• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • The Ghost in the Shell 2.0 – Manmachine Interface

    The Ghost in the Shell 2.0 – Manmachine Interface é a continuação do clássico mangá de Masamune Shirow. The Ghost in the Shell é uma obra à frente de seu próprio tempo. Bebendo de fontes como Blade Runner – O Caçador de Androides, Masamune Shirow criou um universo com identidade própria e que influenciou – e ainda influencia – a cultura pop mundial. Para The Ghost in the Shell 2.0, Shirow atualizou sua fórmula e seus personagens. A ação se passa no mundo virtual. É nesse ambiente onde quase tudo é possível e repleto de recursos cibernéticos que lhe permitem até controlar multiplas personalidades suas que a “nova” Mokoto precisa rastrear e localizar uma nova inteligência artificial e, ao mesmo tempo, impedir que ela caia nas mãos erradas. Os questionamentos existencialistas tão marcantes do primeiro The Ghost in the Shell também aparecem em Manmachine Interface, porém dividem o espaço com uma narrativa mais dinâmica, repleta de ação e referências à obra original.
    The Ghost in the Shell 2.0
    Manmachine Interface
    Shirow Masamune
    Ano: 2017 
    Páginas: 304
    Idioma: português 
    Editora: JBC

    Ghost in the Shell 2.0 é a continuação do grande influenciador da cultura cyber punk. A história é passada quatro anos após a Major Motoko, uma inteligência artificial, se fundir ao “fenômeno da vida inteligente”. 

    Nessa história os personagens estão atualizados, com novas funções e aparências. Sei que estão se perguntando como vão entender o volume 2 se nem leram o volume um, e minha resposta para isso é que dá para entender a história normalmente, o mangá vem com diversas notas de rodapé, repletas de curiosidades sobre o universo e algumas referências. 

    Em Ghost in the Shell 2.0 nós acompanhamos o trabalho da Major Motoko Aramaki em combater ações terroristas em determinados locais. Enquanto isso, Tamaki Tamai, uma ciborgue investigadora da Agência de Canalização, é encarregada de investigar certos acontecimentos no universo, conhecido por matrix. 

    Chefe da Indústria Poseidon, Motoko parte para investigar uma invasão na rede da empresa, desencadeando uma armadilha para infectar a própria empresa com um certo e perigoso vírus. Motoko se divide entre o mundo real e o ciberespaço para tentar amenizar o vírus e mandá-lo de volta a seu receptor. 

    Eu adoro histórias que se passam num universo repleto de inovações tecnológicas e acontecimentos de tirar o fôlego. Motoko é uma personagem muito inteligente, toma decisões precisas rapidamente e possui um humor sarcástico como ninguém! A representação dos personagens nos desenhos está de parabéns, fiquei de boca aberta em diversas cenas, como as de invasão nos níveis do cyberespaço. 

    Para os amantes do cyberespaço e de tecnologia, Ghost in the Shell 2.0 é um prato cheio (Obrigado, JBC, pelos mimos)! Ação, aventura e curiosidades serão descobertas nesse universo sensacional, então vem conhecer e se surpreender, assim como eu!


    2 comentários :

    1. OLá, Minho!

      Eu comprei o vol 1 deste mangá para o meu filho, ele ainda não leu, mas estou pronta a comprar sua continuação, para depois da conclusão do primeiro livro. Eu também fiquei super interessada em conhecer a história, mas estou com muitas leituras acumuladas, mas, logo mais estarei lendo! Super legal sua resenha!
      Grande abraço,

      Drica.

      https://testelivroseideias.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    2. Tenho me jogado um pouco neste universo de mangás e afins faz pouco tempo, já tinha lido alguma a respeito deste livro, mas não o visto assim desta forma!
      E que forma espetacular.
      Não é uma obra apenas para quem já curte mangás, mas também para quem como eu, está conhecendo este universo agora!!
      Se tiver oportunidade, quero muito ler os dois livros.
      Beijo

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!