• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • A Herdeira da Morte, Melinda Salisbury

    Twylla tem 17 anos, vive num castelo e, embora seja noiva do príncipe, não é exatamente um membro da corte. Ela é o carrasco. Primeiro de uma surpreendente série de fantasia, Herdeira da Morte conta a história de uma garota capaz de matar instantaneamente qualquer pessoa que ela toca. Até mesmo seu noivo, cujo sangue real supostamente o torna imune ao toque fatal de Twylla, evita sua companhia. Porém, quando um novo guarda chega ao castelo, ele enxerga a garota por trás da Deusa mortal que ela encarna, e um amor proibido nasce entre os dois. Mas a rainha tem um plano para acabar com seus inimigos, e eles incluem os dons de Twylla. Será que a jovem se manterá fiel a seu reino ou abandonará tudo em nome de um amor condenado?
    A Herdeira da Morte
    A Herdeira da Morte #1
    Título Original: The Sin Eater's Daughter
    Ano: 2016 
    Páginas: 320
    Idioma: português 


    Nossa protagonista é Twylla, 17 anos, mora num castelo e é a noiva prometida do príncipe. Mas não se engane, a vida dela não é um conto de fadas!

    Segundo a rainha e pela vontade dos deuses, Twylla é a Daunen Encarnada, ou seja, uma escolhida pelos deuses para ser uma espécie de justiceira com os que cometem traição ou algum outro delito punível com a morte. Ela é capaz de matar instantaneamente apenas com o toque de suas mãos. Assim, as únicas pessoas que ela pode tocar sem causar nenhum mal são os de sangue real que estariam protegidos pelos deuses. 

    Sempre sozinha, afinal, quem gostaria de ter como amiga uma pessoa que apenas com um aperto de mãos pode te matar? Twylla passa os dias entre o seu quarto e o seu tempo, onde venera e agradece aos deuses por tê-la tirado do destino de ser a Devoradora de Pecados, como sua mãe. Tarefa que ela considera pior por ter que se fartar com um banquete servido sobre o caixão do falecido com pratos de todos os tipos, onde cada um representa um dos pecados do morto. Só através desse ato a lama seria liberta.

    Mas a vida de Twylla ganha uma nova cor quando ela recebe um guarda novo: Lief, que é capaz de alegrar os dias dela mesmo presa na sua torre e diminuir a sua solidão e saudades da irmã que não vê desde que foi para o castelo. Além de fazê-la refletir sobre a sua condição e a condição do povo.

    Após dois anos viajando, Merek, o príncipe herdeiro retorna com o intuito de se aproximar daquela que será, em breve, a sua rainha. Ele parece ser diferente da mãe e querer governar de maneira justa, acabando com a tirania imposta ao povo. Mas será mesmo? Em alguns momentos, surge uma certa desconfiança de tamanha bondade...


    Com um início um pouco lento, ainda assim, a autora traz um plot tão interessante que você não será capaz de largar o livro até sua última página. Trama é envolvente, os personagens são muito bem construídos e as reviravoltas ao longo da história compensa qualquer descrição mais longa e, algumas vezes maçante. 

    Escrito em primeira pessoa, narrado por Twylla, a autora nos introduz em um mundo com mitologia própria que regem os seus personagens. Com um desfecho daqueles de tirar o fôlego do leitor e de fazer você se questionar como não tinha percebido o que estava acontecendo, é impossível não ansiar pelo próximo livro. 



    1 comentários :

    1. Amo histórias com príncipes e princesas.
      O enredo não me chama tanta atenção, mas esse plot me deixa curiosa.
      Acho que é uma leitura que vale a pena arriscar.

      Beijos

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!