• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • A Garota dos Pesadelos, Kendara Blake

    Kendare Blake nos encanta e surpreende com a sequência de Anna Vestida de Sangue.
    Passaram-se meses desde que o fantasma de Anna Korlov abriu uma porta para o Inferno em seu porão e desapareceu, mas o caçador de fantasmas Cas Lowood não consegue seguir em frente.
    Seus amigos lhe lembram que Anna se sacrificou para que Cas pudesse viver - não caminhar em meio aos mortos. Ele sabe que eles estão certos, mas aos olhos de Cas nenhuma garota viva que ele conhece pode se comparar a garota morta por quem ele se apaixonou.
    Agora ele está vendo Anna em todos os lugares: às vezes quando está dormindo e às vezes em pesadelos reais. Mas algo está muito errado... estes não são apenas devaneios. Anna parece torturada, despedaçada de novas maneiras cada vez mais horríveis sempre que ela aparece.
    Cas não sabe o que aconteceu com Anna quando ela desapareceu no inferno, mas ele sabe que ela não merece o que está acontecendo agora. Anna salvou Cas mais de uma vez e é hora de retribuir o favor.
    A Garota dos Pesadelos
    Anna #2
    Ano: 2018 
    Páginas: 266
    Idioma: português 
    Editora: Verus

    Mais ou menos dois anos atrás, eu fui surpreendida por Anna Vestida de Sangue (resenha aqui).

    Para começo de conversa, foi um livro mais macabro do que eu esperava (principalmente por ser um livro YA) e possui uma mitologia esquisitamente interessante (apesar de não muito bem explorada).

    Com isso em mente, me lembro de ficar extremamente ansiosa para por as mãos nessa continuação/final da história, principalmente por conta do final brusco que fomos deixados no primeiro livro.

    Como essa é a resenha de um livro final de uma série, infelizmente, é quase que impossível não conter pequenos spoilers do livro anterior, por isso, estejam avisados. Para aqueles que chegaram de paraquedas aqui, vamos fazer um resumo/sinopse bem rápida do primeiro livro.

    Anna Vestida de Sangue conta a história do Cas, um adolescente que possui um legado de família peculiar. Seu pai caçava espíritos vingativos, espíritos violentos que causam caos e destruição. Em uma dessas caçadas, o pai do Cas é morto e deixa para ele um artefato mágico e um legado que Cas aceita sem pensar duas vezes.

    Viajando ao redor do país com sua mãe meio bruxa e um gato estranho, Cas vai caçando espíritos e procurando pistas acerca da morte misteriosa de seu pai. Em uma dessas caçadas, Cas conhece a Anna, um espirito como nenhum outro. Anna é feroz, mortal, poderosa de uma forma que Cas nunca viu e, estranhamente, ciente da sua morte e do que a rodeia. Mas Anna também já foi uma inocente adolescente que 60 anos atrás foi tão brutalmente assassinada que seu vestido branco se tornou completamente vermelho.

    Descobrindo, aos poucos, esses dois lados de Anna, Cas começa um relacionamento estranho e bizarro, que nem ele mesmo entende direito, com o espirito da menina que aterrorizou uma cidade inteira por décadas.

    No final do primeiro livro, Cas acaba passando por uma chocante revelação que coloca em risco sua família, amigos e sua própria vida, levando Anna, para protegê-lo, a se sacrificar ao abrir uma porta (deus sabe para onde) e levar consigo a entidade que os ameaçava.


    A Garota dos Pesadelos começa meses após o sacrifício de Anna, com um Cas obcecado em descobrir onde Anna foi parar e como salvá-la de um destino que parece ser pior do que a morte.

    Vivendo como uma sombra do que antes foi, Cas começa a ter alucinações realistas que envolvem uma Anna atormentada e quebrada de uma forma que ele nunca viu antes e isso não é uma coisa que ele possa suportar. 

    Cas amou a Anna, a menina que ela mostrou a ele, sua inocência e seu sofrimento, a menina que sacrificou a si mesma para que ele ficasse seguro. No final do dia, independente das ações que Anna tenha tomado quando era um espirito, para ele, aquela garota solitária e triste com quem conversava em uma casa em ruínas não merece a condenação que lhe foi dada.

    Cas então segue em uma jornada em busca de Anna, em busca da libertação dela e da própria culpa que ele sente desde aquela noite.

    A Garota dos Pesadelos, assim como o seu antecessor, é um livro rápido e fácil de ler.

    Os personagens são incrivelmente carismáticos, principalmente os secundários (que tiveram um desenvolvimento bastante realista de suas personalidades após os acontecimentos do primeiro livro), e a história foi criada ao redor de uma mitologia bastante interessante que, graças a deus, foi um pouco melhor desenvolvida nesse livro (coisa que eu tinha criticado no primeiro).

    Os tons de cinza do primeiro livro também retornam ao misturar humor louco com cenas macabras e situações esquisitamente engraçadas.

    Senti bastante falta da Anna no começo do livro, suas contradições (a garota doce e o espirito assassino) e seu relacionamento com o Cass, mas sua ausência era justificada para o desenvolvimento da história.

    O Cas do começo do livro e o Cas do final do livro são quase como pessoas diferentes e isso, foi um alivio incrível.

    Eu recomendo esse livro?

    Definitivamente.

    E eu digo isso sabendo que o final, ainda que, de certa forma, esperado, foi agridoce de várias formas diferentes.

    Vocês entendam essa declaração como quiserem, não vou entregar spoilers aqui haha

    Claro que o livro possui alguns problemas, como a falta de aprofundamento da mitologia (melhorou, mas queria saber mais sobre muita coisa) ou certas passagens que foram muito corridas e alguns personagens que não apareceram com a frequência que eles mereciam.

    Esse livro tem 261 páginas, umas 80 páginas a mais para explorar isso não ia matar ninguém! Talvez alguns personagens secundários por conta da temática do livro mas... vocês entenderam meu ponto aqui.

    Ainda assim, independente disso, eu gostei da leitura, gostei de retornar a esse mundo e poder colocar um final em uma história que me prendeu desde o começo.


    0 comentários :

    Postar um comentário

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!