• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Resenha da Vic: Deserto de Ossos,Chris Bohjalian - Companhia Editora Nacional

    Título: Deserto de Ossos

    Autor (a): Chris Bohjalian

    Editora: Companhia Editora Nacional

    Ano: 2015

    Número de páginas: 344

    Sinopse:


    Em 1915, o massacre de milhares de armênios perpetrado pelos turcos tingiu para sempre as areias do deserto sírio com o sangue e os ossos de uma civilização inteira. Em meio a esse cenário desolador, Armen Petrosian, um jovem engenheiro armênio que perdeu a esposa e a filha, e Elizabeth Endicott, uma rica jovem americana, se apaixonam. Mas antes de assumir o que sentem, eles se separam quando Armen se alista no exército britânico e Elizabeth vai trabalhar como voluntária. Ambos testemunharão atrocidades que os marcarão para sempre antes que possam se reencontrar. Quase um século depois, às vésperas do centenário do genocídio, a neta do casal, Laura, embarca em uma jornada pela história de sua família, descobrindo uma história de amor, perda e um delicado segredo que ficou soterrado por gerações.


    Para uma apaixonada por história como eu, Deserto de Ossos foi um belo presente.

    O ano é 1915, Primeira Guerra Mundial, mas o foco do livro é o genocídio contra milhares de armênios acontecido nessa época. 

    Para entrar um pouco mais na história, o Genocídio é o assassinato de um povo organizado para a finalidade expressa de pôr fim à sua existência coletiva. Devido ao seu escopo, o Genocídio exige planejamento central e uma máquina interna para implementar.

    O genocídio foi um conjunto de atrocidades cometidas contra o povo armênio do Império Otomano durante a Primeira Guerra Mundial. Esses massacres foram perpetrados ao longo diferentes regiões do Império Otomano por parte do Governo Jovens Turcos, que estava no poder na época.

    Havia cerca de dois milhões de armênios vivendo no Império Otomano na véspera da Primeira Guerra Mundial. Cerca de um e meio milhão de armênios morreram entre 1915 e 1923.

    Em meio a esse cenário nada romântico, estão Armen – jovem engenheiro Armênio que perdeu a esposa   e a filha durante a deportação em massa de armênios conduzidos pelo Império Otomano, e Elizabeth – rica jovem americana, que se voluntariou para ajudar a distribuir alimentos e medicação para os refugiados da tragédia. E é nesse cenário caótico que os dois se apaixonam. 

    A história é contada por Elizabeth, em 1915, e por Laura, neta do casal, nos dias atuais. A parte que é contada por Laura é baseada em um diário e em documentos enviado por amigos da Armênia.

    Os personagens principais são extremamente cativantes e, diante das dificuldades vividas pelo casal no decorrer do livro, é impossível não torcer por eles. 

    Apesar do tema forte, o romance apresentado por Chris não passa nem um pouco despercebido. 

    O livro é intenso, impactante, forte e revelador. Uma leitura indispensável para todos que gostam de um bom livro com uma temática histórica. 





    10 comentários :

    1. Hello!
      Adoro temas históricos e esse parece ser mto tenso e forte ao mesmo tempo!
      Esse genocídio foi terrível e ver uma estória de amor no meio dessa guerra vai ser uma vitória mesmo.
      Gostei da sinopse e a resenha está ótima, animei de ler, ainda mais que gosto do tema e de romance.
      A ideia da neta voltar pra nos contar estória é bom, a gente descobre junto com elas os acontecimentos.
      Vou ler com certeza
      Bjus

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Olá, Suzzy!
        Realmente o livro é forte, a temática dele pede isso... Porém na medida certa!
        Fico feliz que tenha gostado!
        Muito obrigada!

        beijos,
        Vic

        Excluir
      2. Poise, forte mesmo. Guerra nunca é fácil...nao me imagino em uma.

        Excluir
    2. eu amo livros com esse tema, tudo que aconteceu a partir de ontem ja´me interessa! rs
      gostei muito da resenha e já até sei que vou adorar ler o livro

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Olá, Emanoelle!
        Que bom que gostou, e amo livros históricos!
        Muito obrigada!

        Beijos,
        Vic

        Excluir
      2. Olá, Emanoelle!
        Que bom que gostou, e amo livros históricos!
        Muito obrigada!

        Beijos,
        Vic

        Excluir
    3. Gostei bastante do livro, apenas pelo fato do ano em que se passa a história <3 O livro me despertou interessante exatamente por isso, por se passar em 1915. Além disso, adorei saber que os personagens são cativantes. Mais um motivo para eu comprar o livro!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Olá, Luis!
        Quando tem um tema histórico, todo mundo ama! kkkk
        Os personagens são ótimos, e isso foi o que deixou a história ''não tão pesada'' apesar da história.

        Obrigada!

        Beijos,
        Vic

        Excluir
    4. Ahhh, meu tema preferido para um bom livro: história real ambientada em alguma das guerras mundiais.
      Adoro ler sobre o nazismo, mas nunca li nada sobre este fato tratado neste livro.
      Ouvi falar, mas não como ouve-se falar do nazismo.
      Fiquei muito a fim de ler, já está na minha lista!

      ResponderExcluir
    5. Confesso que não é um livro que me cativou muito, acredito que tem de estar realmente no clima para ler livros assim já que a temática é um pouquinho mais forte do que estamos acostumados. Mesmo assim, não deixa de ser interessante conhecer um pouquinho mais.

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!