• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Um Dia de Cada Vez, Courtney C. Steves


    Alexi Littrell era uma adolescente normal até que, em uma noite de verão, sua vida é devastada. Envergonhada, a menina começa a se arranhar e a contar compulsivamente — uma tentativa de fazer a dor física se sobrepor ao sofrimento que passou a esconder de todos.
    Ela só consegue sobreviver ao terceiro ano do ensino médio graças às letras de música que um desconhecido escreve em sua carteira. As canções parecem adivinhar o que o coração de Alexi está sentindo.
    Bodee Lennox nunca foi um adolescente normal, mas agora é o menino que teve a mãe assassinada pelo pai. Em seguida, ele vai morar com os Littrell, e Alexi acaba descobrindo que o “Garoto Ki-Suco”, o quieto e desajeitado menino de cabelos coloridos, pode ser um ótimo amigo. Em Um dia de cada vez, Alexi e Bodee, ao mesmo tempo em que fingem para o resto do mundo que está tudo bem, passam a apoiar um ao outro, tentando viver um dia de cada vez.
    Um Dia de Cada Vez
    Faking Normal #1
    Courtney C. Stevens
    Ano: 2014 
    Páginas: 231
    Idioma: português
    Editora: Suma de Letras

    "... e eu me pergunto se a música é a verdadeira linguagem da tristeza."

    Li esse li livro lá pelos idos de 2014, quando lançou aqui, graças a uma amiga que já era leitora voraz há alguns anos e simplesmente me deu e disse que eu tinha que ler urgente.

    Top 5 da minha vida e um dos primeiros livros que li na minha vertente leitora voraz, Um Dia de Cada Vez conta a emocionante história de Alexi, que tem toda a dinâmica de sua vida transformada da noite para o dia, literalmente. 

    Para compensar a dor e estresse que guarda dentro de si ela acaba gerando alguns hábitos que ninguém percebe, até Bodee, um garoto meio rejeitado da sua escola, ir morar temporariamente em sua casa. Bodee também guarda dentro de si anos de dor do convívio sofrível que teve com o pai abusivo e, como diz na sinopse, os dois acabaram descobrir apoio um no outro. 
    Esse é daquele tipo de livro que você tem que ir meio às cegas, pois ele, a cada capítulo traz uma surpresa diferente e, na minha opinião, a sinopse já falou o básico deixando muito pouco para quem vai resenhar sem soltar spoiler.

    De qualquer forma, o livro, mesmo com temas fortes, traz a leveza do romance juvenil além de momentos fofos durante as conversas entre Alexi e o Capitão Letra de Música. Indo num crescente levando os personagens rumo a decisão se querem ou não superar dor que sentem. Esta jornada de crescimento é muito bonita de acompanhar.

    Mesmo só sendo narrado em primeira pessoa por Alexi, a gente consegue acompanhar as dúvidas e as sensações de Bodee também e como a presença deles perto um do outro afeta a vida e as decisões de cada um.

    É daquele tipo de livro que, mesmo antes de terminar, você já quer que todo mundo leia para poder discutir e trocar ideias, graças à escrita envolvente de Courtney C. Stevens. Não foi à toa que me deram assim para ler. Não entendo como ele é pouco badalado entre os infanto-juvenis pois, para mim, ele devia ser leitura obrigatória para todo mundo que ama o gênero e adora um bom drama sem muito mimimi.

    Como eu sempre adoro ler os agradecimentos, sugiro que leiam também para entender de onde surgiu a inspiração da escritora.

    A capa e o título foram muito bem escolhidos, transmitem bem o foco e atmosfera da trama.


                                                                 

    1 comentários :

    1. Alexi e Bodee parecem possuir uma história triste e emocionante, amei a resenha My, ele já tá nos livros que quero ler há um tempo mas sempre vou passando outros na frente. Vou tentar lê-lo esse ano depois dessa resenha, acho que tô perdendo uma grande história ;)

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!