• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Livros da Gata: Sway, Kat Spears

    Sway é o apelido de Jesse Alderman, por causa de seu talento para conseguir qualquer coisa para qualquer pessoa, como providenciar trabalhos escolares, fazer com que pessoas sejam expulsas da escola, arrumar cerveja para as festas, entre outras coisas, legais ou ilegais... É sabendo dessa fama que Ken Foster, o capitão do time de futebol da escola, pede a ele um trabalho controverso: Ken quer que Bridget Smalley saia com ele. Com seu humor ácido e seu jeito politicamente incorreto de ver a vida, Sway terá que encarar o trabalho mais difícil que já teve: sufocar todos os sentimentos que Bridget desperta nele, a única menina verdadeiramente boa que ele conheceu em toda a sua vida.

    Sway
    Kat Spears
    Ano: 2016 
    Páginas: 256
    Idioma: português
    Editora: Globo Alt


    Em uma frase:

    Um livro delicia com abordagem polêmica e capa sugestiva.

    Olha! Esse livro me surpreendeu de tantas formas que nem sei como começar esta resenha e, o pior de tudo, estou emocionalmente envolvida na história ainda e isso me dá medo de soltar algum spoiler (Prometo que vou reler umas 5 vezes antes de publicar... hehehehe). Afinal a sinopse é bem sucinta e, te digo, não transmite nada mais que uma historinha de High School.

    Primeiro vou contar como corri atrás deste livro.
    Vi uma foto dele no instagram e confesso que me apaixonei pela capa, daí corri para Pai Google, que sabe todas as coisas para saber mais. Nossa! Corri para as resenhas, tanto americanas como nacionais,  e foi uma mistura de amor e ódio por esse livro tão grande que coloquei logo ele na minha wishlist. Como na época ele era lançamento, estava um pouco caro.

    Comecei a roer as unhas porque, obviamente, esse ser chamado internet fareja oportunidades e como na Lei de Murphy, toda hora via alguém postando foto e falando dele... Senhor! Segurai meus instintos assassinos de cartão de crédito!!! PLEASE!!! Quando baixou um pouco e apareceu uma daquelas promoções de desconto. Arf!!! Chutei tudo: o pau da barraca, o balde, o limite do cartão e corri para o abraço de comprar um livro sob encomenda... O livro chegou e, mesmo com várias resenhas ARC para fazer, pulou total a fila e cá estou eu enrolando vocês para ganhar tempo e pensar em como falar sobre esse ele...

    Anda logo, Myl!!!! Desembucha!!!

    Tá! Tá! Vamos ao que interessa

    O livro conta a história nada comum de Jesse Alderman, um tipico delinquente de ensino médio, daqueles que nenhum pai em sã consciência quer perto de seus filhos, quanto mais convivendo com eles...

    O cara é tudo de ruim: mentiroso, manipulador, dissimulado, sonso, cínico, um verdadeiro pé no saco, blá blá blá... Vem de uma família igualmente desajustada, o que levou ele a se transformar em quem é e construir uma verdadeira muralha da China em torno de seu coração.

    Ele é o cara que consegue tudo para qualquer um (não importa), contanto que pague o preço que ele pedir que, nem sempre vem em forma de dinheiro, algumas vezes vem em forma de favor, o quê, sinceramente, acho bem pior. Ele é conhecido no colégio como Sway.. Nome sugestivo, né? E, juntamente com essa capa, também sugestiva, que dá a sensação de algo escorregadio e fugidio, me perguntei porquê deram a ele esse apelido.

    " Sway não é algo que se possa definir. Um cara que tem sway é o cara, não precisa tentar ser descolado, apenas... é. Jesse é foda. É tão ligeiro que podia te convencer de que sou branco, fazer você acreditar como se estivesse escrito na Bíblia ."

    Em contrapartida a esse tipico anti-herói, vem a mocinha da história. Uma tipica garota certinha que, por conta do irmão deficiente, se vê meio que obrigada a ser sempre perfeita. Ela é tudo de bom: meiga, linda, gentil, dedicada, cheia de amor para dar e, de quebra, gosta muito de Jesse que, de tão desacostumado a ser amado, só faz uma besteria atrás da outra.

    Sob essa premissa começa esta história bem clichê sobre um badboy que se apaixona pela princesinha Disney que foi contratado para conquistar para o cara mais imbecil e babaca da escola... Tipo Cyrano de Bergerac, sabe? NÃO??? Então dê uma pesquisada que vai entender minha comparação.

    " Eu poderia ter usado meus poderes para torná-la minha. E se não percebeu aonde isso nos levaria, claramente não prestou atenção até agora. No mundo real, a Bela não se apaixona pela Fera e vive feliz para sempre. No mundo real, a Fera transa com a Bela. A Fera quebra o coração da Bela. A Bela entra num comportamento autodestrutivo como dormir demais nas aulas da faculdade, aumentando assim o impacto emocional negativo provocado pela Fera."

    De inicio, tive muita raiva do cara, além de tudo o que falei, ele tem atitudes tão irritantes que sentia minha vertente materna puxar o cara num canto e dar umas boas palmadas nele. Mas a escritora foi muito esperta porque ela soube conduzir o desenrolar e o desfecho de tal forma que, no final, já estava querendo pegar este ser e colocar no colo para dar muito carinho.

    " É como um desses super-heróis da vida real. Devia arrumar um collant e uma máscara. Vamos ter de pensar num nome bem bom - ela disse, pensativa, colocando um dedo nos lábios e forçando a vista a distância.
    - Fecha a matraca- grunhi- Não garanto que não posso bater numa menina."

    Ao se aproximar de Bridget, Jesse acaba fazendo amizade com Pete, o irmão dela, e mostrando que ele, afinal de contas, não é um total sem coração.. só um meio sem coração hehehehe... juntamente com Joey (sua melhor amiga) e Carter (um cara 3X4 que faz alguns servicinhos sujos para ele), Jess apresenta a vida como ela é no ensino médio com suas festas, drogas, preconceitos, brigas e confusões.

    Ponto alto de toda a trama para mim foi a playlist, encaixada à perfeição em cada momento da história que conseguiu me fazer transcender e mergulhar no submundo sombrio, obscuro e complicado que é a mente e a vida do protagonista.

    Gente! O cara é um desajustado fissurado em musica clássica (destaque aqui para Tristão e Isolda de Wagner e música retrô... Aqui vou parar para mostrar a vocês como ela soube representar bem esse romance torto...

    Percebeu como a escritora tornou fácil perceber a densidade e intensidade dos personagens?

    Putz!!! Já estou em dpl profunda...

    Cuidado agora que estou terminando pois pode ter um pequeno spoiler...

    Apesar do livro ser um infanto juvenil, não recomendo para menores de 15 ou 16 anos, pois o comportamento do cara não é realmente de bom exemplo em vários momentos e, tão pouco pense num final clássico deste gênero de trama onde existe o momento transformação 360°... (eis meu spoiler)

    A edição está muito boa como normalmente são as edições da GloboAlt, só teve alguns erros de digitação e em alguns poucos momentos onde a tradução não encaixava na história, mas nada que comprometesse o entendimento.

    Beijos, Myl


    4 comentários :

    1. My!
      A adolescência favorece o orgulho dos jovens e como Sway nunca havia sido pego, se achava o maioral.
      Talvez a mensagem passada pelo livro através da altivez do protagonista, não seja tão boa, porém acredito que o final, a autora acabou colocando ele no lugar e passando por uma situação que nunca havia passado.
      “A arte de ser sábio é a arte de saber o que ignorar.” (William James)
      cheirinhos
      Rudy
      TOP COMENTARISTA novembro 3 livros, 3 ganhadores, participem!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. o livro é bem diferente,não existe heroi nem bandido apenas a vida que leva as pessoas a escolhas.

        Excluir
    2. Puxa, não conhecia o livro e mesmo achando que este enredo "mocinha e badboy" já esteja um pouco batido, eu admito que adoro!rs
      Sou fissurada em histórias assim, onde o amor pode sim, fazer mudanças. Sabe a única coisa que me irrita um pouco? As mocinhas sempre tão boazinhas..rs precisava de tudo isso não. Mas mesmo assim, é possível encontrar as "inocentes" com personalidade!
      Vai para a lista de desejados com certeza!
      Beijo

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. eu gostei demais mesmo com todo o comportamento bem dificil do cara...beijos,myl

        Excluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!