• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Livros da Gata: A Grande Ilusão, Harlan Coben



    Maya Stern é uma ex-piloto de operações especiais que voltou recentemente da guerra. Um dia, ela vê uma imagem impensável capturada pela câmera escondida em sua casa: a filha de 2 anos brincando com Joe, seu falecido marido, brutalmente assassinado duas semanas antes.
    Tentando manter a sanidade, Maya começa a investigar, mas todas as descobertas só levantam mais dúvidas.
    Conforme os dias passam, ela percebe que não sabe mais em quem confiar, até que se vê diante da mais importante pergunta: é possível acreditar em tudo o que vemos com os próprios olhos, mesmo quando é algo que desejamos desesperadamente?
    Para encontrar a resposta, Maya precisará lidar com os segredos profundos e as mentiras de seu passado antes de encarar a inacreditável verdade sobre seu marido – e sobre si mesma.

    A Grande Ilusão
    Você acha que sabe a verdade. A verdade é que você não sabe nada.
    Harlan Coben
    Ano: 2017
    Páginas: 304
    Idioma: português
    Editora: Arqueiro
    Assim que viu que eu tinha pedido o novo livro de Harlan Coben, coleguinha Dani gritou: “Eita! Tarefa difícil! Boa sorte!”


    Afinal de contas, resenhar um livro de mistério policial já é complicado, imagina um do mestre Harlan onde cada detalhe faz a diferença e a trama parece uma colcha de retalhos bem desconexos, não é mesmo? Mas vou tentar bravamente fazer como a sinopse, que não revela nada e mostra um retrato estanque na sua mente, bem a cara de livros de mistério. Teve momentos em que lembrei de um filme muito bom de suspense que chama Plano de Vôo e que também deixa a gente sem saber no que pensar da protagonista.



    Mas minha GRANDE ILUSÃO foi, como sempre, achar que eu sairia ilesa desta leitura fascinante sobre como as aparências enganam e como somos capazes de qualquer coisa pela família.
    Tudo começa com Maya no enterro do marido Joe e suas conjecturas sobre como era enterrar o próprio marido, como se conheceram, como seguiria em frente tendo uma filhinha de 2 anos para criar sozinha e sem nenhuma experiência materna, pois passou o maior tempo de sua vida em missão como capitã de Operações Especiais do exército americano.

    “ A morte andava sempre tão perto, a um suspiro de distância, que talvez fosse mesmo uma boa ideia apresentar o conceito desde cedo aos pequenos.”


    Até o dia em que uma simples situação muda o curso de sua carreira e ela é obrigada a voltar para sua casa, e logo depois enterrar seu marido e ainda ter que lidar com várias situações que fugiam do trivial. Ela agora tem que lidar com sua mente e as lembranças da guerra, tem que lidar com as investigações policiais sobre as mortes da irmã e do marido, aguentar a babá da filha e a família dele que, a todo custo, não quer que ela se distancie e, ainda de quebra, descobrir detalhes sórdidos de pessoas próximas a ela.

    O livro é narrado em terceira pessoa sobre a perspectiva de Maya, apresentando suas angústias sobre tudo o que aconteceu em sua vida militar e o que agora está acontecendo em sua vida civil. Fui tentando entender o que se passava na mente dela, o que tinha acontecido para ela voltar para casa, o porquê das mortes, como ela descobriria as tramas do passado e suas conexões e fui ficando cada vez mais presa ao livro sem conseguir largar e, pior, sem conseguir entender o que tinha acontecido também.
    Como sempre faz, Harlan vai, aos poucos, entregando peças de um quebra-cabeça que, de início, parece que não se encaixam, vai apresentando fatos sem conexão um com o outro e vai deixando a gente confusa e perdida. Eu sou do tipo que começo desde a primeira página já imaginando quem pode ser o assassino e corro para ler o final para tentar descobrir logo, só que nada disso adianta nos livros dele e então acabo ficando enlouquecida com as reviravoltas na trama, bem típicas do estilo deste autor.

    De início imaginei o básico... A culpa é sempre do mordomo, piada, ne? Nem mordomo tem na trama!!! hehehehehe... Depois fui culpando cada um dos personagens, imaginando algo ao melhor estilo Agatha Christie, fui marcando com post-it cada um que aparecia e ai comecei a perceber os detalhes e concatenar as reações dos envolvidos.

     Harlan arrasou de novo com uma trama forte, cheia de tensão, traições, revelações e com um final de tirar o fôlego, puxar seu tapete e acabar com sua vida para sempre. Esse homem simplesmente me estraga a cada livro para qualquer outro contemporâneo de mistério e confirma que realmente sou muito fã dos livros únicos dele. É emocionante demais sentar no carrinho de suas montanhas-russas e sentir toda a adrenalina na veia.

    Só não favoritei porque um ponto ficou ainda nebuloso na minha mente e alguns comportamentos dela não condiziam com sua patente e experiência em campos de guerra, mas isso não compromete em nada a trama como um todo, só me fez tirar um mísero pontinho.







    A edição nacional está muito boa, gostei da capa, apesar de ter achado a estrangeira melhor e o título de lá também combinou mais, Fool Me Once, porém ficaria estranho em nossa língua e A grande Ilusão acabou funcionando apesar de achar que Me Engane Uma Vez tem mais a cara da trama.



    Beijos, Myl





                                                                 

    15 comentários :

    1. Apesar de ainda não ter lido nada do outro, porém este Mistério policial cheio de detalhes, e o que mais me cativou até o momento, já que me pareceu mostrar cada peça do quebra cabeça no decorrer do livro, para que o leitor tente ir encaixando para descobrir quem e realmente o culpado. Acredito que para mim vai ser algo complexo, pois não tenho costume de ler nada do gênero, mas pretendo sim dar uma chance a esta leitura.

      Participe do TOP COMENTARISTA de AGOSTO, para participar e concorrer Ao livro "Dois Mundos", o primeiro da série "Tesouros da Tribo de Dana" da escritora Simone O. Marques, publicado numa edição linda pela Butterfly Editora.
      http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. lana, é questão de costume mesmo....eu sou fã deste gênero....beijos,myl

        Excluir
    2. Olá !!
      Já li um livro do autor algum tempo atrás mas não me recordo o título.
      Adoro suspense que envolve o leitor até a última página.
      Tenho certeza que vou amar ler esse livro e ser surpreendida pelas revelações!!!

      Bj

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. vai amar sim, mich...esse livro é muito bom

        Excluir
    3. Li um livro do autor e gostei muito. Achei esse bem instigante,a leitura deve deixar o leitor com um nó no cérebro querendo respostas até conseguir desatar e descobrir toda a trama, mas coo sempre o autor não facilita para o leitor com suas reviravoltas. Vou querer ler sim.

      ResponderExcluir
    4. My!
      O Harlan Coben tem esse poder na escrita que nos envolve e nunca entrega nada de mão beijada, sempre temos reviravoltas inacreditáveis.
      Confesso que também não saberia como agir se me deparasse com uma situação que Maya encontrou ao ver as fitas, bom que ela foi atrás de respostas e ainda teve de superar seus traumas da guerra.
      Deve ser um livro mais que eletrizante e sua resenha foi muito bem feita.
      “Para cultivar a sabedoria, é preciso força interior. Sem crescimento interno, é difícil conquistar a autoconfiança e a coragem necessárias. Sem elas, nossa vida se complica. O impossível torna-se possível com a força de vontade.” (Dalai Lama)
      Cheirinhos
      Rudy
      TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. as reviravoltas dele são de tirar o fôlego...amo muito

        Excluir
    5. Olá!
      Nunca li nada do autor, mas tenho vontade.
      Adoro esse gênero e tenho lido muito pouco ultimamente.
      Dica super anotada!
      (amei seus bonequinhos tsum tsum *-* onde você comprou?)
      Beijos

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. oi, natali...trouxe dos estados unidos os bonecos...mas aqui já vende deles em loja de brinquedo....beijos,myl

        Excluir
    6. Adoro a escrita do autor e já li vários livros dele, posso até dizer que é uns dos meus escritores favoritos. Ele sempre consegue escrever um livro cheio de suspenses, que cativa ao ler leitor a termina-lo o mais rápido possível e, posso ver que com esse livro não é diferente. Fiquei bem curiosa pra saber o que acontece no final desse livro. Vou adicionar na minha lista e espero lê-lo o mais breve possível.
      Beijos.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. se gosta dele, vai com certeza amar este livro...beijos,myl

        Excluir
    7. Os livros de Harlan Coben é um verdadeiro quebra-cabeça e é um pouco detalhista. O último livro dele que li foi Cilada, eu ja estava me perdendo com os personagens e estava cansando, mas resisti e fui até o fim. Vou ler esse livro e espero não me decepcionar.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. esse é surpreendente...você fica realmente sem imaginar o que está acontecendo, ele constroi muito bem a história

        Excluir
    8. Priscila Gonçalves23 de outubro de 2017 16:03

      Amooo a escrita do Harlan, é de dar nó no juízo. E seus últimos livros vem tomando uma direção diferente dos livros mais antigos, que é algo muito bom. Já estava enjoando um pouco. Amadureceu muito a escrita e vem sempre surpreendendo.

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!