• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Três Coisas sobre Você, Julie Buxbaum


    Setecentos e trinta e três dias depois da morte da minha mãe, 45 dias após o meu pai fugir para se encontrar com uma estranha que ele conheceu pela internet, 30 dias depois de a gente se mudar para a Califórnia e apenas sete dias após começar o primeiro ano do ensino médio numa escola nova onde conheço aproximadamente ninguém, chega um e-mail. Deveria ser no mínimo esquisito, uma mensagem anônima aparecer do nada na minha caixa de entrada, assinada com o bizarro nome Alguém Ninguém. Só que nos últimos tempos a minha vida tem estado tão irreconhecível que nada mais parece chocante.
    Três Coisas Sobre Você
    E se a pessoa de quem você mais precisa for alguém que você nem conhece?
    Julie Buxbaum
    Ano: 2016 
    Páginas: 288
    Idioma: português
    Editora: Arqueiro

    Velho clássico do YA: adolescente–pai–madrasta-escola nova. Resultado? Um livro delicia, gostosinho, leve e de leitura ultra rápida.

    Vi esse livro em pré-venda como sugestão da Saraiva, ao ler a sinopse me interessei bastante pela historia pois é bem meu estilo. Como tinha acabado de ler Namorado de Aluguel, mesmo sem poder, me empolguei e comprei. Pronto! Formada minha sequência de livros de leitura sem DPL (Namorado de Aluguel, O caderninhos de Desafios de Dash e Lily e agora Três Coisas sobre Você) e que estou amando, pois desde o ano passado vinha lendo muitos livros e só ficando deprê... UFA! Me deram uma trégua e estou adorando!

    O livro começa com o dilema de Jessie, recém chegada a Los Angeles vinda de Chicago e pega de surpresa pelo pai com um casamento e uma nova morada. Claro que a garota está insatisfeita e bem triste pois não se vê naquele ambiente de luxo. Logo de cara recebe o email de alguém e fica intrigada pois não consegue achar que seja real e sim que não passe de um trote de algum colega da nova escola particular onde vai estudar. O email é bem fofinho e doce e vem com várias dicas de como se comportar e o que fazer para aguentar a escola cheias de riquinhos.

    Aos poucos, ela vai se lançando na aventura da vida nova onde: 
    - o pai se distancia por causa da madrasta (parece meio Cinderela, né? Mas não é!);

    - a madrasta parece meio fria e distante mas se revela alguém que também tem seus sofrimentos;

    - Theo, filho da madrasta, que poderia ser uma válvula de escape na escola, ignora Jessie totalmente e, sempre que pode, é bem idiota (o carinha é um pé no saco quando quer);

    - novas amizades surgem, entre elas dois garotos que virei fã: Ethan e Liam, lindinhos e gentis (uns príncipes);

    - e, óbvio, ela encontra as meninas sempre lindas e prontas para serem cruéis: as populares.

    Parece mais do mesmo, né? Mas juro, juradinho, não é. Os diálogos via email são otimos, ácidos e divertidos e conduzem você para as dúvidas e descobertas de Jessie. A forma como a escritora construiu a historia também é muito boa e me lembrou vagamente Cinder e Ella. O livro parece um grande diário de uma adolescente e seus dilemas. Aos poucos, vamos desconfiando e entrando na torcida pelo misterioso e romântico anônimo que vai matando a gente de curiosidade a cada email e mensagem trocados. Acho que gostei tanto de ler os e-mails quanto Jessie de recebê-los, por mim todo capitulo teria um hehehehe...

    Amei a forma como Jessie se torna forte e cresce na trama. Amei as amigas Dri e Scarlet, duas BFF de fazer inveja a qualquer adolescente. Amei como Jessie parece real e fala muitas vezes aquilo que sente, sem ficar guardando nada para si. Amei muito, muito mesmo o que gerou a escolha do titulo. 

    Amei várias lições que a escritora quis passar com o livro, como bullying, preconceitos baseados em aparências e, principalmente, a que parece atual mas sempre existiu que é, a facilidade de se escrever ao invés de falar pessoalmente. 

    “ Conversa na vida real? Superestimado demais. “
    "De repente me pergunto se é isso que acontece quando as pessoas se conhecem pela internet. Uma conexão sem contexto. Uma boa primeira impressão muito mais fácil de ser causada porque pode ser manipulada.” 

    A única coisa que realmente não curti muito foram alguns diálogos presenciais que achei desconexos, não sei se por causa da tradução ou da escritora mesmo que quis fazer assim, mas como eu sou meio perdidinha, as coisas às vezes precisam estar bem claras para mim... De qualquer forma, não atrapalhou o entendimento do todo.

    Myl e várias estrelinhas!!! Recomendadíssimo para quem curte o gênero ou quer algo para descansar a mente e ao mesmo tempo pensar na vida....

    Beijo, Myl


                                                                  

    1 comentários :

    1. O tipo de estória despretensiosa que ganha o leitor à primeira lida!
      Acabei lendo este livro não tem muito tempo e é bem isso, uma espécie de relaxamento gostoso.
      Me vi perdida nas divagações de Jessie e no quanto a a personagem se vê envolvida em todo o enredo montado ali.
      A surpresa..rs e claro, a doçura nisso tudo.
      Uma leitura super recomendada!!!
      Beijo

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!