A menina no escuro, Karen McQuestion


Você sabe quem são os seus vizinhos? Só um eclipse lunar faria Sharon sair para o quintal de sua casa naquela noite fria. A lua estava linda, mas o que realmente chamou sua atenção foi a silhueta de uma garotinha lavando a louça na casa vizinha. Os Flemings não tinham filhos pequenos, mas a pergunta que se fazia era: por que alguém colocaria uma menina fazendo tarefas domésticas quase de madrugada? Intrigada, Sharon se aproxima para fotografá-la, e acaba presenciando uma cena ainda mais perturbadora. Ela tenta esquecer o que viu, mas sua mente cria várias teorias sobre o que teria acontecido naquela noite. Em meio a um turbilhão de pensamentos, os dias passam e Sharon recebe em sua casa a visita de uma jovem de um abrigo. Nikita, que cresceu em lares de acolhimento, logo se une às suspeitas de Sharon e juntas decidem investigar. Então elas descobrem alguns segredos dos Flemings que as colocam numa rota de perigos que não seriam capazes de imaginar.

A Menina No Escuro
Uma cena estranha, no meio da noite, pode ser o primeiro grito de socorro oferecido pelo caso.
Ano: 2022
Páginas: 256
Idioma: português
Editora: Faro Editorial

Preparados para mexer em feridas no ambiente familiar? Porque é isso que  A menina no escuro faz.

Karen McQuestion traz três núcleos diferentes para abordar questões delicadas que podem estar acontecendo na casa do seu vizinho agora mesmo.

A pedido da filha Amy, Sharon aceita, depois de alguma relutância, abrigar Niki. Abandonada pelo pai e com mãe alcoólatra, Niki viveu em vários lares adotivos e sabe muito bem do que as pessoas são capazes quando cuidam de crianças que não são seus filhos biológicos. 

O segundo núcleo chama a atenção de Niki quando Sharon lhe conta da garotinha que parece morar na casa dos Flemings, mas que Suzette, a mãe controladora, e Jacob, o filho negligenciado, insistem em dizer que não existe.

Paralelo a isso, Wendy e Edwin ainda esperam notícias da filha que fugiu com o namorado a cerca de três anos.

Com uma narrativa ágil e de tirar o fôlego, a história vai sendo contada interligando esses três núcleos através de Mia, garotinha de cerca de 5 anos que parece não ter passado e cujo único futuro possível é continuar aceitando os desmandos de Suzette. 

Confesso que tiver muita vontade de matar Suzette, mas entendi ao longo da história que ela não errou sozinha e que todos os problemas foram se construindo por conta da omissão, da falta de empatia e do medo das pessoas ao redor. Um livro com temas sensíveis que foram trabalhados com muita delicadeza e respeito. Vale muito a pena essa leitura.

Nenhum comentário

O seu comentário alegra o nosso dia!!!