos batidos como bullying não me chamam mais a atenção, eu até gosto da autora, li a série A mediadora durante minha adolescência e gostei bastante, mas acredito que envelheci para os seus livros kkk

      ResponderExcluir
    6. DAni!
      O assunto é muito importante e bem sério.
      Difícil demais para as pessoas que sofrem bullying.
      Já dei boas risadas com a resenha e espero poder dar ainda mais quando conseguir ler.
      A Meg Cabot é faculosa.
      Um maravilhoso final de semana!
      “Não saber é o que torna nossa vida possível.” (Lya Luft)
      Cheirinhos
      Rudy
      TOP COMENTARISTA DE JULHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
      http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi Rudy, realmente é complicado para as pessoas que têm de lidar com abusos verbais. E a Meg dá o recado com leveza.
        Obrigada

        Excluir
    7. Oi Dani!
      A Meg consegue passar esses temas pesados e ainda trazer uma leveza pra história. Tem assunto sério, humor, romance.
      Gostei da Jenny, ela parece ser bem engraçada kkk
      Ótimo para sair daquela ressaca literária.
      Obrigada pela indicação, Dani!
      Abc

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Exatamente isso Nayane, ótima opção pós ressaca, com leveza e bom humor.
        Obrigada

        Excluir
    8. Eu nunca li nenhum livro da autora, mas ultimamente tenho visto muitas resenhas dos livros dela e estou ficando cada vez mais interessada, o ultimo que eu vi foi de A mediadora que você citou e realmente parece ser bem fácil amar a mocinha kkk. Gostei dos temas abordados nos livros, o bullyng é algo que infelizmente vemos até hoje, e ja gostei de cara da Jenny e depois desse quote fofinho do molho especial ja shippo muito eles hahaha, fiquei curiosa pra saber se a jenny vai seguir os conselhos de luke , e esse quote do clark kent foi bem engraçado msm kkk, creio que vou dar altas risadas com o livro e espero que os conselhos de Annie sirvam para mim, quero muito ler .

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. A Mediadora é top! Mas embora a Jenny não seja de soltar o verbo logo de cara ela é adorável por ser o oposto da Suze, o que torna o crescimento da personagem ainda mais evidente durante a leitura.
        Espero que leia e goste!
        Obrigada

        Excluir
    9. Eu não conhecia este livro, nunca li nada da autora, mas quero ler A Mediadora e após ler sua resenha, quero ler este livro também, achei bem interessante a autora abordar o bullying, ainda mais por ser um livro mais para adolescentes, acredito que irei gostar da história deste livro, espero ler ele em breve.

      ResponderExcluir
    10. Olá!
      Já tinha lido algumas resenhas de livros dessa autora mas nunca li nenhum, mas já vi que alguns são bem encantadores. É difícil eu ler algum livro adolescente mas esse me encantou pela história, tem uma premissa bem maravilhosa e a autora souber aborda um tema bem legal e de uma forma interessante.

      ResponderExcluir
    11. Oi Dani ;)
      Adorei sua resenha!
      A Meg até hoje é uma das minha autoras favoritas, porque foi com os livros dela que comecei a gostar realmente de ler, então tenho sempre um carinho especial pelos livros dela.
      Já li Ídolo Teen e adoro. Na verdade acho que quase todos os livros dela já li kkkk
      Não lembro muito bem da história, pois faz anos que li, mas lembro que a Jenny é engraçada, assim como todas as protagonistas que a Meg cria *-*
      Mas A Mediadora sempre será minha série preferida dela S2
      Bjos

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Ah ninguém desbanca a Suze mesmo. Kkkk. Tenho que discordar do engraçada como todas, pq não achei a Victoria. Kkkk.
        Eu não li a série da princesa.
        Ídolo teen é muito bom.
        Obrigada

        Excluir
    12. Olá!
      Nunca li nada da Meg Cabot, mas pretendo começar por O Diário da Princesa.
      Gostei bastante da premissa desse livro, é muito legal debater sobre esse tema com os adolescentes.
      Beijos

      ResponderExcluir
    13. Dani, eu adoro histórias assim. Tem dias que eu só quero ler algo do tipo, pra desanuviar a cabeça. E nem ligo se é bobinho, o importante é divertir a gente, né?! Vou colocar na minha listinha!

      =)

      Suelen Mattos
      ______________
      ROMANTIC GIRL

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Ah Su, ele tem esse tom fantasioso (um ator numa escola? Uau), mas a mensagem é bem séria e na medida pra não causar reações extremas.
        Ótimo para um pós ressaca literária.
        Obrigada pela visita.

        Excluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!