• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Juntos somos eternos, Jeff Zentner


    Jeff Zentner, autor de Dias de Despedida, traz outra história comovente sobre família, amizade e amor, com uma visão emocionante e ao mesmo tempo bem-humorada sobre a dura realidade de crescer em um ambiente conservador.
    Dill não é um garoto popular na escola — e não é culpa dele. Depois de seu pai se envolver em um escândalo, o garoto se tornou alvo de piadas dos colegas e passou a ser evitado pela maioria das pessoas na cidadezinha onde mora. Felizmente, ele pode contar com seus melhores amigos, Travis e Lydia, que se sentem tão excluídos ali quanto ele. Assim que os três começam o último ano do ensino médio, mudar de vida parece um sonho cada vez mais distante para Dill. Enquanto Travis está feliz em continuar no interior e Lydia pretende fazer faculdade em uma cidade grande, Dill carrega o peso das dívidas que seu pai deixou para trás. Só que o futuro nem sempre segue nossos planos — e a vida de Dill, Travis e Lydia está prestes a mudar para sempre.
    Juntos Somos Eternos
    Ano: 2018 
    Páginas: 344
    Idioma: português 
    Editora: Seguinte

    " Descubra quem você é e seja isso de propósito."

    Três amigos diferentes, três caminhos diferentes, três famílias diferentes, um laço forte de amizade e companheirismo. Lydia é uma blogueira fissurada em moda, Dill é um rapaz angustiado que se refugia na música e Travis é apaixonado por uma série literária de fantasia participando de vários fóruns e grupos de discussão.

    Dill, Travis e Lydia são amigos a muito tempo e agora que estão terminando o ensino médio. Muitos dilemas vem à tona fomentados por Lydia, que não aceita o fato dos amigos se conformarem com uma vida sem perspectivas de futuro e medíocre em uma cidade de interior onde poucos os aceitam. Mas é muito difícil para Travis se aventurar em outra coisa que não a vida de marceneiro, já que o pai faz questão de o humilhar e maltratar sempre que pode. Mais difícil ainda para Dill que foi criado por pais radicias religiosos e está marcado na cidade como o filho do pastor presidiário.

    "Às vezes a música ajudava com a solidão. Outras, quando ele se sentia como se estivesse no fundo do poço seco, olhando para o céu, não ajudava nem um pouco. Aquele dia era o começo do final para ele, mas apenas o começo do começo para Lydia."


    Ainda assim Lydia tentar fazer com que os amigos percebam o potencial que tem e se valorizem. O que ela ainda não percebeu é que pertencer a uma família disfuncional e que faz questão de menosprezar a pessoa tenha tanta influência no modo de encarar a vida.

    " Causo fendas no contínuo espaço-temporal com tantos sacos que sou capaz de encher simultaneamente. Stephen Hawking teve de inventar a teoria dos universos paralelos para explicar  minha onipresença de encheção de sacos."

    Narrado em terceira pessoa sob o ponto de vista de cada um dos protagonistas, Juntos Somos Eternos traz esta problemática da expectativa familiar, da expectativa dos amigos, do sofrimento por não ter condições financeiras para mudar de vida e da tristeza de ter seus destino marcado pela tristeza.


    Sofri muito durante toda a leitura com todos os conflitos criados e com os sofrimentos dos rapazes mas, graças a Deus, o escritor teve certa pena de mim e me fez suspirar em outros criando momentos fortes de melancolia e esperança, de romantismo e ira. Tudo misturadinho e amarradinho formando um bom presente no final. Alias, falando em final...

    Sabe aquele livro que quando termina tudo faz sentido? Aquele livro onde você vê sua vida estampada em vários momentos? Mesmo sendo um pouco diferente mas, ainda assim, ocorre uma forte ativação de sua memória sensorial em relação ao passado?  Ainda não concordo com uma das escolhas do escritor mas entendi depois o objetivo dele e comecei a sofrer um pouco menos. Acabou que o final ganhou um novo sentido geral mais amplo e menos angustiante pois gerou uma reação forte e uma revira-volta na vida de um dos personagens. Um pouco de consolo para este coraçãozinho sofrido aqui.

    Uma leitura instigante, envolvente e emocionante a cada momento, a cada página virada, a cada novidade. Se você gosta de fortes emoções, recomendo.

    Beijos,Myl



    11 comentários :

    1. My!
      Tão bom quando um livro, que poderia ser apenas mais um livro adolescente, traz elementos inovadores e com veracidade e ainda aborda o lado mais psicológico de toda a dinâmica familiar, os excesos, o fanatismo religioso, achei bem interessante, viu?
      cheirinhos
      Rudy

      ResponderExcluir
    2. Mesmo sem conhecer o trabalho da autora, Dias de Despedida causou um burburinho enorme na época do seu lançamento(mas eu ainda não pude ler :/)
      Agora vendo e lendo a resenha deste novo trabalho, entendi que a autora vai mais para o emocional,para o nos questionar e isso é fantástico!!
      Amo enredos assim, que trazem amizades que se cobram, que partilham e que existem por serem uma só!
      Com certeza, o livro vai para a lista de desejados!!!
      Beijo

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi,flor . Acredita que este escritor morou no Brasil? Ele realmente sabe conquistar com suas tramas dramáticas.

        Excluir
    3. Eu já estava querendo muito ler Dias de Despedido do mesmo autor, e agora quero ler esse também
      Adorei essa capa!! 😍
      Tenho certeza de que vou amar esses dois livros!

      ResponderExcluir
    4. Quero muito conhecer a escrita do Jeff, me parece sensível.
      E estou aqui querendo sofrer igual a você, amo leituras que proporcionam esses sentimentos.

      Beijos

      ResponderExcluir
    5. Eu fiquei muito interessada em cada um dos personagens. Só de ler a resenha já dá pra perceber como cada um é extremamente único, não clichê. Adorei!

      ResponderExcluir
    6. Que livro mais amor! Pela sua resenha posso ver que ele exala sensibilidade tanto na premissa da história, como na clara descrição dos personagens. Tudo indica que é um livro que traz uma história forte e uma mensagem que, de certa forma, chega e aquece o coração da gente. Este eu quero ler!
      Ótima resenha!
      Besitos,
      Ilmara

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!