• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Leitura da Drica: Tudo e Todas as Coisas, Nicola Yoon


    Tudo envolve riscos. Não fazer nada também é arriscado. A decisão é sua.
    A doença que eu tenho é rara e famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Não saio de casa. Não saí uma vez sequer em 17 anos. As únicas pessoas que eu vejo são minha mãe e minha enfermeira, Carla.
    Então, um dia, um caminhão de mudança para na frente da casa ao lado. Eu olho pela janela e o vejo. Ele é alto, magro e está todo de preto: blusa, calça jeans, tênis e um gorro que cobre o cabelo. Ele percebe que eu estou olhando e me encara. Seu nome é Olly.
    Talvez não seja possível prever tudo, mas algumas coisas, sim. Por exemplo, vou me apaixonar por Olly. Isso é certo. E é quase certo que isso vai provocar uma catástrofe.
    Tudo e Todas As Coisas
    Nicola Yoon
    Ano: 2017
    Páginas: 280
    Idioma: português
    Editora: Arqueiro
    "De uma coisa eu tenho certeza: a vontade só leva a mais vontades. Não há limites para o desejo."

    Tenho esse livro a quase 1 ano, mas só resolvi ler ele ao saber que ia virar filme: não queria ver o filme antes de ler o livro para não perder o encantamento de criar meus próprios personagens.

    Se você acompanha o blog, sabe que os romances docinhos não são o meu estilo. Pouquíssimos, como “O livro de desafios de Dash e Lily”, conseguiram conquistar meu coração. Mas “Tudo e todas as coisas” foi um deles!

    Madeline é uma jovem nada comum, afinal ela viveu todos os seus quase 18 anos dentro de casa. Isso mesmo, ela tem IDCG, uma imunodeficiência gravíssima que a impede de interagir com o mundo porque um alimento aparentemente inofensivo ou o ar é capaz de leva-la a morte. 

    "... Não que eu me ressinta da minha vida com os livros. tudo que sei do mundo aprendi com eles. entretanto, uma descrição de uma árvore não é uma árvore e uma centena de beijos de papel nunca será capaz de gerar a mesma sensação que os lábios do Olly nos meus me proporcionou."

    Pronto! Drama! Adoooooooro! Esse foi o pontapé inicial para eu começar a gostar da história. Depois da bela capa, na verdade rsrsrsrs

    Maddy passa os dias estudando e lendo, convivendo apenas com a sua mãe, que é médica, e de Anna, sua enfermeira. Mas a sua rotina muda quando a família de Olly se muda para a casa vazia em frente a sua janela. 


    Olly é simplesmente apaixonante! Rebelde e fofo, ao mesmo tempo. Forte e sensível. Sem mencionar o quanto ele é persistente e meigo. Quero pra mim!!!

    "A segurança não é tudo. Há mais na vida do que se manter vivo."

    Depois de escrever o seu email no vidro da janela, os dois passam a se comunicar através de mensagens eletrônicas impagáveis. Mas, à medida que os dois se conhecem, os email deixam de ser suficiente e Olly, quebrando todas as regras de bom senso e sobrevivência, sem o conhecimento da mãe dela e com o consentimento de Anna, vai visitar Maddy. 
    "É por isso que as pessoas tocam as outras. Em certas ocasiões, as palavras simplesmente não são suficientes." 
    Posso garantir que Nicola Yoon é uma escritora incrível! Quanta delicadeza e sentimento ela coloca na cena em que Olly visita Maddy em sua casa... 

    E a existência de Olly na vida de Maddy vai dar uma nova visão da sua situação. Ela fica mais corajosa e resolve viver a vida, afinal quem nunca acreditou ser capaz de enfrentar o mundo quando estava apaixonado???


    Adorei o modo como foi retratada a inocência de Maddy em relação a coisas simples do mundo de uma garota normal, mas que, para ela, era uma completa novidade. A lista que ela faz para dar o primeiro beijo é hilária e os desenhos que ela faz de como ela se sente em relação a Olly são muito fofos. Isso sem falar das pequenas resenhas e quotes dos livros que ela gosta.

    Apesar de falar de um problema de saúde seríssimo, a leitura é extremamente leve e divertida. O leitor, em momento algum, vai sentir pena de Maddy. Você vai é torcer muito para que tudo dê certo em sua vida porque ela é uma menina fantástica!!!

    Acho que é uma leitura para todos e de todas as idades. A situação de Maddy e sua postura diante da vida, o amor de Olly por uma pessoa com tantos problemas, a amizade da enfermeira Anna e a situação complicada da mãe de Maddy, tudo e todas as coisas nos fazem aprender bastante sobre essa coisa complicada chamada relacionamentos.
    "Amor.
    O amor torna as pessoas loucas.
    A perda do amor torna as pessoas loucas."
    Amizade, amor verdadeiro, vontade de viver, confiança, lealdade, coragem... esses são alguns dos temas tratados nesse livro incrível!

    Ah, e acabei não assistindo o filme... Achei que ele não seria capaz de transmitir tudo o que senti com a leitura do livro. 



                                                                 

    8 comentários :

    1. Oie! !
      Está todo mundo falando desse livro/filme e eu ainda não tive oportunidade de ler (estou esperando uma promoção )
      O enredo é maravilhoso e a história parece ser muito emocioante e bem amorzinho ❤❤

      Necessito desse livro.!!
      Bjo

      ResponderExcluir
    2. Adriana!
      Quando ainda tinha parceria com a NC, tive oportunidade de ler os primeiros capítulos do livro e na época, lembro de ter me identificado muito com Madeline, pois não tenho a doença que ela tem, mas de certa forma, tenho minhas limitações físicas e que dificultam, hoje em dia, sair para conhecer o mundo, como fazia antigamente e fico mais tempo em casa...
      Acredito mesmo que seja uma leitura fofa, o primeiro amor, querer conhecer as coisas que nunca teve oportunidade de viver, enfim, gostaria de terminar a leitura.
      Não li nem assisti o filme ainda, mas quero.
      Desejo um mês repleto de realizações e um ótimo final de semana!
      “A vida guarda a sabedoria do equilíbrio e nada acontece sem uma razão justa.” (Zíbia Gasparetto)
      Cheirinhos
      Rudy
      TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

      ResponderExcluir
    3. Eu estava louca para ver o filme, porém não queria assistir sem ter lido livro ainda.
      achei que seria uma leitura bem difícil, mas pelo visto me enganei.
      Acho bem legal quando conseguem abordar o IDCG, pois é uma imunodeficiência muito complicada e deve ser bem comovente o modo como ele enfrenta tudo para poder visita-la mesmo sabendo os ricos.

      Beijinhos
      She is a Bookaholic

      ResponderExcluir
    4. Acredito que esta estória vem trazer ao leitor mais que só uma questão de problemas de saúde, mas também está relação de amizade, e amor, e como isto nos motiva a fazer coisas das quais queremos, sem nos importar com as consequências, muitas das vezes só queremos nos aventurar, como esta personagem, que mesmo sabendo das suas limitações, queria viver a vida. Espero que este livro tenha um desfecho feliz, estou louca para ler esta obra.

      Participe do TOP COMENTARISTA de AGOSTO, para participar e concorrer Ao livro "Dois Mundos", o primeiro da série "Tesouros da Tribo de Dana" da escritora Simone O. Marques, publicado numa edição linda pela Butterfly Editora.
      http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    5. Tenho o livro mas ainda não li, deve ser uma historia gostosa de ler, me coloquei no lugar da personagem e que angustia ficar sem contato com o mundo lá fora. Os personagens parecem ser umas fofuras principalmente ele que não se deixou levar pelos problemas dela e nãi desistiu.

      ResponderExcluir
    6. Olá!
      Estou tão ansiosa para ler esse livro! <3
      Ainda não tive a oportunidade mas espero ler antes do filme. É tanta gente falando bem que eu estou muito curiosa suahushuas
      Adorei a resenha, espero conseguir ler em breve (:
      Beijos

      ResponderExcluir
    7. Infelizmente não curti esse livro. Muito dramàtico. E drama é um gênero que não tenho muita paciência, cansa muito e não consigo chegar atè o final.

      ResponderExcluir
    8. Esse é uns dos melhores livros que eu já li, amei o jeito que a autora descreve os detalhes, a trama do romance, o jeito que a personagem lida com sua doença, o jeito que a mãe cuida de sua filha com essa doença tão rara, mas confesso que decepcionei no final do livro, esperava um pouquinho mais. E Olly já virou meu crush haha
      É um livro pequeno, mas com uma historia cativante. Quem não leu, leia. Porque vale a pena.
      Beijos.

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!