• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Revenge pornô: você já ouviu falar?

    Em maio deste ano, o Tribunal de Justiça de São Paulo julgou um caso nada trivial: uma mulher acusava um sujeito de constrangê-la, “mediante violência ou grave ameaça, e com o intuito de obter para si ou para outrem indevida vantagem econômica, a fazer, tolerar que se faça ou deixar de fazer alguma coisa”. O que o sujeito queria era a quantia de R$ 1.000,00; a grave ameaça, espalhar imagens íntimas que ele tinha dela. A condenação: cinco anos de reclusão, mais multa.

    Se o caso choca pela sordidez, fica pior saber que não para por aí. Só no Tribunal de Justiça de São Paulo há uma série de outros semelhantes.

    O que mais espanta é a quantidade de casos em que a divulgação das imagens nem chega a ocorrer: a violência consisti em ameaçar a divulgação delas, ou pedir algo em troca para não as divulgar.

    Num outro caso, julgado no ano passado, a mulher acusava seu ex-marido de utilizar a posse de imagens íntimas suas para exercer violência psicológica e exigir dela ficar com o filho em comum por mais dias que o combinado. A gravação de uma ligação serviu como prova. O juiz entendeu que a violência estava provada, e condenou o sujeito a indenizá-la.

    Também em 2014 o Tribunal de Justiça de São Paulo julgou um Habeas Corpus de um sujeito que foi preso em flagrante pelo crime de estupro. Ele teria ameaçado a ex-namorada, por meio de um perfil falso no Facebook, de divulgar suas imagens íntimas, caso ela não mantivesse relações sexuais com ele. Depois da primeira vez que a estuprou, voltou a enviar mensagens ameaçadoras, dessa vez afirmando que, caso ela não se encontrasse com ele no prazo de doze horas, as imagens seriam espalhadas. Dessa vez, a vítima procurou a polícia, que a acompanhou e, quando ele tentou novamente estuprá-la, prendeu-o em flagrante. 

    Procurando entender o revenge porn, que é, de um ponto de vista jurídico, utilizar a Internet para fins de violência de gênero, encontramos toda uma teia de violências que escapa à superfície. Percebemos uma vez mais que a violência escapa a definições fáceis, não está dentro ou fora da Internet, e não se permite constranger por um conceito aparentemente pronto como o de revenge porn.


    Tratando sobre o tema, A Arqueiro lança Intenso e Profundo, de Robin York. Na história, Caroline Piasecki vê sua vida se transformar em um pesadelo quando o ex-namorado espalha fotos dela nua na internet. Desesperada, ela tenta fazer com que as imagens sumam da rede e, ao mesmo tempo, tem que se defender da multidão de pessoas que a julgam.Um dia, quando um cara que ela mal conhece sai em sua defesa, tudo muda de repente.


    Leia a nota da autora:



    15 comentários :

    1. Achei muito importante o tema abordado pelos livros Profundo e Intenso, um ato como esse deve ser considerado crime sem dúvida alguma, e deve entrar em vigor o quanto antes.
      Não conheço ninguém que passou por isto, mas pensar que não importando quem divulgue esse tipo de foto, quem é sempre ferida e mal falada é a mulher e aqueles que convivem com ela, é realmente revoltante.
      É uma ótima iniciativa, ótimo post e espero ver em breve uma resenha dos livros.
      Bjs!

      ResponderExcluir
    2. É triste saber que este tipo de crime cresce a larga escala. Mais triste ainda é que mais uma vez as mulheres são as maiores vítimas, sendo taxadas de tudo que é nome, enquanto os homens continuam sendo os "bons".
      Bjs!

      ResponderExcluir
    3. Realmente um dos lados horríveis da internet é este. Um perigo hoje em dia, temos que tomar o maior cuidado possível. Fiquei bem curioso pelos livros por tratarem de um tema tão polêmico e delicado, essa ideia de blogagem coletiva da Arqueiro foi ótima.
      Abraços!
      bookdan.blogspot.com

      ResponderExcluir
    4. Oi!
      Quando vi o livro no lançamentos não pensei que ele falaria de um assunto tão serie e importante e gostei muito do assunto abordado pela autora principalmente a carta que ela escreve que me deixou curiosa para ler o livro e acho que em todos os países devia ter leis sobre a revenge porn !!

      ResponderExcluir
    5. Oi, mesmo o livro sendo romântico o tema central dele é bem forte, essa "vingança porno" que ela disse acontece diariamente, as pessoas que divulgam imagens dessa sem consentimento devem sim pagar pelo que fizeram eu achei a campanha super legal e eu to doida pra ler esse livro bjs.

      ResponderExcluir
    6. Desde que vi esta blogagem coletiva em diversos Blogs, me interessei muito pelo livro. Por ser um tema que está acontecendo de maneira estrondosa atualmente, graças a tecnologia. A tecnologia que nos trouxe muitas e muitas coisas boas, vem em sentido contrário nesse, e em outros temas polêmicos. Infelizmente, na rede todos fazem o que quer, por não terem um rosto, e em casos de fotos íntimas, os relatos são ainda mais tristes. Quantas pessoas, principalmente adolescentes, não vimos em noticiários, os seus suicídios, por não suportarem o julgamento da sociedade hipócrita em que vivemos. Enfim, são livros que desejo muito ler, e espero ter esta oportunidade.

      ResponderExcluir
    7. é triste ler uma coisa assim.
      E ver a que ponto chegou o ser humano, a pessoa deveria ter o direito de escolha se quer ou não ter suas fotos expostas para milhões de pessoas ver.
      Gostei do assunto do livro, o autor certamente vai conseguir abrir a cabeça das pessoas para que entendam que isso é crime, não é por que a foto circula que a pessoa é uma puta ou algo assim.
      Não devemos confiar em ninguém quando se trata de um assunto tão delicado.
      Gostei.
      Boa Noite.

      ResponderExcluir
    8. Eu acompanhei por diversos post de diferentes blogs a blogagem coletiva que foi feita como uma forma de informar o público e divulgar o livro. O mais é saber que isso é feito por pessoas que confiávamos e apos o termino espalham coisas que deveriam pertencer so aos relacionados. Isso nao faz pensar que ate mesmo aqueles que confiamos podem noa trair em algum momento e isso é muito triste, bem eu quero ver como a autora vai tratar de um assunto tão delicado. Gostei do post.

      ResponderExcluir
    9. Oiiee,
      Eu achei super legal a iniciativa a da autora, confesso que eu fiquei sabendo do revenge porn através desse livro? e realmente deve-se ser feito algo contra esse crime, não é correto utilizar fotos intimas das pessoas para se vingar, vou amar ler o livro.
      Beijos *-*

      ResponderExcluir
    10. Infelizmente isso é um fato que já ocorre há um bom tempo, mas na maioria das vezes não é divulgado, até mesmo por medo das vítimas por não terem a informação correta de como exercer seus direitos. É triste saber que cada dia mais, você perde a liberdade, seja na internet, redes sociais, celular, ou até mesmo na vida em sociedade. Mas é um fato que está entre nós. Ainda não li os livros, mas quero muito! Um enredo atual e muito importante.

      ResponderExcluir
    11. Olá!!!
      Desde de a primeira vez que vi os livros Profundo & Intenso a história me chamou atenção por se tratar de um assunto pouco falado, mas que está exposto na nossa sociedade.
      Tenho uma conhecida que passou por isso e a vida da pessoa fica manchada por resto da vida quando isso acontece.
      Casos como esses devem ser julgados mais em vez de deixados de lado para que assim as pessoas se conscientizem que isso é crime ¬¬'
      Parabéns pelo post e pelas informações mostradas.
      Também em um blog que participo fizemos a blogagem coletiva sobre o assunto, achei uma ideia muito importante essa da Arqueiro!!!

      lereliterario.blogspot.com
      http://malucaspor-romances.blogspot.com.br/2016/03/blogagem-coletiva-profundo-intenso.html

      ResponderExcluir
    12. Confesso que ainda não tinha ouvido esse termo revenge porn, mas já ouvi muitos casos desse crime. Infelizmente, ainda acontece muito disso atualmente.
      A iniciativa da autora em escrever sobre isso foi fantástica e estou vendo muitas resenhas positivas sobre os livros. Outra coisa que adorei foi a editora arqueiro trazer essa história para o Brasil e ainda lançar a duologia ao mesmo tempo. Essa editora é sensacional, não é à toa que ocupa grande parte da minha estante ❤️

      ResponderExcluir
    13. Eu acho esse tema bem complicado. Muitas mulheres sofrem por confiarem em seus parceiros e esses casos vem ocorrendo com bastante frequência.
      Achei bem legal a ideia da autora, quero ler esses livros.

      ResponderExcluir
    14. Oi!
      Eu já conhecia alguns casos que vi pela TV ou internet, inclusive alguns envolvendo famosos, mas não conhecia tanto sobre o assunto. Não consigo imaginar o que sente uma mulher que passa por isso, é mais do que um crime, e além de ter que lidar com a situação ainda tem algumas pessoas que julgam a vítima culpada! É realmente muito complicado! É uma maravilha o trabalho que a Editora Arqueiro vem fazendo com os livros e o tema! Já entraram para lista de próximas leituras.

      ResponderExcluir
    15. Oi =)
      Vemos casos de revenge porn em notícias de jornal, seriados e filmes. Há até casos de suicídio da vítima por causa disso, da vergonha e humilhação pelo qual é submetida. Acho que as pessoas precisam ter mais cuidado e não tirar fotos ou fazer vídeos íntimos mesmo com parceiros de longa data. Você nunca sabe do que uma pessoa é capaz.
      Achei bem interessante a Arqueiro publicar livros sobre o tema. É algo bem atual e fiquei curiosa para saber como a Caroline vai lidar com isso.

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!