• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Uma dama fora dos padrões, Julia Quinn

    Às vezes você encontra o amor nos lugares mais inesperados...
    Esta não é uma dessas vezes.
    Todos esperam que Billie Bridgerton se case com um dos irmãos Rokesbys. As duas famílias são vizinhas há séculos e, quando criança, a levada Billie adorava brincar com Edward e Andrew. Qualquer um deles seria um marido perfeito... algum dia.
    Às vezes você se apaixona exatamente pela pessoa que acha que deveria...
    Ou não.
    Há apenas um irmão Rokesby que Billie simplesmente não suporta: George. Ele até pode ser o mais velho e herdeiro do condado, mas é arrogante e irritante. Billie tem certeza de que ele também não gosta nem um pouco dela, o que é perfeitamente conveniente.
    Mas às vezes o destino tem um senso de humor perverso...
    Porque quando Billie e George são obrigados a ficar juntos num lugar inusitado, um novo tipo de faísca começa a surgir. E no momento em que esses adversários da vida inteira finalmente se beijam, descobrem que a pessoa que detestam talvez seja a mesma sem a qual não conseguem viver.
    Uma Dama Fora dos Padrões
    Os Rokesbys #1
    Ano: 2018 
    Páginas: 272
    Idioma: português 
    Editora: Arqueiro

    " Tem males que vem pra bem."

    Essa é a primeira vez que começo minha resenha por um ditado popular ao invés de usar um quote do livro, mas não se preocupe, vou explicar direitinho o motivo da escolha.

    " Ela era dona de um sorriso largo e uma risada contagiante, e Deus do céu, como era possível que ele fosse a única pessoa na Inglaterra que parecia perceber o perigo que ela representava para a humanidade."

    A espevitada Billie Bridgerton é do tipo de pessoa que ilumina ambientes, simpática, tagarela, batalhadora, uma  garota que adora desafios e, desde sempre, causa com sua 'gangue': Edward, Andrew e Mary Rokesby. Sua família, os Bridgerton, e a família vizinha, os Rokesby, são amigos a muito tempo, agora  ela e seus amigos estão crescidos e tomando cada um seu rumo na vida. Graças a essa proximidade, era de se esperar que ela, em algum momento, se casasse com algum dos irmãos Rokesby, o que ela nunca imaginou era o rumo que sua vida iria tomar por conta de um simples gato.

    George sempre acompanhou de longe as confusões e brincadeiras entre seus irmãos e Billie. Como filho mais velho e herdeiro do título de seu pai, ele assumiu desde cedo este papel de cavalheiro e responsável pela família e pela administração dos bens do pai. Bonito, educado, gentil, extremamente cavalheiro, o mais sério dos irmãos e dono de um charme inegável, ele jamais passou pelo radar de Billie, justamente por sempre implicar com as atitudes imprudentes dela.

    " Na maior parte do tempo ela nem sequer gostava dele. E sabia que, quando ele se dignasse a escolher uma noiva, a dama tão agraciada não seria nada parecida com ela."

    Todavia, contudo, entretanto, uma forte atração começa a surgir entre eles e foi essa tensão entre o que era o esperado e o que estava aflorando que pude acompanhar no divertidíssimo Uma Dama Fora dos Padrões.

    Mas ai você me pergunta: Mas, Gata, e o que tem a ver o ditado?

    Te respondo...

    Primeiro: as duas famílias estavam preocupadas com a ida de Edward para os Estados Unidos a serviço do exército e com a ida de Andrew para a marinha e, de certa forma, graças a essa situação que Billie e George puderam enxergar um ao outro e perceber que tinham uma conexão também. George acaba mostrando um lado que ela não conhecia e, aos poucos, eles vão criando fortes laços.

    " Você não gosta de ficar sozinha, não é mesmo?"

    Ela estava se sentindo sozinha, mesmo com o retorno temporário de Andrew e George guardava a tristeza de não poder servir a seu país e se sentia meio inútil.

    " Ali, estava, cercado por pessoas que conhecia e amava, e tudo o que queria...
    Ele olhou para a janela, procurando uma resposta. Tudo o que ele queria era...
    Não sabia."

    Um começa a sentir a necessidade do outro e se importar com os sentimentos um do outro. Só que isso não era muito fácil para George e ele entra num grande dilema se amava e se era correspondido. Foi muito fofo acompanhar estes dois sempre às turras indo passo a passo em direção do outro até que,,, De repente, não mais que de repente, o ponto de conflito acontece e simplesmente eu não conseguia reconhecer mais os personagens que me afeiçoei tanto nem conseguia entender a ideia da escritora para os rumos da história.

    A trama muda e eu fiquei tipo hein??? Como assim? Não é possível estragar uma história perfeita como essa. Simplesmente não é possível!!!!

    Segundo: Daí vem meu segundo pensamento sobre o porquê de algo que parece ser ruim vem algo bom.

    Quem me conhece sabe que começo praticamente todo livro pelo final, Esse, como não era muito grosso, li apenas poucas páginas do final, vi que era interessante e fiz o livro a furar a fila. Sentei, peguei minha água de coco, comecei a leitura e me apaixonei completamente. Esse livro era meu número até que o número ficou apertado demais e não coube mais em mim.

    Desamparo total.

    Não consegui entender as mudanças de rumo da escritora e quase desisto da leitura. O livro vinha num clima  ótimo de tensão entre os personagens, a dinâmica de relacionamento entre Billie, George e Andrew geraram muias gargalhadas em minha pessoa, a cada página virada eu ficava mais ansiosa pelo momento em que tudo acontecesse entre o casal principal e ao acontecer eu fiquei pasma. Juro. Não acreditei dai vem minha teoria do porque foi bom eu não ter conseguido este livro logo no lançamento e eu ter lido o fantástico Um Marido de Faz de Conta primeiro, pois com certeza se eu tivesse lido primeiro esse eu não teria tanto ânimo em pedir Marido.

    Deus é bom e não falha hehehehehe...

    Enfim...no frigir dos ovos, o conjunto da leitura é bom, divertido em vários momentos e vale para distrair a mente mas não conquistou meu coração infelizmente. Acabou batendo na trave.

    Outra coisa que compensa é essa capa linda que tem tudo a ver com  Billie e, juro, que tem uma certa cena na biblioteca onde só conseguia vê-la nessa pose.

    Beijos, Myl



    4 comentários :

    1. Fui lendo a sua resenha e ficando empolgada com o livro, até chegar na parte em que você diz que a trama muda, parece que foi jogado um balde de água fria em mim. hahaha
      Mesmo assim, vou dar uma chance,pois, gosto muito da escrita da Julia Quinn. Parabéns pela resenha sincera.
      Abraços!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Imagine como foi para mim? Hehehe...vale a pena ler por ser uma série daí você entende vários detalhes.
        Beijos,myl

        Excluir
    2. Calma, estou absorvendo a informação de que você lê mais do que uma página, uma linha do final... 😯
      Eu tinha o costume de ler a última frase, mas às vezes eu lia algo que não queria, parei com isso. Haha...

      Ainda não li nada da Julia; esse livro me chama atenção, parece leve e agradável.
      Bom saber que ele surpreendeu.

      Beijos

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Esse livro poderia ter sido melhor hehehe...quanto a forma de ler, eu só começo um livro pelos capítulos finais, se não gostar coloco no fim da fila. Beijos,myl

        Excluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!