• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Lançamento Darkside - Junho/2016





    “Desculpa, mãe, mas eu estava muito vazio.” – Tyler

    A autora de fantasia que está encantando leitores com a força de sua escrita lança seu primeiro romance contemporâneo – uma trama comovente e impactante situada nos dias de hoje. Depois de sucessos internacionais como a saga Sobrenatural, Cynthia Hand demonstra todo o seu talento numa história sobre perda, culpa e superação. 

    O Último Adeus é narrado em primeira pessoa por Lex, uma garota de 18 anos que começa a escrever um diário a pedido do seu terapeuta, como forma de conseguir expressar seus sentimentos retraídos. Há apenas sete semanas, Tyler, seu irmão mais novo, cometeu suicídio, e ela não consegue mais se lembrar de como é se sentir feliz. 

    O divórcio dos seus pais, as provas para entrar na universidade, os gastos com seu carro velho. Ter que lidar com a rotina mergulhada numa apatia profunda é um desafio diário que ela não tem como evitar. E no meio desse vazio, Lex e sua mãe começam a sentir a presença do irmão. Fantasma, loucura ou apenas a saudade falando alto? Eis uma das grandes questões desse livro apaixonante. 

    O Último Adeus é sobre o que vem depois da morte, quando todo mundo parece estar seguindo adiante com sua própria vida, menos você. Lex busca uma forma de lidar com seus sentimentos e tem apenas nós, leitores, como amigos e confidentes. 

    Cynthia Hand faz sua homenagem àqueles que se foram muito cedo e oferece um diálogo reconfortante a quem já esteve no lugar de sua protagonista. Os pensamentos e os segredos de Lex e Tyler serão revelados aos leitores brasileiros em 2016, em um livro que fará parte da Coleção DarkLove – linha que lança autoras femininas com muita história para contar.



    Livros são ótimos companheiros de viagem. Alguns conseguem ir além e se transformam em companhias para a vida inteira. Como os amigos que fazemos na juventude que, aconteça o que acontecer, vão estar para sempre do nosso lado.

    É o caso de EM ALGUM LUGAR NAS ESTRELAS, da autora norte-americana Clare Vanderpool. Um romance intenso sobre a difícil arte de crescer em um mundo que nem sempre parece satisfeito com a nossa presença.

    Pelo menos é desse jeito que as coisas têm acontecido para Jack Baker. A Segunda Guerra Mundial estava no fim, mas ele não tinha motivos para comemorar. Sua mãe morreu e seu pai... bem, seu pai nunca demonstrou se preocupar muito com o filho. Jack é então levado para um internato no Maine (o mesmo estado onde vivem Stephen King e boa parte de seus personagens). O colégio militar, o oceano que ele nunca tinha visto, a indiferença dos outros alunos: tudo aquilo faz Jack se sentir pequeno. Até ele conhecer o enigmático Early Auden.

    Early, um nome que poderia ser traduzido como precoce, é uma descrição muito adequada para um prodígio como ele, que decifra casas decimais do número Pi como se lesse uma odisseia. Mas, por trás de sua genialidade, há uma enorme dificuldade de se relacionar com o mundo e de lidar com seus sentimentos e com as pessoas ao seu redor.

    Obsessivo, Early Auden tem regras específicas sobre que músicas deve ouvir em cada dia da semana: Louis Armstrong às segundas; Sinatra às quartas; Glenn Miller às sextas; Mozart aos domingos e Billie Holiday sempre que estiver chovendo. Seu comportamento é um dos muitos indícios da síndrome de Asperger, uma forma branda de autismo que só seria descoberta muito tempo depois da Segunda Guerra, e que inspirou personagens já clássicos como o Sr. Spock (Star Trek), o Dr. House e Sheldon Cooper (The Big Bang Theory).

    Quando chegam as festas de fim de ano, a escola fica vazia. Todos os alunos voltam paracasa, para celebrar com suas famílias. Todos, menos Jack e Early. Os dois aproveitam a solidão involuntária e partem em uma jornada ao encontro do lendário Urso Apalache. Nessa grande aventura, vão encontrar piratas, seres fantásticos e até, quem sabe, uma maneira de trazer os mortos de volta – ainda que talvez do que Jack mais precise seja aprender a deixá-los em paz.

    8 comentários :

    1. A Darkside como sempre fazendo um excelente trabalho gráfico nos seus livros. Só isso, já chama a atenção do leitor. Quando aliado a isso, ainda há um conteúdo surpreendente, com certeza amarra de vez. O meu primeiro livro da editora ainda não chegou, o Menina Má; Estou ansiosa para chegar e começar a ler.

      ResponderExcluir
    2. O que dizer sobre as edições da editora Darkside? São simplismente maravilhosas. Atualmente estou louca pelo lançamento de The kiss of deception ❤️
      Achei essa edição também maravilhosa, não esperava menos da editora!

      ResponderExcluir
    3. Olá!!!
      Essa capa de Em Algum Lugar nas Estrelas é sem comentários :O
      Nossa que capa linda e apaixonante, eu me apaixonei pelo livro simplesmente pela capa.
      Parabéns a Darkside por esses lançamentos :3

      lereliterario.blogspot.com

      ResponderExcluir
    4. A editora simplesmente arrasou na capa de Em algum lugar nas estrelas, é pra aplaudir de pé. A DarkSide da um show para as outras editoras com suas capas, da até orgulho de comprar um livro deles por mais que seja caro.

      ResponderExcluir
    5. A Darkside sempre capricha nos lançamentos! <3
      Me interessei mais pelo O último adeus, aguardarei as resenhas.

      ResponderExcluir
    6. Tem como não desejar esses lançamentos? Cada edição é um tiro, rsrsrs.
      Gostei muito da sinopse de "O último adeus", vou esperar para ler algumas resenhar e ver se é tão bom quando imagino!

      ResponderExcluir
    7. Li Sobrenatural da Cinthia Hand e adorei a sinopse de O último adeus. A história me lembrou um pouco a livro "A lista negra". Com certeza vou lê-lo.
      Amei a capa de Em algum lugar nas estrelas e a sinopse também é bastante interessante. Li Passarinha e desde então gosto de ler histórias de personagens com síndrome de Asperger e ver como lidam com isso no seu dia a dia.

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!