O livro ilustrado dos maus argumentos, Ali Almossawi


 “Não consigo pensar numa forma melhor de aprender essas noções fundamentais de discurso lógico. Um livro encantador.” — Aaron Koblin, diretor criativo do Google Data Arts Team
Diante das discussões cada vez mais absurdas nas redes sociais, Ali Almossawi resolveu resgatar uma dose – necessária e urgente – de lógica para a era da internet. O resultado é este livro acessível, que explica, com divertidas ilustrações, as 19 principais falácias que tornam insustentáveis tantos argumentos e debates.

Você aprenderá a reconhecer frequentes abusos da razão, como a falácia do espantalho (em que se deturpa o argumento do outro para poder atacá-lo com mais facilidade), o apelo a uma autoridade irrelevante e a bola de neve (em que uma proposição é desacreditada sob a alegação de que levará inevitavelmente a uma sequência de eventos indesejáveis).

Os desenhos mostram animais cometendo erros de argumentação. O coelho acha que uma estranha luz no céu só pode ser um disco voador porque ninguém consegue provar o contrário (apelo à ignorância). O leão não acredita que a emissão de gases do gado prejudica o planeta porque, se isso fosse mesmo verdade e tivéssemos que eliminar as vacas, ele teria que comer grama, um resultado altamente indesejável (argumento a partir das consequências).

Assim, ficará mais fácil escapar das armadilhas da lógica que se espalham por todos os lugares, dos debates no Congresso aos comentários no Facebook. Indispensável para qualquer pessoa que cultive o hábito de ter uma opinião, este livro é um antídoto contra raciocínios fracos
O livro Ilustrado dos Maus Argumentos
Ali Almossawi
Ano: 2017 
Páginas: 64
Idioma: português
Editora: Sextante


Você já pensou nos argumentos que utiliza durante uma discussão? Já estudou sobre o assunto ou já se posicionou quanto a utilização de argumentação válida? Ali Almossawi já e por isso ele desenvolveu “O livro ilustrado dos maus argumentos”, um livro rápido e fácil que ensina sobre entender o que dizemos e como agimos diante de discussões que nos são impostas, além de ensinar a melhorar os seus argumentos.

“Colorido e vigoroso, tucano posou para dois artistas. Um deles o descaracterizou completamente e, mais tarde, ao mostrar sua pintura, criticou o modelo por sua falta de graça e vivacidade.”

Ao olhar para esse livro, não considerei que ele fosse me envolver tanto enquanto leitora e estudante, mas aqui estamos e eu preciso informar que esse livro deve ser de leitura obrigatória para todos aqueles que querem fazer sua voz ser ouvida de forma clara e correta. 
Com uma narrativa fluida e bem trabalhada, o autor discorre em torno de cada tipo de mau argumento e nos ensina a entende-lo com clareza, de uma forma que possamos fugir de conversas sem futuro e discussões sem sentido, aquelas conversas com pessoas que não nos leva a lugar algum e muito menos acrescenta algo as nossas vidas. 

“Toda noite, um pouco antes do amanhecer, o castor caminha até o topo da montanha e pede ao sol que apareça. E não é que o sol sempre nasce?”

É um livro sobre posicionamentos falhos que, ao longo dos anos, se tornaram marca registrada de todos aqueles que ao se ver diante de um assunto que não lhe é interessante, procura mudar todo o enredo se colocando no lugar de vitima ou entendedor, sem procurar aprender o que está sendo dito ou até mesmo sem ensinar o que aprendeu ao longo dos anos. 

Como disse antes, recomendo esse livro para todos aqueles que estão cansados de discutir com quem não quer ouvir e para todos aqueles que desejam aprender a identificar uma conversa sem futuro ou fundamnnento. Se você já conhece esse livro, conta aqui o que achou e vamos papear. Por enquanto é iusso, forte abraço e até mais. 



Nenhum comentário

O seu comentário alegra o nosso dia!!!