• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Resenha da Vic: Um Ano Inesquecivel, Paula Pimenta/Bruna Vieira/ Babi Dewet e Thalita Rebouças - @Gutemberg

    Dizem por aí que os melhores momentos da vida são vividos na adolescência. Os primeiros amores, os encontros, as festas, as viagens, as surpresas… E são sempre os instantes inesperados que transformam um dia comum em uma lembrança especial, daquelas que nunca deixarão de nos acompanhar. Este é um livro sobre esses momentos doces e sensíveis que não se apagam da memória tão facilmente. Quatro contos, em quatro estações do ano, sobre jovens que passam por vivências e sentimentos intensos. Paula Pimenta nos leva em uma viagem de inverno. Babi Dewet conta como um outono pode mudar tudo. Bruna Vieira mostra a paixão brotando com a primavera. E Thalita Rebouças narra um intenso amor de verão. Histórias de um ano inesquecível que vão ficar para sempre!
    Titulo: Um Ano Inesquecível
    Autor(a): Paula Pimenta,  Bruna Vieira,  Babi
    Editora: Gutenberg
    Páginas: 400


    Quando a editora Gutemberg anunciou que lançaria um livro com as quatro autoras, todo mundo sabia que já seria sucesso. Das quatro, só tinha lido alguns da Thalita e da Paula Pimenta, que é o meu amor <3. Porém, foi uma experiência muita boa ler algo da Bruna e da Babi também. Sem mais delongas, venham comigo!

    Um Ano Inesquecível se trata de quatro contos, sendo que cada um se passa especificamente durante uma estação do ano. São histórias independentes, que podem ser lidas separadamente. Porém, ler na ordem dá bem mais emoção. Concordam?


    Primeiramente (FORA TEMER! Rs) temos Enquanto a neve Cair, que  é o conto da Paula Pimenta e como o titulo já remete, se passa no inverno. A história gira em torno da Mabel que é uma adolescente mimada (de inicio, ok?) e um pouco irritante quando as coisas não acontecem da forma que ela quer. O fato é: Mabel programou passar suas férias com as amigas e o namorado (ela só não informou a ele que eles namoravam HAHAHAHA), em um acampamento super legal. Mas, tudo foi por água  neve abaixo, quando sua família lhe surpreendeu com uma viagem para o Chile. É claro que demora para esse coração congelado começar a fazer as coisas certas para curtir as férias, e deixar ser aquecido por uma nova paixão...

    Eu já tinha lido Minha Vida Fora de Série, da Paula, e não preciso nem dizer o quanto eu estava ansiosa por este conto. Confesso que demorou um pouco para eu começar a gostar da Mabel e entender um pouco toda a sua raiva por não estar no lugar desejado. Automaticamente quando ela se conforma que não tem alternativa a não ser aproveitar a sua estadia no Chile, as coisas começam a dar certo para ela. Até lá, é uma confusão atrás da outra.

    É uma história mais juvenil, a Mabel está no topo das adolescentes irritantes. Não me levem a mal, sei que essa era a ideia, mas se não fosse imaturidade dela, seria muito melhor. O bom é que ela muda, há um amadurecimento da personagem (UFA!) ao decorrer da história, e isso é muito bom de se acompanhar.
    ''Mas, de repente, no alto daquela montanha, sozinha, na neblina, com tanta dor e frio, fiquei pensando em tudo o que tinha deixado de viver. Em como minha vida havia sido limitada, no quanto eu tinha dado importância para coisas que não valiam a pena...para alguém que não valia a pena. Cheguei à conclusão de que ,se morresse naquele momento tudo que eu tinha vivido até então não teria feito a menor diferença no mundo. Seria como se eu tivesse vivido em vão .Mas aí, quando te vi no meio daquela neblina, foi como se você tivesse me trazido uma segunda chance. Como se tivesse me dado de presente uma vida nova!"


    Em seguida, o conto da Babi que se passa no outono. O Som dos Sentimentos conta a história da Anna Julia, uma menina que está no último ano do colégio, fazendo estágio em um escritório de advocacia, odeia música (???) e ama podcast. Convenhamos que uma pessoa que não gosta de música só pode ser muito estranha, mas os motivos para ela não gostar e não entender o porque de todos acharem algumas notas tão incríveis é até aceitável. Isso muda quando ela esbarra em um artista de rua que cantarola nas praças de São Paulo. Conhecer o João Paulo foi como uma alavanca para a Anna Julia se redescobrir. Em meio a toda essa correria dessa vida que ela leva, suas dúvidas com relação ao seu futuro, a pressão dos seus pais, os estudos... ele conseguiu fazer com que ela desacelerasse. Que ela parasse um pouco e ouvisse. Entendesse a beleza que há por trás dos versos, e de todos os sentimentos que  as estrofes quer transmitir.

    Eu sabia que esse conto ia me fazer ficar apaixonada. Tudo relacionado à música sai muito bem, e a Babi soube usar isso. A partir do momento que eu vi o titulo e associei a música do Los Hermanos, eu fiquei extremamente eufórica. É o conto mais cheio de sentimento, mais delicado... Sabe apaixonante? Sim, é isso ai. Vale lembrar que tem uma playlist incrível que só me fez amar ainda mais MPB. Me apaixonei pela delicadeza da Babi, da forma que ela usa as palavras tornando tudo tão lindo. 
    "De toda as coisas que tinha aprendido durante os últimos meses, notar as pequenas coisas da vida era que mais fazia seu dia feliz."


    Em A Matemática das Flores da Bruna Vieira, ela nos trouxe uma primavera bem florida e recheada de números. Jasmine que é a menina com nome de flor, mas com um temperamento nada delicado, está passando por alguns sufocos no colégio. No último ano do ensino médio, se não bastassem as dúvidas do que vai cursar na faculdade, ainda tem as notas do colégio. Ela corre um risco seríssimo de ser reprovada e a convivência com algumas meninas está tonando tudo insuportável. Para tentar amenizar a situação da filha, sua mãe intervém e conversa com seu professor de matemática, que se disponibiliza para dar aulas de reforço. Mas como o destino é maravilhoso, ele acaba tendo um choque na sua agenda e coloca um ex-aluno no seu lugar para ajudar Jasmine. É assim que as coisas começam a acontecer. O seu atual professor é o mesmo rapaz que ela deu umas paqueradas no ônibus (sem ele perceber, é claro), e Jasmine já prever que essas aulas serão muito produtivas.

    Nunca tinha lido nada da Bruna, e achei o conto dela bem interessante. A história tem um nível de maturidade de relacionamento a mais que os outros, e também acontecem algumas intrigas maldosas ao extremo de algumas colegas, que deixa a história bem mais empolgante. O Davi é um rapaz muito legal, e ele ajuda muito a Jasmine a lidar com todos  esses turbilhoes de emoções que ela  está vivendo. Achei o final meio confuso, meio apressado, não sei ao certo onde a autora se perdeu. Mas apesar disso, a história é fofa, e a Jasmine é uma figura!


    No conto de verão, temos o Amor de Carnaval, escrito pela Thalita. Adianto logo que é o mais engraçado e o mais louco de todos. Gente, é Thalita, né? Basicamente temos um grupo de amigas e seus respectivos desejos. Uma sonha em ser famosa, outra quer se casar com o príncipe Harry (Sim, é isso mesmo), e uma quer simplesmente ser uma bem sucedida nutricionista. Nessa confusão, o irmão da Tati (a que sonha em ser famosa) acaba se envolvendo com uma cantora de funk, e ela acaba entrando na fama passageira do irmão. Sendo reconhecidas pelos paparazzi, sendo convidadas para festas (vale ressaltar que não só ela, mas todas as outras meninas também) e até mesmo para assistir o desfile das escolas de samba na Sapucaí. Inha (a que sonha em ser nutricionista) acaba se envolvendo com Guilherme, que parece mais um príncipe, porém tem um passado bem confuso no meio das celebridades. Depois disso, confusão vai, confusão vem, muita gargalhada e o final é bem legal.

    Confesso que o início foi muito confuso para mim, essa obsessão das meninas por fama deu uma irritada nas primeiras páginas. Tudo melhorou quando o irmão de Tati começou a namorar com a Keylinha kero kero HAHAHAHA. Inha, que no caso é Flavia, mas chamam ela de Inha por causa de um apelido de infância, é bem interessante e um pouco teimosa. Kaká, que era a menina que queria casar com o príncipe Harry, é hilária. E a Tati louca por fama nem se fala... eu não imaginei que uma história tão atrapalhada teria um final tão bom no final.

    Enfim, coisas da Thalita.

    O livro, de um modo geral, é muito bom. Alguns contos agradam mais, outro menos...  mas todos te deixam com um gostinho de quero mais.

    Diagramação é bem simples, a capa é linda, folhas amareladas... um trabalho muito bem feito pela editora Gutemberg.

    Gostei da combinação das quatro, e ganhei mais autoras favoritas para a listinha.



    7 comentários :

    1. Oi, Vic.
      Eu gosto muito de livros assim com vários autores escrevendo histórias em um volume só. Gosto muito de O livro das princesas, que também é uma delícia. Esse livro já está na minha lista há um tempo, estou louca para ler!
      Beijo, Visite o Leitora Encantada

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi, Miriaã.
        Então você vai amar! Não demore muito para ler não.

        Beijos, Vic.

        Excluir
    2. Oi, Vic! Essa capa é tão fofinha! Eu nunca li nada de nenhuma das autoras... Lendo sua opinião sobre cada conto, vejo que é um livro bem juvenil, só por isso não sei se curtiria taaanto. Mas ainda assim consegui escolher um preferido pela sua resenha: o da Babi.

      Beijos, Entre Aspas

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi, Carla.
        Realmente é um livro juvenil, e eu mesmo leio pouquissimo desse gênero. Porém eu admiro muito o trabalho dessas autoras, e a ideia de contos que passam durante o ano especificando cada estação, me deixou mega curiosa. O da Babi foi o que eu mais gostei <3
        Dê uma chance para ele!

        Beijos, Vic


































        Excluir
    3. Oi Vic!

      Eu só conheço a a narrativa da Paula Pimenta, mas tenho muita vontade de ler algo das outras autoras! Principalmente da Thalita que me parece ser mega simpática. Bom saber que o livro é bom e a capa é realmente bonita!

      Bjs, Mi

      O que tem na nossa estante

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi, Michele.
        A capa é diva mesmo, e o conto da Thalita é o mais engraçado ( Thalita é Thalita, né?). Também adoro os livros da Paula!
        Quando ler conta para a gente.

        Beijos, Vic.

        Excluir
    4. Olá.
      A capa desse livro é muito fofa, adorei! Sempre leio ótimos comentários a respeito dessas autoras, mas ainda não li nada de nenhuma. Apesar de não ser muito meu estilo de leitura, se tiver oportunidade, vou querer ler, pois parece bem divertido e leve. Ótima resenha.Beijos.

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!