• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Leitura da Drica: Confissões, Kanae Minato


    Seus alunos mataram sua filha. Agora ela quer se vingar.
    O mundo da professora Yuko Moriguchi girava em torno da pequena Manami, uma garotinha de 4 anos apaixonada por coelhinhos. Agora, após um terrível acontecimento que tirou a vida de sua filha, Moriguchi decide pedir demissão.
    Antes, porém, ela tem uma última lição para seus pupilos. A professora revela que sua filha não foi vítima de um acidente, como se pensava: dois alunos são os culpados. Sua aula derradeira irá desencadear uma trama diabólica de vingança. Narrado em vozes alternadas e com reviravoltas inesperadas, Confissões explora os limites da punição, misturando suspense, drama, desespero e violência de forma honesta e brutal, culminando num confronto angustiante entre professora e aluno que irá colocar os ocupantes de uma escola inteira em perigo.
    Com uma escrita direta, elegante e assustadora, Kanae Minato mostra por que é considerada a rainha dos thrillers no Japão.
    Você nunca mais vai olhar para uma sala de aula da mesma maneira.
    Confissões
    Seus alunos mataram sua filha. Agora ela quer se vingar.
    Ano: 2017 
    Páginas: 176
    Idioma: português 
    Editora: Vestígio

    Sou professora e tenho alunos terríveis... Não preciso explicar o porquê de querer ler Confissões, né???
    " Não entrei nessa profissão pelos motivos mais comuns - porque tive uma professora maravilhosa que mudou minha vida, ou coisa do tipo. Talvez eu possa lhe dizer que me tornei professora simplesmente porque nasci numa família muito pobre. (...) Muita gente passa a vida inteira reclamando que não conseguiu descobrir sua verdeira vocação. Mas a verdade é que a maioria de nós provavelmente não tem nenhuma vocação. Então o que há de errado em escolher aquilo que está bem na nossa frente e se dedicar de corpo e alma? Foi o que fiz, e não me arrependo de nada. "
    O livro conta parte da vida de Yuko Moriguchi, professora de adolescentes, não por vocação, mas por necessidade e porque a vida a levou a esse caminho, mas extremamente dedicada e responsável. Mãe solteira de Manami, que é morta por dois de seus alunos, ou seria apenas um?

    Abrindo espaço para uma discussão interessante sobre preconceito, Moriguchi nos conta que o pai de Manami abriu mão desse direito por ser portador do vírus da AIDS e acreditar que traria mais dificuldades e olhares atravessados para as duas assumindo a paternidade do que vivendo distante delas.

    Com apenas 4 anos, Manami fica sempre com uma cuidadora que mora nos fundos da escola. Mas quando a sua cuidadora está hospitalizada, e o seu cachorro está sozinho em casa é que Manami vira uma presa fácil para as maldades dos alunos de sua mãe. E depois de alimentá-lo, ela é encontrada morta na piscina da escola. 

    Como sabemos disso tudo??? Moriguchi reúne os seus alunos no seu último dia de aula, fala sobre seus motivos para se tornar uma professora, seus anseios, sua vida pessoal e sobre a morte de sua filha e a investigação que ela própria fez por não aceitar a versão da polícia de que foi um acidente fatal, revelando a toda turma que dois dos seus alunos mataram a sua filha e qual foi a sua vingança, já que não acredita na justiça nem nas leis do seu país.

    " Você consegue sentir o ar? A atmosfera em si? Se o ar está rançoso ou fresco, parado ou fluindo? Acho que o clima de um lugar é a soma da aura das pessoas que estão nele... "
    Dividido em apenas seis extremamente longos capítulos, sim, isso é uma crítica, e narrado alternadamente em primeira e terceira pessoa, o livro é bastante intenso e vai nos revelando, capítulo a capítulo coisas difíceis de aceitar e uma sucessão de maus entendidos que levaram à morte de Manami. 

    "... É impressionante como nosso cérebro consegue se lembrar das coisas, como nos apegamos a elas, mas, quando você escreve, é sinal de que pode se esquecer e não precisa mais guardar aquilo dentro de si. Lembre-se das coisas boas; escreva as ruins aqui e se esqueça delas. "

    A narrativa da história é eletrizante, duvido você conseguir largar o livro sem saber o que realmente aconteceu com todos os envolvidos, analisar todas as dúvidas que perpassaram a mente de Moriguchi antes de deflagrar sua vingança e a vida e justificativa de cada um dos culpados, diretos e indiretos. 

    Vingança é a palavra-chave, mas o livro não se limita a isso. Discuti temas polêmicos e te tira da sua zona de conforto fazendo com que você se coloque no lugar do outro. E posso te garantir, esse lugar não é nada confortável, mas te fará ter uma nova visão de toda a situação.


    6 comentários :

    1. Hey Drica! !
      Já tinha visto uma resenha desse livro e confesso que ele não me chamou atenção.
      Ele é muito forte e pesado e eu estou a procura de livros leves e tranquilos..

      Concordo com trecho que citou.. A maioria de nós não temos vocação.O que há de errado escolher aquilo que está na nossa frente e de dedicar de corpo e alma?

      ResponderExcluir
    2. Olá!
      Adorei essa dica! Ainda não conhecia o livro e amei a premissa.
      Adorei esse clima de suspense que o livro traz e fiquei super curiosa para saber quem e como foi.
      Vou anotar essa dica com certeza!
      Beijos

      ResponderExcluir
    3. Desde que li a sinopse deste livro na vitrine de lançamento da editora que me interessei pela leitura, exatamente para saber qual será a vingança desta professora em relação aos alunos matarem sua filha, e o que os levou a cometer este crime. Acredito que está estórias vem tratar de assuntos sérios, e reais, super ansiosa por ter meu exemplar em mãos.

      Participe do TOP COMENTARISTA de AGOSTO, para participar e concorrer Ao livro "Dois Mundos", o primeiro da série "Tesouros da Tribo de Dana" da escritora Simone O. Marques, publicado numa edição linda pela Butterfly Editora.
      http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    4. Parece ser interessante, só não gosto de capítulos longos. A historia deve ser muito comovente e até revoltante, além de mexer com os nossos sentimentos, fiquei angustiada só de ler a resenha e fiquei me imaginando lendo o livro. Intrigada estou do porque fizeram isso com a filha da professora, uma inocente.

      ResponderExcluir
    5. Drica!
      Imagino que seja um livro triste, pois aborda uma realidade diferente da nossa, onde as mulheres/mães solteiras são bem desvalorizadas.
      O que me deixa um pouco acabrunhada para fazer a leitura é que não gosto muito do tema vingança, acho deprimente e mesmo sabendo que a protagonista deva ter sofrido muito, não acredito que seja motivo para tentar se vingar de quem matou sua filhinha.
      "...Aceite com sabedoria o fato de que o caminho está cheio de contradições. Há momentos de alegria e desespero, confiança e falta de fé, mas vale a pena seguir adiante..."(Paulo Coelho)
      Cheirinhos
      Rudy
      TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

      ResponderExcluir
    6. Adoro livro de suspense e a sinopse do livro me deixou muito curiosa pra saber mais sobre essa trama. Gostei do fato que a historia é envolvente e que tem um enredo bom apesar das poucas páginas – algo que suspeitei quando vi o tanto de páginas. Gostei de sua resenha, beijos.
      E é claro vou adicionar na minha lista 

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!