• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Um Sedutor Sem Coração, Lisa Kleypas


    Devon Ravenel, o libertino mais maliciosamente charmoso de Londres, acabou de herdar um condado. Só que a nova posição de poder traz muitas responsabilidades indesejadas – e algumas surpresas.
    A propriedade está afundada em dívidas e as três inocentes irmãs mais novas do antigo conde ainda estão ocupando a casa. Junto com elas vive Kathleen, a bela e jovem viúva, dona de uma inteligência e uma determinação que só se comparam às do próprio Devon.
    Assim que o conhece, Kathleen percebe que não deve confiar em um cafajeste como ele. Mas a ardente atração que logo nasce entre os dois é impossível de negar.
    Ao perceber que está sucumbindo à sedução habilmente orquestrada por Devon, ela se vê diante de um dilema: será que deve entregar o coração ao homem mais perigoso que já conheceu?
    Um sedutor sem coração inaugura a coleção Os Ravenels com uma narrativa elegante, romântica e voluptuosa que fará você prender o fôlego até o final. 
    Um Sedutor Sem Coração
    Os Ravenels # 1
    Lisa Kleypas
    Ano: 2018 
    Páginas: 320
    Idioma: português 
    Editora: Arqueiro

    Confesso que esse é meu primeiro livro de Lisa Kleypas e quase não pego porquê meio que enjoei das tramas com CEO e libertinos. Não me julguem! 

    Mas quando vi essa capa maravilinda, não resisti e corri para conhecer esta outra vertente da escritora, e posso dizer que me diverti bastante.

    Devon é um bom vivant que, juntamente com West, seu irmão mais novo e bonachão, só quer curtir a vida da melhor forma em clubes de jogos e noitadas prazerosas com mulheres. Quando Devon herda uma área falida de um primo insuportável, ele só pensa em em se livrar do problema: vender as propriedades, pagar a dívidas e voltar para sua doce vidinha.
    Pobre iludido! Não será assim tão fácil! Afinal a viúva e as três irmãs do falecido meio que vão trazer à tona uma outra vertente da personalidade de Devon, algo que ele não esperava nem queria, que é a vertente protetora e responsável. E não só ele será afetado, como todos os envolvidos de certa forma verão suas vidas transformadas.

    Katheleen é uma jovem séria que aprendeu a seguir as regras da sociedade e não está nem um pouco satisfeita com o rumo que Devon está pretendendo dar ao patrimônio de Theo Recatada, racional e tranquila, ela cuida das irmãs de Theo como filhas e se sente responsável pelos arrendatários da área.

    O primeiro encontro dos dois não é nada bom, faíscas voam e uma atração acaba surgindo do fato que Kathellen não se derrete aos pés do charmoso e sedutor Devon e ele não fica nada satisfeito com isso, afinal ele a achou muito bonita.

    “ Por um momento, ele não conseguiu respirar nem pensar, pois todos os seus sentidos se esforçavam para absorver a visão da mulher à sua frente.”

    Gostei demais como ela fez Kathleen proteger seu coração mas, ao mesmo tempo, se entregar à paixão. Amei a troca de cartas entre eles e foi o que de certa forma me fez conectar com o casal em alguns momentos. Eles são muito diferentes um do outro mas, como dizem, opostos se atraem.

    “ ...já teria compreendido que Lady Trenear e eu temos a visão correta um do outro. Sou um canalha e ela é uma megera sem coração, perfeitamente capaz de cuidar se si mesma.”

    Pena que achei que Lisa Kleypas deu muita ênfase, do meio para o fim, ao casal secundário, que será protagonista do livro 2, não sei se para justificar o que acontecerá lá e já criar uma empatia com o leitor ou se por outro motivo. Só sei que, por causa de Helen e Rhys, eu não torci muito por Devon e Katheleen. Desculpa, até tentei!

    Mesmo com este detalhe, recomendo demais o livro, por ter de tudo um pouco: drama, humor e ação. Destaque para as irmãs gêmeas Pandora e Cassandra que simplesmente roubam a cena quando aparecem, e para os animais de estimação da casa, principalmente Hamlet.

    Achei muito interessante como a escritora mostra bem a decadência das atividades agrícolas e o advento da revolução industrial. Com toques sutis de crítica social, ela cria uma trama sobre amor e família.

    Beijos, Myl


                                                                

    1 comentários :

    1. Sou apaixonada pelas letras de Lisa e não vejo a hora de poder conferir este novo livro da autora.
      Desde a primeira resenha, foi amor a primeira vista por Devon, mesmo ele sendo esse clichê daqueles em romances de época.
      Mas juntando ele com a mocinha forte, mas que mesmo assim, se permite amar, tenho certeza que pelo que li acima, deu um ar mais gostoso ao que poderia ter sido igual a todos os romances de época.
      Já está na lista de desejados.
      Beijo

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!