• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Jane Eyre, Charlotte Bronté


    Como uma criança órfã, Jane Eyre é cruelmente abusada pela primeira vez por sua tia, depois expulsa e enviada para uma escola de caridade. Embora ela sofra mais abusos, ela recebe uma boa educação e acaba aceitando um emprego como governanta na propriedade de Edward Rochester. Jane e Rochester começam a se unir, mas humor negro do patrão a incomoda. Quando Jane descobre o terrível segredo que Rochester esconde, ela foge e encontra refúgio temporário na casa de St. John Rivers. O conto clássico sobre moralidade e crítica social de Charlotte Bronte assume uma vida inteiramente nova nesta adaptação do Manga Classic de Jane Eyre.
    Manga Classics: Jane Eyre
    Manga Classics
    Stacy King
    Ano: 2016
    Páginas: 319
    Idioma: inglês
    Editora: Udon Entertainment


    Sou muito fã dessas adaptações de clássicos para mangá, não só pela fidelidade à obra original como pelo cuidado com a adaptação gráfica, e pelas explicações finais da escritora e do desenhista.

    Em Jane Eyre mangá, me deparei com traços suaves e cheios de lirismo onde os sentimentos dos personagens transbordam das páginas e a riqueza de caracterização dos mesmos transmite bem a personalidade de cada um.

                                           

    Para quem não conhece, esta é uma obra clássica dramática de Charlotte Bronté, das famosas irmãs Bronté, escritoras que marcaram a história da literatura mundial. Como foi dito na sinopse...

    “ O romance contém elementos de crítica social, com um forte senso de moralidade em seu núcleo, mas não deixa de ser considerado a frente do seu tempo, dado o carácter individualista da Jane e exploração do classismo, sexualidade e religião.” Wikipédia

    O livro conta a história de uma menina órfã que, desde cedo, conhece a crueldade humana e, mesmo assim, não perde as esperanças de ter uma vida melhor a cada passo que dá.

    Dedicada, correta, leal e extremamente comedida, ela se apaixona por seu chefe. Um amor impossível para os padrões da época por diversos motivos: a grande diferença de idade entre eles e de classe social, a situação de vida dele, entre outros, e que ela tenta a todo custo guardar dentro de si.

                                           

    Já o Mr. Rochester se comporta, a meu ver, como um garoto carente, um homem desejoso de atenção e extremamente romântico. Ele, cheio de artimanhas, age em diversos momentos de forma a descobrir o que Jane sente por ele e isso nos gráficos fica bem claro, algo que eu não tinha percebido muito no filme ( mas amo o filme também, só para constar).

                                     

    Outro detalhe diferente do filme e que, para mim, deixou a obra completa foi que o mangá levou a história até o final da obra original o que, para deleite dos fãs, fecha de forma plena esta linda e sofrida história de amor.

    A capa é uma das mais bonitas da coleção. 

    Preciso dizer mais alguma coisa? Só que recomendo demais para todos.



    As an orphaned child, Jane Eyre is first cruelly abused by her aunt, then cast out and sent to a charity school. Though she meets with further abuse, she receives an education, and eventually takes a job as a governess at the estate of Edward Rochester. Jane and Rochester begin to bond, but his dark moods trouble her. When Jane uncovers the terrible secret Rochester has been hiding, she flees and finds temporary refuge at the home of St. John Rivers. Charlotte Bronte’s classic tale of morality and social criticism takes on an entirely new life in this Manga Classic adaptation of Jane Eyre.

    I am very fond of these adaptations of classics for manga, not only for the fidelity to the original book as for the care with the graphic adaptation as for the final explanations of the writer and the designer.

    In Jane Eyre manga, I came across with smooth story full of lyricism where the characters' feelings overflow the pages and the richness of characterization of them transmit well the personality of each one.

    For those who do not know this is a classic dramatic work of Charlotte Bronte one of the famous Bronte sisters, writers who marked the history of world literature. As was said in the synopsis ...

    "The novel contains elements of social criticism, with a strong sense of morality at its core, but it is nevertheless considered the front of its time, given the individualistic character of Jane and the exploration of classism, sexuality and religion."

    The book tells the story of an orphaned girl who knows human cruelty early on and still does not lose hope of having a better life with every step she takes.

    Dedicated, correct, loyal and extremely measured, she falls in love with her boss. A love impossible to the standards of the time for various reasons (the great difference of age and social class, the situation of his life, among others reasons) and that she tries at all costs to keep within herself.

    Mr Rochester behaves, in my view, as a needy boy, a man desirous of attention and extremely romantic guy, with a big heart full of love. He, full of tricks, acts at various times to find out what Jane feels for him and this in the graphics is very clear, something I had not noticed much in the movie. (but I love the movie too, just for the record).

    Another different detail of the film and that left the book complete was that the manga took the story to the end of the original classic which to the delight of fans completely closes this beautiful and suffered love story.

    The cover for me is one of the most beautiful in is great collection. So cute, so sweet,so strong.

    I need to say more? But I recommend it too much for everyone.


    0 comentários :

    Postar um comentário

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!